5 razões surpreendentes para visitar o dermatologista

5 razões surpreendentes para visitar o dermatologista

Deveríamos visitar o dermatologista mais vezes do que imaginamos. O problema é que em algumas ocasiões não relacionamos nosso problema com essa especialidade médica.

O corpo humano é tão misterioso e complicado que, às vezes, surge a pergunta: qual especialista devo procurar para resolver meu problema?

Sabemos que os problemas de pele causam reações no cabelo ou nas mucosas por causa de fatores como o estresse ou a má alimentação.

A exposição prolongada ao sol e a contaminação ambiental são apenas dois dos motivos para visitar um dermatologista, mas existem muitos outros.

A quem são dirigidas essas recomendações? A homens ou a mulheres? Bem, sabemos que a maioria dos homens costuma prestar pouca atenção à pele.

O mesmo acontece com as mulheres que têm filhos, pois o único médico que pensam em visitar é o pediatra. Porém, é momento de se preocupar com sua saúde.

1. Se seu cabelo começa a cair sem motivo, visite um dermatologista

queda-de-cabelo

O cabelo é um dos encantos de qualquer pessoa. Seja longo ou curto, é um gancho que chama a atenção do sexo oposto.

Consulte um dermatologista o quanto antes se ultimamente, ao acordar, você tem notado algum dos sintomas abaixo:

  • Parte de seu cabelo fica no travesseiro.
  • Ele perdeu aquele brilho que indica que está saudável.
  • Ao passar a mão na cabeça algumas mechas caem.
  • A raiz do seu cabelo está cada vez mais oleosa.

Em certas ocasiões você também deverá visitar o endocrinologista para identificar se é um problema no couro cabeludo ou nas glândulas, que deva ser controlado por ele.

Não se esqueça de ler: Como prevenir a queda de cabelo com este remédio caseiro?

2. Suas feridas demoram a curar

Seus-feridas-demoram-a-curar

Uma pequena queda causa uma ferida pequena que deveria cicatrizar em pouco tempo. Porém, isso não acontece com algumas pessoas. Também podem aparecer feridas constantes que demoram a se curar.

Isso é uma advertência que indica que é o momento de averiguar o que está acontecendo com a sua pele. Para identificar se é de uma consulta dermatológica que você precisa, preste atenção no aspecto das manchas de sangue que mais adiante se transformam em crosta.

É muito importante não deixar passar despercebidas aquelas feridas que, depois de cicatrizadas, voltam a sangrar.

Neste caso é recomendável procurar um clínico geral, já que não apenas a sua pele pode ter problemas. Também poderia se tratar de um sinal de diabetes ou de outras doenças.

Haverá situações nas quais você deverá combinar as consultas com o dermatologista e outro especialista ao mesmo tempo.

3. Que pinta linda!

Pintas

As pintas são pequenos acessórios ou adornos com os quais a natureza presenteia nosso corpo. Elas fazem com que uma criança pareça mais meiga do que é e com que uma mulher ou um homem pareçam mais sexy com apenas um pontinho acima do lábio ou na bochecha.

Tanto é assim que muitas pessoas optam por desenhá-la no rosto para imitar uma original e dar um aspecto diferente à sua imagem. Porém, nem tudo é tão lindo como pensamos. Se descobrir que possui uma pinta que não tinha visto antes, enxergue-a como um sinal de alerta para visitar um dermatologista.

Uma pinta nem sempre é perigosa mas, tenha cuidado quando aparecerem cada vez mais ou mudarem de tamanho, forma ou cor. Procure um dermatologista para que observe se se trata de uma anomalia grave ou apenas de algo pontual.

4. Unhas frágeis, secas ou descamando

unhas-frágeis

Tanto as mulheres quanto os homens têm uma carta de apresentação que levam onde quer que vão: as unhas. Elas refletem nossos cuidados pessoais e inclusive nossa maneira de nos alimentarmos.

As unhas dizem muito sobre nós e podem ser fundamentais no momento de procurar trabalho ou avaliar nossa saúde.

Talvez suas unhas sempre tenham sido assim, ou elas passaram a ficar quebradiças, descamando, ou não têm nenhum brilho. Isso poderia significar problemas de saúde.

Neste momento você deve visitar um dermatologista de sua confiança.

5. Coceira na área genital

coceira-area-genital

Outra das razões surpreendentes para visitar um dermatologista, e a mais impactante, é esta última. Isso porque costumamos imaginar que o que acontece nos genitais é de interesse apenas do ginecologista ou do urologista.

Porém, às vezes podemos desenvolver fungos ou alguma infecção na pele da região e isso deve ser tratado por um dermatologista com maior precaução.

Com respeito a isso, alguns dermatologistas concordam que a condição mais comum é a chamada esclerose do líquen, coceira que pode progredir para câncer de células escamosas caso fique sem tratamento.

Ainda que essa não seja a única situação que pode se apresentar, é uma das mais frequentes.

Assim como expressamos o que sentimos com palavras, a pele também é capaz de manifestar muito do que está acontecendo dentro de nós. Por isso é preciso ter cuidado.

Lembre-se de que a pele é o maior órgão do corpo e não devemos menosprezar o que acontece com ela e a suas extensões, o cabelo e a unha.

Quando seus órgãos têm problemas, a mensagem será dada através de sua pele.