4 Conselhos "curiosos" que permitirão dormir melhor - Melhor Com Saúde

4 Conselhos “curiosos” que permitirão dormir melhor

Você sabia que um remédio muito eficaz para pegar no sono é tirar um pé para fora dos lençóis? Isso nos ajuda a regular a temperatura corporal e nos relaxa.
Por que deveríamos desligar o roteador wi-fi durante a noite?

Muitas pessoas têm algum nível de dificuldade para pegar no sono e ter uma verdadeira noite de descanso. Nesse grupo, não são poucas as que fazem uso de diferentes alternativas para tentar dormir melhor, já que uma boa noite de sono é fundamental para que o corpo possa desempenhar suas funções vitais e para que nós possamos enfrentar o dia com disposição.

Quem sofre com a insônia provavelmente já tentou de tudo, desde soluções naturais como tomar um chá ou leite quente antes de dormir e ler um bom livro, até usar medicamentos específicos para este fim.

Fazer uso de medicamentos para dormir não é recomendado, já que, com o tempo, perderemos gradativamente nossa capacidade de pegar no sono sem ele, pois o organismo vai se acostumando ao uso. Por isso, precisamos tentar entender o que está causando a insônia e mudar este comportamento, além de apostar nos tratamentos naturais que podem ajudar.

Além das recomendações já conhecidas, alguns estudos recentes têm encontrado evidências de que outros comportamentos e fatores também podem nos ajudar a dormir melhor. A seguir, falaremos sobre 4 deles, explicando sua importância para nos proporcionar a boa noite de sono com a que tanto sonhamos.

1. A temperatura ideal para dormir melhor

dormir

Já percebeu como é muito mais difícil dormir bem nos dias quentes de verão do que nos dias mais frios do inverno? Vários estudos feitos nesta área comprovaram que a temperatura ideal para o sono profundo é entre 15 e 20°C. Quando ela passa dos 20°C, começamos a ter um pouco de dificuldade para dormir.

Por esse motivo, devemos tentar, sempre que possível, manter uma temperatura um pouco mais baixa no quarto. Podemos fazer isso usando o ar condicionado, deixando o ambiente mais fresco com um ventilador ou mantendo a janela aberta para ventilar bem.

Evite dormir em um ambiente completamente fechado, que tende a ficar muito mais quente durante a noite. Além disso, use roupas leves e cubra-se com uma coberta fina, como um lençol, evitando cobertores e edredons que certamente nos farão passar calor.

2. Dormir com um pé fora do lençol

dormir-mais

Pode até parecer uma dica estranha, mas alguns estudos mostraram que ela tem fundamento. Inclusive, muitos de nós fazemos isso naturalmente durante a noite; já percebeu como às vezes acordamos com um pé, ou até os dois, para fora do lençol?

A explicação por trás deste conselho está relacionada à temperatura corporal. Quando dormimos, nosso corpo reduz a temperatura naturalmente em cerca de 2 graus. Entretanto, isso ainda não ocorre enquanto estamos tentando dormir, e a temperatura corporal mais alta dificulta a chegada do sono.

Os pés são os melhores reguladores da temperatura corporal, por isso, tirar um deles para fora das cobertas permite reduzir um pouco a temperatura, ajudando-nos a relaxar e a pegar no sono com mais facilidade.

3. Dormir do lado esquerdo do corpo

Dormir (1)

Já falamos em outras ocasiões sobre os benefícios de dormir do lado esquerdo do corpo, mas você sabia que este simples comportamento também pode nos ajudar a lutar contra a insônia?

O estômago e o pâncreas ficam do lado esquerdo do corpo, por isso dormir nessa posição facilita a digestão, canalizando os sucos gástricos e enzimas digestivas. O sistema linfático também é beneficiado, já que, dormindo desse lado, tornamos mais fácil os processos e drenagem, desintoxicação e oxigenação.

Com o organismo funcionando de forma adequada, fica muito mais fácil relaxar e pegar no sono e descansar de maneira mais profunda.

4. Desligar os equipamentos eletrônicos

Dormir-com-o-celular

Hoje em dia é muito comum usar o celular ou notebook até a hora de fechar os olhos, e muitas pessoas inclusive dormem com o celular na cama, sempre ao alcance da mão. Este comportamento pode ser muito prejudicial para o sono.

Estudos mostram que expor o organismo a tantos impulsos elétricos artificiais pode causar insônia, cansaço, falta de concentração e alteração em nosso relógio biológico natural. Por isso, para dormir melhor, desligue todos os aparelhos eletrônicos cerca de duas horas antes de deitar.

Se você tem dificuldade para dormir, evite também ficar na cama vendo televisão durante a noite; deite-se nela somente quando for realmente dormir. Experimente tomar um banho quente e relaxante e mantenha o ambiente com uma luz mais baixa. Assim, com certeza vai ser muito mais fácil pegar no sono.