4 formas de se desfazer de um pensamento ruminante

4 formas de se desfazer de um pensamento “ruminante”

Ainda que possa parecer contraditório, a melhor maneira de se desfazer de um pensamento ruminante é dedicar-lhe tempo. Assim, poderemos nos dar conta de que voltar ao mesmo várias vezes não serve de nada.
4 formas de se desfazer de um pensamento ruminante

Um pensamento ruminante pode amargurar, literalmente, a vida, e é aquele tipo de ideia que aborda nossa mente de maneira obsessiva, sendo um tormento.

Pensar sobre o que podia ter sido e não foi, e inclusive o que ainda não ocorreu, pode nos causar uma angústia fruto de uma análise minuciosa sobre algo que não aconteceu e para o qual esses pensamentos não nos darão nenhuma solução.

No entanto, é fácil nos desfazer deles, se soubermos como contra-atacar.

Ainda que controlar a mente possa ser uma tarefa difícil ou impossível, existem 4 chaves que talvez nos ajudem. Se não todas, pelo menos, alguma.

Vamos experimentá-las?

Leia: Tire o poder de tudo que perturba sua mente

1. O pensamento ruminante precisa do seu tempo

Homem com pensamento ruminante

O que queremos dizer com isso? Que a melhor forma de se obcecar com algo é não pôr limites e dar espaço para, realmente, não fazer outra coisa além de pensar.

Dedicar um tempo à tarde ou à noite para que toda a nossa mente se foque nesse pensamento nos ajudará a não voltar a ele mais tarde.

Forcemo-nos nesse momento a pensar e repensar essa ideia. Certamente chegaremos à conclusão de que não vale de nada o que estamos fazendo. Assim, esse será um ponto de inflexão muito importante.

É algo difícil e que requer prática, mas assim evitaremos que esse pensamento ruminante apareça quando menos desejamos (por exemplo, durante um evento importante ou reunião de trabalho).

2. Praticar mindfulness

Homem praticando mindfulness

Sempre podemos mencionar a mindfulness como algo que ajuda em muitos problemas que nos ocorrem em nosso dia a dia, mas as consequências de praticá-lo são muito curativas.

Descubra: 5 exercícios de mindfulness para dormir melhor

O mindfulness nos ajuda a nos centrar no agora, no momento presente, e o que acontece se nos concentramos no que sentimos e no que acontece aqui e agora? Deixaremos de nos preocupar com qualquer pensamento ruminante.

Com a prática, vamos adquirindo mais consciência do agora e deixando de dar muita importância a todos esses pensamentos do passado e futuro tão inúteis no presente.

Seríamos muito mais felizes se estivéssemos cada vez mais conectados com o agora. É apenas uma questão de insistir nessa prática tão benéfica.

3. Refugiar-se nos hobbies

Homem se dedicando ao seu hobby de fotografia

Quando um pensamento ruminante nos aborda e permanece durante dias ou semanas rondando nossa mente, pode causar efeitos desagradáveis para nós.

Podemos começar a nos mostrar mais apáticos, a ficar mais em casa e, no final, a deixar de desfrutar a vida.

Por isso, é importante seguir em frente, fazendo o que gostamos, e potencializar esse momento, que é quando mais o necessitamos.

Não se dê desculpas! Nunca é tarde para fazer o que ama

Ao realizarmos algo que nos apaixona, esqueceremos por completo essa ideia tão destrutiva e daninha que nos faz tanto mal.

4. Conhecer novos espaços

Mulher viajando pelo mundo

É uma recomendação que devemos escutar. Se o trabalho nos estressa, vamos sair para caminhar; se precisamos desconectar, um passeio pela natureza nos fará bem.

Quando há um pensamento ruminante nos amargurando, é importante não ficarmos em casa para ajudar a afastá-lo por completo.

Para poder liberá-lo, é necessário apenas nos mover, buscar a calma num lugar tranquilo, pode ser, por exemplo, um simples passeio ao ar livre.

A natureza tem um poderoso poder curativo. Nela, você se encontrará com o silêncio, sua mente se acalmará e o pensamento ruminante estará pronto para deixar de ser mastigado.

Antes de encerrar, reafirmamos a ideia de que caminhar torna o cérebro mais criativo e cura as dores

Alguma vez, você já teve que lidar com um pensamento ruminante? Todos nós, em algum momento, nos encontramos com esse incrível incômodo que nos impede de deixar ir uma situação passada ou viver o presente sem nos preocuparmos tanto com o futuro.

As ideias obsessivas são muito comuns, mas se apenas uma delas dura muito no tempo, pode se tornar um problema.

Em alguns casos, pode até causar a tão conhecida, e ao mesmo tempo temida, depressão.

Por isso, é importante aprender a soltar, a deixar ir e a não nos prendermos a esses pensamentos tão negativos que fazem com que, às vezes, tudo o que nos preocupa termine somatizando em nosso corpo.