4 autoexames que podem salvar sua vida

4 autoexames que podem salvar sua vida

Um diagnóstico precoce é sempre fundamental para que se possa atuar a tempo e evitar que a doença evolua para estágios mais graves.
4 autoexames que podem salvar sua vida

O câncer é uma das doenças que mais mortes provoca em todo o mundo a cada ano e muitos dos casos poderiam ter sido evitados com uma detecção precoce.

Infelizmente, embora já tenham havido muitos avanços e a tecnologia facilite a transmissão de informação, são ainda muitas as pessoas que desconhecem tudo o que se relaciona com este tipo de doença, incluindo os seus riscos e  sintomas precoces.

Tendo em conta que uma detecção a tempo de algumas anomalias no corpo é essencial para um tratamento oportuno do câncer e de outras doenças crônicas, hoje vamos partilhar os 4 autoexames que podem salvar sua vida e que você pode realizar em casa.

1. Autoexame da mama

O autoexame das mamas ou seios é um dos métodos que toda a mulher deve conhecer para detectar a tempo um possível tumor.

Atualmente, já se consegue que grande parte das mulheres de todo o mundo realizem esse exame com regularidade, o que permite detectar oportunamente caroços estranhos nos seios.Autoexames-nos-seios

O melhor momento para realizar este exame nos seios é justamente 7 dias depois do período menstrual, pois nesse momento as mamas não terão a sensibilidade e a inflamação que aparecem com a menstruação.

Como fazer?

  • Para facilitar o autoexame coloque o rosto para baixo, com a mão direita por detrás da cabeça.
  • Então, com os dedos do meio da mão esquerda pressione suavemente, mas com firmeza, fazendo pequenos movimentos para examinar o seio direito.
  • Em seguida, sentada ou de pé, examine também a axila, já que o tecido mamário se estende até essa parte do corpo.
  • Pressione com cuidado os mamilos para verificar a presença de algum tipo de secreção. Repita o procedimento no seio esquerdo.
  • Fique de pé, em frente a um espelho, com os braços para baixo, e proceda à observação das mamas procurando algum tipo de alteração em sua textura como, por exemplo, ondulações, rugas, amassados ou pele parecida com casca de laranja.
  • Observe também, com cuidado, para perceber se o mamilo está afundado.

    2. Da cavidade oral

Os sinais que aparecem na boca devem ser um sinal de alerta para qualquer pessoa, pois podem indicar desde periodontite até câncer de boca.

Os problemas de gengivas, sangramentos ou feridas e caroços dentro da boca são sinais suficientes para saber que algo está mal.

Também se aconselha examinar os lábios por dentro e por fora, utilizando seus dedos para detectar caroços.

      3. Da peleAutoexames-na-pele

Este tipo de autoexame consiste na revisão regular da pele com o objetivo de detectar possíveis tumores ou alterações invulgares.

É importante saber que, quanto mais cedo realizar o diagnóstico de câncer de pele, maior é a probabilidade de combatê-lo.

Como no caso da mama, aconselha-se a realização deste exame uma vez por mês, como método de prevenção. Para isso, o ideal é contar com um espelho grande para facilitar a observação de todo o corpo.

Ao fazer este autoexame deve-se procurar alterações na pele, tais como:

  • Manchas moles que aparecem ou crescem de maneira súbita, com forma assimétrica, cores estranhas ou bordas irregulares.
  • Manchas vermelhas.
  • Protuberâncias ou úlceras.

    4. Ao urinar

urina tem muito a dizer sobre a saúde e, o melhor é que pode servir como um autoexame todos os dias e a qualquer hora.

Urinar mais de oito ou dez vezes por dia é um sinal claro de que algo não vai bem na bexiga; por exemplo, pode ser um problema de bexiga, de próstata ou de rins.

Esse simples exame pode descartar a possibilidade de ser um sinal de algum  problema neurológico  ou lesão na coluna vertebral.Autoexame-da-urina

Mas claro que, a vontade frequente de urinar é completamente normal quando se ingeriu muito líquido.

É muito importante observar a cor da urina e também ter em conta o seu cheiro. Quando a urina é escura demais pode indicar uma infeção do trato urinário ou desidratação.

Se notar algum tipo de sangramento, pode ser um sinal de um possível câncer, ainda que nem sempre.

Se o odor é muito forte, isso pode indicar a existência de algum tipo de problema renal.

Em qualquer destes casos o melhor é consultar o médico para receber um exame pertinente e um tratamento adequado.