4 frases que nunca deveria dizer ao médico - Melhor com Saúde

4 frases que nunca deveria dizer ao médico

Nunca se esqueça de que seu médico é um profissional especialista em medicina e que, por isso, sabe bem todos os passos a serem seguidos para diagnosticar uma doença 
4 frases que nunca deveria dizer ao médico

Talvez você seja daquelas pessoas que investigam os sintomas na internet e imagina tudo o que irá dizer ao seu médico.

Você se esqueceu da quantidade de anos que os médicos estudaram para se formar? A profissão que exercem não deve ser levada na brincadeira.

Por esta razão, e por respeito, temos que evitar dizer algumas coisas na frente deles. Não queremos ofender estas pessoas capacitadas que se dedicam a salvar vidas.

Antes de ir ao médico, a única coisa que você deve fazer é marcar a consulta. Não se preocupe com as palavras técnicas, seu médico entenderá o que está dizendo. Lembre-se de que eles também são humanos.

Existem aqueles que se preocupam em perder tempo na consulta médica, e também existem aqueles que não querem gastar dinheiro em algo que eles mesmos podem se autodiagnosticar.

Entre as frases que é melhor evitar dizer ao médico estão:

1.“Estou certo de que é…”

Óculos de médico

Vivemos em uma época tecnológica que nos facilita a pesquisa. Quando dói a cabeça, corremos para perguntar o Doutor Google  e com somente um clique já pensamos que sabemos de tudo.

Até que algum amigo obriga você a consultar um especialista e é quando você solta esta primeira frase.

Você acredita ser um sabe-tudo e isso pode prejudicar o médico. Se você decide fechar a sua mente, pensando que um buscador na internet tem a resposta, é possível que não consiga se curar.

Os médicos estudaram muito para obter seu título e têm experiência. Se você diz que procurou os sintomas na internet sentirão que você não confia em sua profissionalidade.

Mesmo que muitos artigos médicos sejam escritos pelos médicos, as consultas presenciais obtém melhores resultados. Antes de buscar opinião médica, muitas pacientes já se autodiagnosticaram.

Este não seria um problema caso não fosse porque costumamos fazer um diagnóstico errado. Um sangramento pelo nariz, por exemplo, nem sempre implica em uma doença alérgica. Podemos estar com algumas coisas alteradas.

É necessário passar pelo protocolo que tem a finalidade de determinar o diagnóstico médico.

2.“Isso é produto do estresse”

Medicamente foi comprovado que o estresse pode produzir doenças. O câncer e os problemas cardíacos são um exemplo disso. No entanto, você não pode diminuir a importância dos sintomas que apresenta.

Uma dor de cabeça, por exemplo, não se deve somente ao estresse. Quando você sente dor de cabeça frequente, consulte ao seu médico. Este é um sinal de que algo não está bem com sua saúde e seu corpo está lhe enviando uma mensagem.

Se seu problema for o estresse, o médico não terá dúvida em lhe sugerir mudanças em seu estilo de vida.

3.”Acredito que perdi meu tempo” 

É comum que as pessoas tenham medo de perder seu tempo ao procurar um médico. Esperar pacientemente se torna quase impossível quando temos trabalho para fazer.

Outra desculpa para não procurar um médico por questão de tempo é pensar que o diagnóstico que iremos receber é aquele que imaginamos.

Entre as profissões existentes, a do médico é a que requer maior entrega. Eles atendem muitos pacientes que somente gritam e não escutam as advertências do profissional.

Ainda sim, velam pela saúde e se preocupam com as pessoas que têm em suas mãos. Os médicos são mais pacientes do que os mesmos pacientes.

Algumas pessoas agravam a doença por fazer pouco caso das recomendações médicas.

No entanto, escutamos estes dizerem ao médico: “Creio que perdi meu tempo”. Mas, os médicos voltam a atender o paciente como se fosse a primeira vez.

Assim que não pense que tenha perdido tempo com somente uma consulta. Não é ruim ir fazer uma revisão. Se você sente que algo não está bem, vá checar.

A cardiologista Suzanne Steinbaum, diretora de saúde do coração feminino do Hospital Lenox Hill em Nova York (Estados Unidos), disse o seguinte:

“É preferível ir para a sala de emergência com dor no peito (ou simplesmente uma sensação de que algo não está bem) e sair com medicamentos para a acidez estomacal, do que ficar em casa e ter um ataque do coração”.

4.“Por acaso você não é médico?”

Homem consultando o médico

Esta frase se torna bastante incômoda para qualquer especialista. Já mencionamos que os médicos são humanos. Não são robôs, e sim têm sentimentos como nós.

Temos que ser educados ao nos expressarmos na frente deles e tratá-los com o mesmo respeito que espera-se dos médicos.

Escute com atenção as indicações do médico. Talvez por pensar que não é profissional, você não escute todas as indicações.

Se você foi paciente e não entendeu tudo, converse de forma civilizada. Não são necessárias ofensas, nem sequer quando seu médico realmente não quer escutá-lo. Se for assim, melhor buscar outro médico.

Visite este artigo: Aprenda a escutar seu corpo

Seja consciente do que diz

Você é dono daquilo que silencia, mas é escravo daquilo que diz. Uma vez que as palavras saem de sua boca, não pode controlar o que provocam em outras pessoas.

Uma simples frase como as mencionadas causam dano até nestes grandes profissionais. Pense bem no que irá dizer e mantenha uma boa relação com seu médico.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com