Babosa (áloe vera): 10 usos espetaculares 

10 usos espetaculares da babosa (aloe vera)

Além de ter propriedades anti-inflamatórias que ajudam a acabar com a acne, o aloe vera também pode reduzir as cicatrizes decorrentes dela, já que regenera a pele.

Atualmente a babosa, ou aloe vera, é um ingrediente vital na preparação de diferentes remédios caseiros, sejam administrados por via oral ou aplicados na pele. Em seguida, contaremos quais são alguns destes usos.

1. Remédios para a pele

Um dos usos mais especiais deste produto natural é o cuidado com a pele, seja por queimaduras ou no tratamento de cicatrizes, em função de seu gel que acelera notoriamente o processo de cicatrização, melhorando a circulação do sangue em volta da ferida.

Também cumpre uma boa função na hora de proteger contra os raios UV. Você pode aplicar um creme de aloe minutos antes de se expor ao sol para que ele te proteja, ainda que o uso de protetores seja indispensável. 

2. Babosa alivia a prisão de ventre

Babosa alivia prisão de ventre.

O látex da babosa é recomendado para induzir a diarreia, tornando-se um purgante com o intuito de fazer uma limpeza intestinal. Recomenda-se que não se faça uso contínuo, já que com o uso frequente esse perde seu efeito no intestino. 

3. Alivia os problemas bucais

A polpa da babosa permite aliviar feridas, gengivite e estomatites de modo simples: apenas triturar esta parte e colocar na boca. Você deve se certificar que está em contato com a ferida.

4. Babosa combate os problemas do cólon

Babosa combate os problemas do cólon.

Se você sofre problemas com o cólon, uma receita que te ajudará a reduzir os incômodos e o ardor estomacal consiste em uma mistura de mel, suco de laranja, uma colher de suco de babosa e um copo de água. Tomar diariamente em jejum para obter melhores resultados.

5. Ajuda a evitar a acne

Graças ao fato da babosa ter propriedades anti-inflamatórias é um bom remédio contra a acne. Procure sabão, creme e loções que contenham babosa (ou Aloe Vera) e use durante a manhã e a noite, isso servirá não apenas para as espinhas, mas também para controlar a oleosidade que se acumula em seu rosto. Igualmente, você pode usar um gel de aloe vera sobre as espinhas para diminuir o inchaço.

6. Babosa ajuda na redução de celulite

Babosa ajuda na redução de celulite.

Visto que a babosa tem altos benefícios em âmbito dermatológico, é comum seu uso contra a celulite, cabe esclarecer que apenas ela não é um remédio contundente, pois é necessário que se faça exercícios físicos, leve uma dieta equilibrada e que se massageie as pernas com regularidade.

7. É benéfica para os cabelos

Igual a pele, a babosa atua no cabelo como protetor solar, cuidando do couro cabeludo contra os raios UV, igualmente os protege contra os danos cotidianos como o clima seco, o vento, a chuva, a secura, a oleosidade, tornando os cabelos mais brilhantes e sedosos.

8. Babosa ajuda a eliminar as caspas

Babosa ajuda a eliminar as caspas

Ao lavar seu cabelo com Aloe Vera a caspa de desprende da pele, de tal maneira que é necessário apenas que você escove o cabelo para eliminar a caspa em sua totalidade. Repetir algumas vezes e verá que o resultado é significativo.

9. É um excelente relaxante

A babosa tem propriedades anestesiantes que relaxam os músculos da cabeça, quando lavar os cabelos, massageá-los, assim como o couro cabeludo para obter um efeito desestressante.

10. Serve para reduzir o peso

Babosa serve para perder peso e reduzir medidas

Por ser uma planta com propriedades depurativas, a babosa é uma boa aliada para emagrecer. Ao misturá-la com limão obteremos a propriedade depurativa junto às propriedades desintoxicantes. Por isso, recomenda-se muito um suco com os mencionados ingredientes da seguinte forma:

  • 1 folha média de babosa, em pedaços com as espinhas já retiradas
  • 1 colher de mel
  • Suco de um limão

Bater no liquidificador e coá-lo, tomar assim que levantar para dar tempo de fazer a digestão antes do café da manhã, para melhorar os efeitos, procure ter uma dieta saudável e uma rotina de exercícios físicos por, ao menos, três dias na semana.