5 removedores de placa bacteriana que realmente funcionam

5 removedores de placa bacteriana que realmente funcionam

Para ter uma boa saúde bucal devemos escovar os dentes durante um mínimo de 2 minutos, utilizar o fio dental e finalizar com um enxaguante bucal.

Sua boca é a única parte de seu corpo que não possui um mecanismo natural para esvaziar sua superfície, o que a torna um lugar perfeito para o crescimento de bactérias. Enquanto você está lendo este artigo, cerca de 600 espécies de bactérias estão a espreita dentro de sua boca, muitas delas se fixando à superfície dos dentes. Conheça a seguir 5 removedores da placa bacteriana que realmente funcionam.

1. A escova de dente

Sua primeira linha de defesa contra a placa é, logicamente, a escovação dos dentes. Para evitar a acumulação da placa é necessário escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia durante no mínimo dois minutos com pasta de dente com flúor e com uma escova de dente com cerdas suaves, prestando atenção a todas as superfícies dos dentes e da língua. As cerdas da escova devem ser curtas e verticais, mas você não deve fazer muita pressão durante a escovação.

Escova de dente é um dos mais eficientes removedores de placa bacteriana

Quando terminar a escovação, enxágue sua escova de dente, agite-a e deixe-a secar completamente. De acordo com Howard Sesemann, presidente da Academia Americana de Odontologia Cosmética, não importa se você utiliza uma escova de dente manual ou elétrica, o importante é seguir sempre as técnicas adequadas de escovação.

2. O fio dental

A placa tende a se esconder entre os dentes e inclusive a mais rigorosa escovação dos dentes não pode se desfazer de todo o seu conteúdo. Aqui é onde entra o uso do fio dental. Os especialistas recomendam usar o fio dental pelo menos uma vez por dia, com ajuda de cerca de 45 centímetros de fio envolto ao redor dos dedos indicadores para conseguir limpar todos os dentes e a parte detrás dos dentes.

3. O enxaguante bucal é um dos mais eficientes removedores de placa bacteriana

Enxaguante bucal é um dos melhores removedores de placa bacteriana

Existe outro passo importante na luta diária contra a placa dentária: o enxaguante antimicrobiano. Depois de escovar os dentes e usar o fio dental, um bom enxaguante bucal pode desinfectar sua boca. Alguns enxaguantes bucais contêm substâncias que combatem a placa, como o fluoreto, gluconato de clorexidina, citrato de zinco e triclosan, mas os produtos a venda com receita serão mais fortes. Advertimos, no entanto, que muitos enxaguantes bucais possuem um alto conteúdo de álcool, assim que não é recomendado para as crianças, o melhor é obter enxaguantes totalmente naturais. Busque por produtos com óleo de menta, óleo de árvore-do-chá ou extrato de semente de toranja. 

4. A dieta adequada

Alguns alimentos são obviamente ruins para a saúde de nossa boca. Refrigerantes, barras de chocolate, balas, etc. Todos nós sabemos que este alimentos vão causar estragos em nossos dentes. Outros alimentos, no entanto, podem ser bons para o nosso corpo, mas não tão bom para a boca. Frutas de cor escura, por exemplo, podem aumentar a incidência de placa bacteriana e de manchas nos dentes devido ao seu alto conteúdo em açúcar e ácido (ainda que o açúcar natural seja muito menos danoso que o açúcar refinado). As verduras, por outro lado, são boas para todo nosso organismo. Possuem pouco açúcar e ácidos, por isso não causam a placa e as manchas, e se são crocantes, o movimento de mastigação faz com que os dentes sejam escovados e a boca produz saliva útil, que é a defensora da placa natural do corpo.

5. Ir ao dentista pelo menos duas vezes ao ano

Para tirar o máximo proveito de uma boa escovação, uso de fio dental e uso habitual de enxaguante bucal, consulte o seu dentista duas vezes por ano. Além de realizar uma limpeza profunda, seu dentista identifica os pontos problemáticos e detém problemas como a gengivite, cáries e outras doenças na gengiva. Se você é uma pessoa particularmente propensa aos ataques de placa, seu dentista também pode aplicar uma fina capa de selador nas superfícies de mastigação dos dentes.