3 soluções rápidas e naturais para desinflamar

3 soluções rápidas e naturais para desinflamar

Como é fácil sofrer com uma inflamação! Ela pode ser aguda, desencadeada por uma contusão, uma infecção ou um movimento mal feito, ou crônica, com momentos críticos nos quais a pele da zona se avermelha e nos causa mais dor.
Exercícios para evitar dores nos joelhos

Neste artigo, iremos propor remédios naturais, simples e caseiros para aliviar essas inflamações com rapidez.

O que é uma inflamação?

inflamacao-500x332

Uma inflamação é a reação do nosso organismo frente a um agente patogênico ou irritante, ou, a uma contusão. Quer dizer, a inflamação é um mecanismo de defesa.

As características dela podem ser a vermelhidão da zona, o aumento do volume, dor, o aumento da temperatura e outros transtornos relacionados.

Em algumas terapias medicinais a inflamação é relacionada com o elemento fogo pelas características que acabamos de mencionar. Mas, quando a inflamação é constante pode haver algumas diferenças, como a zona mais fria e sem volume.

Neste artigo nos centramos nas inflamações que têm as características do elemento fogo, calor, vermelhidão, volume e dor, e nos tratamentos.

Quando aplicar esses tratamentos

  • Logo depois de uma contusão sem ferida aberta.
  • Em uma zona em que sofremos dores crônicas, em especial nas costas ou nas articulações.
  • No pescoço, como consequência de uma inflamação ou infecção na garganta.
  • Sobre a zona do fígado (costelas do lado direito) quando o sentimos congestionado ou doloroso. Neste caso não devemos usar o remédio do gelo, mas, sim, qualquer um dos outros dois.
  • Na barriga, se estiver inchada ou sofrermos com algum transtorno específico.

doe-costas-Ed-Yourdon-500x334

Gelo coberto

Como dissemos, o calor é uma das características principais de qualquer inflamação, por isso vamos aliviá-lo com um dos remédios antigos e caseiros mais simples que conhecemos: o gelo.

É importante destacar que não devemos aplicar o gelo diretamente sobre a pele, mas sim podemos optar por uma das seguintes opções:

  • Um pacote de ervilhas congeladas ou similar.
  • Uma pedra de gelo ou vários cubinhos, mas coberto por um pano.
  • Uma bolsa de gel especial comercializada com esse fim.

Vamos aplicar o gelo coberto durante 20 minutos, pelo menos.

As inflamações que são crônicas não costumam ter uma temperatura elevada, mas sim, podem se sentir mais frias do que o resto da pele do corpo. Nesses casos, é muito mais recomendável a aplicação de calor (bolsa de água, elétrica, etc.), que inclusive resulta ser relaxante e prazerosa.

Argila e cúrcuma

A argila é também um antigo remédio, já que o barro foi usado tradicionalmente por estar facilmente ao alcance das pessoas (e de maneira gratuita).

Hoje em dia é muito mais seguro usar argila limpa em pó, que podemos encontrar em qualquer herbanário ou loja de produtos naturais.

Iremos misturar a argila com um pouco de água, a suficiente para conseguir uma massa que seja fácil de aplicar, mas que não goteje.

Sempre que usarmos argila é fundamental evitar os utensílios e recipientes de plástico e metal, já que fazem com que ela perca parte de suas propriedades. Em seu lugar, usaremos os de vidro, madeira ou cerâmica.

Aplicaremos a argila e a deixaremos atuar até que se seque.

Para potencializar ainda mais os efeitos desinflamatórios dessa cataplasma, recomendamos acrescentar à argila um pouco de cúrcuma em pó, já que esta especiaria é um potente anti-inflamatório e também alivia a dor.

curcuma-Frabisa-500x357

Compressa de couve

Seguimos com os remédios caseiros e econômicos com esta solução à base de couve. A couve tem propriedades anti-inflamatórias que reduzem as inflamações internas de nosso organismo quando a consumimos. Não obstante, também podemos aplicá-la sobre a pele para conseguir os mesmos benefícios.

Necessitaremos duas ou três folhas externas de uma couve verde.

Modo de preparo

  1. Colocaremos uma panela com água para esquentar.
  2. Quando a água ferver, jogue, no momento, as folhas três vezes, de maneira que se escaldem levemente sem deixar cozinhar, depois, amassaremos as folhas com a ajuda de um morteiro.
  3. Vamos aplicar a couve sobre a inflamação e a cobriremos com um tecido e, por cima, com papel de plástico fino de cozinha.
  4. Deixaremos atuar esta compressa de couve durante um mínimo de 30 minutos para desinflamar a zona.

Imagens por cortesia de Ed Yourdon e Frabisa.