12 remédios naturais para a ansiedade - Melhor Com Saúde

12 remédios naturais para a ansiedade

Lembre-se de que o exercício regular pode fazer com que você se sinta melhor graças à liberação de endorfinas. Você terá mais autoestima e irá melhorar a sua saúde.

Se você tem distúrbio de ansiedade e gostaria de realizar um tratamento sem ter que recorrer a medicamentos, saiba que existem várias opções de remédios não farmacológicos eficazes para os casos de ansiedade, como, por exemplo, as técnicas de mente e corpo, assim como suplementos como as infusões que relaxam e acalmam esse sintoma. Algumas pessoas absorvem os benefícios em curto prazo, e outras necessitam de mais tempo para conseguirem diminuir a ansiedade ou curá-la.  Apresentamos a seguir 12 remédios naturais para que possa controlar a ansiedade.

1. Camomila

Se você atravessa um momento de nervosismo, tomar uma xícara desse chá poderá ajudar a acalmar.  Alguns componentes da camomila relacionam-se com os mesmos receptores cerebrais que contêm os medicamentos como o Valium. 

Um estudo da  Universidade  de Pensilvânia constatou que os pacientes com distúrbio de ansiedade generalizada que tomaram os suplementos da camomila durante oito semanas obtiveram uma redução significativa no quadro de ansiedade em comparação com os pacientes que tomaram placebo.

2. Chá verde

chá verde

Estudos demostraram que o chá verde ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. Aplicada a pesquisa a humanos, constataram a diminuição da ansiedade.  Um dos estudos apresentados, as pessoas propensas a ansiedade mostraram-se mais tranquilas e centradas durante uma prova, ao consumirem antes 200 ml de chá verde. 

3. Lúpulo

É encontrada na cerveja, mas não conseguirá nessa bebida o benefício calmante. O componente sedativo encontrado no lúpulo é um azeite volátil, que contém extratos e tinturas que podem ser usadas na técnica de aromaterapia. O lúpulo é utilizado constantemente como um desativo para promover o sono.

4. Valeriana

valeria uma planta medicinal para curar a insônia

A Valeriana é ima erva sedativa. É de grande ajuda para dormir no caso de insônias. O governo alemão aprovou seu uso para o tratamento de problemas relacionados com o sono. Tem um odor nada agradável, o que faz que muitas pessoas prefiram administrá-la em cápsulas. Essa erva pode ser combinada com outras de mesma ação, como o lúpulo,  a camomila, o bálsamo de limão.

5. Exercícios

A prática de exercícios físicos é  excelente para o cérebro, além de um poderoso antidoto contra a depressão e a ansiedade, em curto ou em longo prazo, a rotina de exercícios elevará sua autoestima e você se sentirá mais saudável. Umas das principais causas da ansiedade e a preocupação com a saúde uma vez que o sedentarismo pode trazer algumas enfermidades.

6. Passiflora

passiflora

Esta flor é um sedativo que o governo alemão também acatou  para a curar as inquietações nervosas. Alguns estudos encontraram nela um potente redutor dos sintomas da ansiedade assim como a ação dos medicamentos receitados, sendo utilizada para casos de insônia. Como os demais sedantes, pode produzir sonolência. O melhor a fazer e ter muito cuidado com a dosagem consumida, e tomá-la no período máximo de um mês.

7. Lavanda

O aroma embriagante da lavanda pode surtir efeito anti-inflamatório. Um estudo demonstrou que pacientes de um dentista apresentaram menor quadro de ansiedade quando a sala de espera  se encontrava perfumada por  óleo de lavanda. Outra pesquisa realizada em Florida constatou que estudantes que inalaram o odor da lavanda antes de uma prova, sentiram-se com menos ansiosos.

Na Alemanha, pesquisadores provaram  a redução da ansiedade em pessoas com distúrbios de ansiedade generalizada, administrando  uma pílula de lavanda, e compararam seu efeito ao lorazepam que tem a mesma categoria do Valium.

8. Respiração profunda

A técnica da respiração do yoga, demostrou ser eficaz na redução do estresse e da ansiedade. A técnica é fundamentada na seguinte explicação: uma pessoa que respira profundamente não pode sentir-se ansioso simultaneamente. O exercício de respiração consiste em que você respire profundamente pelo nariz enquanto conta mentalmente até quatro. Segure a respiração até chegar ao sete e solte lentamente o ar também pelo nariz, terminando essa prática na contagem de número oito. Faça o exercício pelo menos duas vezes ao dia.

9. Se sentir fome… coma!

nozes

Normalmente nos sentimos ansiosos e irritados quando temos fome. Quando tempos um ataque de ansiedade, pode ser que esteja associado a uma baixa de açúcar no sangue. O melhor nessa situação e sempre ter ao alcance uma porção de nozes ou um pedaço de chocolate amargo, que consumidos com um copo de água ou uma xícara de chá quente pode amenizar a sensação de desconforto alimentar.

Em longo prazo, a dieta é a chave para reduzir a ansiedade. Por isso, recomendamos o consumo de alimentos integrais, legumes , carnes e mariscos, verduras de folhas verdes  para que seu organismo absorva o acido fólico e amplie as variedades de fito nutrientes que ajudam na redução da ansiedade.

10. Café da manhã

Muitas pessoas com distúrbios de ansiedades não tomam o café da manhã. O indicado é consumir produtos saciantes como o ovo  nessa primeira refeição. Além de sua propriedade saciante, também é uma fonte natural de colina que atua na redução da ansiedade.

11. Ômega-3

Os óleos de peixe são excelentes para o coração e para o distúrbio da ansiedade. Em uma pesquisa, estudantes que tomaram 2.5 ml ao dia de ácidos graxos ômega 3 durante 12 semanas, apresentaram menos ansiedade antes de realizarem uma prova que os estudantes que  tomaram placebo.

Normalmente os especialistas recomendam sempre que possível consumir o ômega diretamente dos alimentos como, por exemplo, os peixes de água fria e o salmão que são as melhores fontes de ácidos graxos, além das anchovas e as sardinhas que contribuem muito com os ácidos graxos.

12. Aquecer o corpo

Já se perguntou por que uma pessoa se sente tão relaxada depois de um bom banho ou sauna? Aquecer nosso corpo reduz a tensão muscular e a ansiedade. A sensação de calor pode alterar os circuitos neurais  que controlam o estado de ânimo, incluindo as que afetam o neurotransmissor serotonina  responsável básico para manter o equilíbrio emocional. O aquecimento nos exercícios físicos podem ser uma das formas de aumentar nosso estado de ânimo.