Os 4 rituais da felicidade que você precisa conhecer

Os 4 rituais da felicidade que você deve conhecer

Ainda que você não acredite, a felicidade é muito mais fácil de encontrar do que você pensa. Aprenda a desfrutar das pequenas coisas do dia a dia e você verá como ela aparece por si só.
Os 4 rituais da felicidade que você deve conhecer

Todo ritual da felicidade exige, em primeiro lugar, coragem. Não podemos esquecer que o autêntico bem-estar reside mais além das fronteiras do medo, portanto, só quem reúne coragem suficiente conseguirá alcançar esse estado.

Algo que todos sabemos é que ninguém nos educou para aprendermos a ser felizes. Isso faz com que, frequentemente, cometamos alguns erros.

Para sermos felizes, não é necessário estarmos apaixonados. Também não temos que ser ricos ou ter muitos bens. As pessoas felizes não são assim por serem bonitas ou por viverem numa casa de sonho.

O bem-estar, esse equilíbrio mágico interior em que nada sobra e nada falta, vai além dessas dimensões em que muitas pessoas direcionam suas metas, pensando que é aí onde está o segredo da autêntica felicidade.

Hoje, em nosso espaço, queremos convidar você a refletir sobre quatro rituais simples que podem permitir alcançá-la.

1. O ritual da responsabilidade

O primeiro ritual de felicidade consiste em aprender a sermos responsáveis por nós mesmos a cada dia. Para conseguir, devemos iniciar ações cotidianas simples com as quais deixar de depender dos demais para alcançar esse precioso bem-estar.

Quem nos rodeia não tem a obrigação de nos “abastecer” de tudo aquilo que nos falta.

Apenas quando nos mostramos como pessoas completas para o mundo, sem medos, sem vazios ou inseguranças, alcançaremos essa felicidade satisfatória a partir da qual iniciar relações mais plenas.

Leia também: “A felicidade deve nascer dentro de você, não ao lado de alguém

Leve em conta estas estratégias simples cotidianas que podem lhe servir de ajuda:

  • Quando se levantar de manhã, convença-se de que vai fazer o possível para que nada nem ninguém lhe tire a calma, seu equilíbrio.
  • Fale consigo mesmo para se lembrar de que é livre e responsável por si mesmo. Isso significa, em primeiro lugar, que você pode pôr fim a qualquer coisa que o incomode, e engajar-se em tudo o que desperta seu interesse ou lhe faça crescer como pessoa.

Para ser feliz, é preciso tomar decisões, e para isso, lembre-se… Você deve ser responsável pela sua própria pessoa!

2. O ritual da liberdade

frasco_vidro_dentes_de_leao

O ritual da liberdade para sermos felizes se pratica de várias formas: mentalizando e realizando pequenos exercícios de cada vez no dia a dia.

Ensinaremos como:

  • Ao longo dos seus dias, você deve dedicar, pelo menos, duas horas para si mesmo: leia, passeie, medite, escreva, descanse…
  • Realize atividades que lhe permitam se conectar consigo mesmo para se sentir bem, com calma, em equilíbrio.
  • Mentalize: quem lhe deixa vulnerável e limita sua liberdade não lhe quer bem e não o respeita. Reaja contra isso, imponha limites e você descobrirá como, pouco a pouco, alcançará a autêntica felicidade.

3. Ritual para desativar seus medos

coracao_maca

Ninguém pode desativar seus medos se não os identificar primeiro. Poderíamos dizer sem nos equivocar que todos acabamos nos “acostumando” a muitos de nossos temores.

  • Não queremos identificá-los porque, às vezes, é muito mais fácil ficar em nossa zona de confortoPor que vou mudar de emprego? Sei que me tratam mal, mas sempre será melhor “o mau conhecido” que assumir um risco.

Esse tipo de ideia e de atitudes limitantes são muito comuns. São raízes que se aprofundam em nossa personalidade e, pouco a pouco, vetam nossa capacidade de sermos felizes de maneira autêntica.

Para vencer seus medos, tome nota desta estratégia, deste ritual simples e ilustrativo:

  • Escreva em um papel tudo o que o preocupa e lhe causa ansiedade atualmente. Podem ser coisas, pessoas e situações.
  • Em outra coluna, escreva como você gostaria de estar em um futuro próximo: livre, em harmonia, contente, tranquilo, satisfeito…
  • Numa terceira coluna, pense no que deveria fazer para ficar como deseja.

Reflita sobre isso e tente colocar em prática: iniciar a mudança.

Leia também: “Hoje, decido não me amargurar por nada

4. Ritual do merecimento para alcançar a felicidade

rosa_dentro_frasco_vidro

O ritual do merecimento tem a ver com a autoestima. Acreditemos ou não, são muitas as vezes em que nos deixamos levar por ideias nocivas, até que, pouco a pouco, chegamos a acreditar que não merecemos ser felizes.

Estas são as ideias mais comuns que alimentam essa crença:

  • Pensar que perdemos nossa chance, que há oportunidades que não voltarão a se apresentar.
  • Dizer a nós mesmos que é melhor “aguentar” e continuar com uma relação infeliz, porque qualquer coisa será melhor do que estar sozinho.
  • Ainda assim, o simples fato de se entregar a esse derrotismo e não esperar nada mais da vida é outra forma de cair numa letargia em que, pouco a pouco, abraça-nos uma infelicidade implacável que pode se transformar numa depressão.

Não é bom. Devemos nos elevar frente a esses pensamentos tão destrutivos. Todos temos direito a segundas oportunidades, todos somos dignos de ser felizes e, portanto, merecemos alcançar nossos objetivos.

Que ninguém o convença do contrário. Que ninguém lhe diga que “você não pode, não sabe ou não merece”. Não dê ouvidos a palavras envenenadas e escute apenas a voz que realmente importa: a do seu coração.