5 predadores que te rodeiam todos os dias e que você deve reconhecer - Melhor com Saúde

5 predadores que rodeiam você todos os dias e que deve reconhecer

Ainda que os predadores emocionais queiram nos neutralizar e acabar com nossos sonhos, só nós temos essa capacidade de saber até onde podemos e queremos chegar e ninguém pode nos pôr limites.
5 predadores que rodeiam você todos os dias e que deve reconhecer

Os predadores têm uma finalidade muito concreta em todo ecossistema: manter o equilíbrio.

Agora, se nos afastarmos do entorno selvagem e nos concentrarmos em nossos entornos cotidianos, emergem outro tipo de predadores de perfil mais perigoso.

Longe de manter um equilíbrio natural, o que este tipo de predador consegue é atentar contra ele.

Falamos, por exemplo, das pessoas que tornam a harmonia de um lar vulnerável, ou de um ambiente de trabalho, de nossa vida, enfim.

Existem muitos tipos de predadores. Porém, devemos ser conscientes de um ponto: não existem só inimigos ao nosso redor.

Também habitam em nosso ser interno poderosos predadores que fragilizam nossa capacidade de crescimento pessoal.

Hoje, em nosso espaço, queremos falar deles.

1. Os predadores que atentam contra o nosso equilíbrio emocional

Uma das máximas aspirações que temos ao longo de nosso ciclo vital é poder adquirir, cedo ou tarde, uma competência emocional adequada.

  • Falamos dessa capacidade de tomar decisões para ser responsável pelas consequências. De poder decidir, sem ser dominados ou influenciados por outros.
  • Dimensões como a autoestima, a assertividade a resiliência formam esta aspiração que nos confere tanta dignidade.

Agora, em ocasiões, ao nosso redor habitam autênticos predadores emocionais que restringem todas estas aspirações:

  • São pessoas que desfrutam exercendo o poder sobre os outros.
  • São hábeis em manipulação emocional, sagazes arquitetos da mentira, o desprezo e a ironia mais destrutiva.

O mais complexo de tudo isso é que, frequentemente, compartilhamos laços afetivos muito íntimos com este tipo de predadores.

2. Os predadores que prendem você dentro de sua zona de conforto

Pés na areia

Todos encontramos um equilíbrio relativo em nossas zonas de conforto. Nada escapa de nosso controle, não há riscos, não há medo e tudo nos é conhecido.

  • Porém, nada novo acontece nestes espaços onde a rotina pode, pouco a pouco, apagar nosso bem-estar, nossa capacidade de ser livres, criativos e mais maduros.
  • Acreditemos ou não, um dos depredadores mais vorazes é esse que habita em nossa mente: o medo.
  • É ele quem põe cercas em nossa felicidade, quem nos encurrala no cotidiano porque nos sussurra que “o diferente ou o imprevisto é ruim e perigoso”.

3. Os predadores que lhe dizem “você não sabe”, “você não merece”

Mulher com predador

Você já passou por isso alguma vez? Alguém, em um momento específico, lhe disse “deixe de se iludir com esse projeto, você não está preparado para ele”, “Não se apegue a essa pessoa, é muito para você…”

  • Você deve lembrar de que ninguém tem a capacidade de adivinhar o futuro, muito menos duvidar de você.
  • Quem gosta de pôr limites em suas oportunidades e aspirações é porque deseja ter você sob controle e evitar, além disso, que seja mais corajoso do que é, mais digno e capaz de alcançar seus sonhos.
  • Os limites em sua vida é só você quem põe. Deixe de lado os predadores da oportunidade, os destrutores de sonhos que querem unicamente mandar você aos lugares de infelicidade e fracasso.

Confira também: Você se estressa com frequência? Coloque em prática esta terapia japonesa para relaxar

4. O predador que faz você cometer sempre os mesmos erros

Por que me apaixono pelas pessoas menos convenientes? Por que acabam me traindo sempre da mesma forma? Por que fracasso nos mesmos projetos uma vez ou outra?

Se estes sentimentos e questionamentos forem conhecidos, é muito provável que você também viva com esse predador tão conhecido, esse que o obriga uma vez ou outra a cometer os mesmos erros.

Por que isso acontece?

  • A causa, quase sempre, está no fato de não refletirmos sobre esses mesmos erros.

Nos determos a descobrir o que o provocou, e quais mecanismos deveríamos usar para que não repetisse de novo é, sem dúvida, algo essencial.

  • À medida que avançamos nos caminhos da vida, as decepções e os fracassos são mais do que habituais.
  • Antes de cairmos com a mesma pedra, precisamos aprender a reconhecê-la, a entender onde estão nossos limites, o que nos convém e o que deveríamos evitar.

5. Os predadores disfarçados em pele de cordeiro

Predadora disfarçada em pele de cordeiro

Os predadores disfarçados em pele de cordeiro são aqueles que dizem nos respeitar, nos amar e nos apreciar.

  • São os que usam uma espécie de carinho de dois gumes para manter um relacionamento egoísta ou uma amizade interesseira.
  • Todos já conhecemos este tipo de comportamento. Seu retrato é sempre muito amável, às vezes até são sedutores, hábeis na comunicação, mas falsos em seus sentimentos.

É necessário que saibamos reconhecê-los. Ainda que tenhamos caído em suas redes em alguma ocasião, é necessário dispor desse botão de alarme que nos avise para manter distância, para nos protegermos e evitar um sofrimento desnecessário.