5 pilares essenciais para nos curarmos como mulheres - Melhor com Saúde

5 pilares essenciais para nos curarmos como mulheres

Devemos ser capazes de compreender cada ciclo da vida para podermos desfrutar e vivê-los com plenitude, aceitando cada mudança de nosso corpo e aproveitando o momento.
Curar-se como mulher

Curar-nos como mulheres significa encontrar o vínculo essencial com nós mesmas para aproveitarmos nossas forças e crescermos em liberdade, em integridade e, sobretudo, em felicidade.

Como já sabemos, a vida costuma nos deixar muitas feridas internas que, apesar de não serem vistas de fora, carregam-se como pesos invisíveis, capazes de apagar-nos a cada dia quase sem que nos demos conta, até que nos adoecem.

Em uma sociedade onde pouco a pouco vamos gozando de mais poder e de maior sucesso nestes espaços públicos até então liderados pela figura masculina, há diversos aspectos que parecem não ter mudado.

Uma mulher dos dias de hoje pode escolher diversos caminhos profissionais, mas as discriminações continuam existindo de forma muito latente (disparidades salariais, dificuldades de evoluir na carreira, problemas na conciliação…).

A isso é preciso considerar que à responsabilidade profissional se soma, além disso, a familiar (a casa, os filhos e até, em muitos casos, também o cuidado de familiares idosos). Tudo isso faz com que, em algumas ocasiões, acabemos nos esquecendo de nós mesmas. De nos curarmos como mulheres.

Hoje em nosso espaço convidamos a todas a levar em conta estes pilares com os quais podemos refletir durante alguns momentos.

Chaves para nos curarmos como mulheres

Mulher espiritual

  1. Entenda seus ciclos

A vida, em geral, é composta por fases e ciclos que temos que enfrentar e aceitar, e no que se refere à natureza feminina esta dimensão adquire uma maior transcendência.

  • O corpo de uma mulher está regido ao longo de um período, mais ou menos extenso, pelo ciclo da menstruação. Mais tarde, entramos em uma nova etapa vital: a menopausa.
  • Devemos levar em conta que cada corpo é único e cada mulher terá seus próprios desafios que, sem dúvida, precisará entender.
  • Há mulheres que enfrentam menstruações dolorosas; outras, no entanto, devem fazer frente a uma menopausa precoce.
  • Além do ciclo menstrual, também temos que fazer frente às próprias etapas da vida. A juventude é uma etapa maravilhosa que, em ocasiões, vivemos com nossos baques, com nossos erros.
  • No entanto, após a chegada da maturidade, entramos em outra etapa que devemos viver de forma plena, de forma íntegra, aceitando o passar do tempo mas, por sua vez, aproveitando esta fase em que devemos lutar por novos objetivos para sermos igualmente ou mais felizes.

Mulher

  1. Mantenha um vínculo intuitivo com suas necessidades e com o que a envolve

A intuição não é mais do que a voz da consciência e da sabedoria implícita adquirida através de nosso aprendizado e das dificuldades que sempre vale a pena entender.

  • Em algumas ocasiões nós mesmas “apagamos” a voz da intuição porque estamos muito focadas nos demais, nas responsabilidades e pressões do exterior.
  • Para nos curarmos como mulheres devemos ser capazes de escutar a nós mesmas, de atender nossas necessidades e ser intuitivas com tudo o que há ao nosso redor.
  1. Você é uma pessoa completa

A mulher que concebe a si mesma como uma metade incompleta e pensa que deve buscar um parceiro para facilitar sua vida e encontrar a sua felicidade está errada.

  • Quem coloca a sua própria felicidade na mão dos demais deixa de ter o controle sobre a sua própria vida. Não é o adequado.
  • Somos pessoas maduras, com capacidade para sermos felizes por nós mesmas e com uma grande habilidade para lutar pelo que queremos, pelo que precisamos.
  • O amor pode aparecer no momento mais inesperado, mas nem por isso devemos manter uma obsessão por encontrar esta pessoa perfeita para sermos felizes.

Devemos nos converter primeiro na pessoa que desejamos ser, sejamos nossa melhor companhia.

  1. Cuide todos os dias de sua vida, ainda que os outros a chamem de “egoísta”

Certamente em alguma ocasião já aconteceu de você precisar de tempo para si mesma, de estar tão saturada por tudo o que a rodeia que tira uma tarde livre.

  • Quando algum familiar ou alguma amizade pede que você o acompanhe a um determinado lugar e você diz que não pode, eles ficam bravos. Também são comuns as situações em que não há outro remédio senão cortar pela raiz porque já não podemos mais, porque estamos nos machucando.
  • Quando damos o passo e nos libertamos de certas situações alguém pode nos chamar de “egoístas” por pensarmos somente em nós mesmas.

Não dê importância a estas pessoas. Estas palavras, estas reprovações, são apenas críticas mal-intencionadas. Ninguém é egoísta por cuidar de si mesmo, por impor limites para se proteger, para poder seguir sendo você mesmo e não uma marionete guiada pelos demais.

Mulheres nuas

Para nos curarmos como mulheres devemos “costurar” todos os pedaços rasgados que habitam em nosso interior: fracassos, abandonos, decepções…

No caso de não fazermos isso, acumularemos tantos vazios internos que deixaremos de amar a vida e, pior ainda, de amar a nós mesmas e de voltar a confiar no que nos envolve para construir nossa felicidade.

Assim, remende estas feridas  internas com novos sonhos e expectativas, novos caminhos para trilhar com coragem e valentia. Os pedaços rasgados precisam de um fio mais forte e você poderá encontrá-lo através da resiliência, esta maravilhosa capacidade da qual todos nós dispomos…