6 conselhos para aliviar a dor emocional e ser mais feliz

6 conselhos para aliviar a dor emocional e ser mais feliz

Você já parou para pensar no que a dor emocional causa? É verdade que inicialmente a etapa de luto após uma perda nos reconforta, mas é preciso saber o momento de virar a página.
Aliviar a dor emocional

As dores físicas podem ser aliviadas com a ajuda de analgésicos ou medicamentos similares.

No entanto, quando as dores são produto de uma dificuldade emocional, elas costumam ser difíceis de tratar e é preciso passar um certo tempo até que sejam superadas.

A maneira de enfrentá-las varia de pessoa para pessoa, quase sempre dependendo da situação que causou a dor e do apoio recebido por cada um após o golpe inicial.

Há quem aprenda a assumir as dores como experiências enriquecedoras para a vida, enquanto outros a transformam em um impedimento para seguir avançando.

Neste último caso é primordial prestar bastante atenção, já que a dor pode se converter em algo crônico e, de fato, em alguns casos pode até desencadear condições de saúde físicas.

A atitude para enfrentar a situação e as decisões que forem tomadas são determinantes para voltar ao caminho da felicidade.

Neste sentido, hoje queremos compartilhar uma série de conselhos que nos ajudam a fortalecer a alma para levantá-la após as quedas.

  1. Tome o tempo que for necessário

tomar-um-tempo

Sentir o alívio da dor emocional e ver tudo com mais clareza é algo que requer tempo.

Ainda que tenhamos a necessidade de sermos felizes o quanto antes, em algumas situações é melhor deixar que o tempo cure a dor da sua devida forma, sem reprimi-la.

Descanse, deixe que as feridas se curem e assegure-se de se recuperar por completo para das as boas-vindas a novas oportunidades que surgirão.

Lembre-se de ser amável consigo mesmo e acredite que tudo passa, e que algo melhor está por vir.

  1. Seja consciente do seu sofrimento

Temos a capacidade de observar a dor, as angústias, as frustrações e todos estes sentimentos negativos que nos fazem pensar que tudo está escuro.

Esta habilidade nos permite ser conscientes do sofrimento e, de uma ou outra forma, nos diz que as coisas não podem continuar assim.

Escolha não se identificar mais com as experiências ruins, deixe de se alimentar diariamente com isso que aumenta a sua dor, e não deixe que ela se aproprie da sua vida.

  1. Dedique um tempo a estar sozinho

tempo-para-si-mesmo

Quando estamos apaixonados, o tempo que compartilhamos com a pessoa amada é valioso e parece dar sentido a nossas vidas.

Após chegar a etapa do desamor, fica um forte vazio que nos faz sentir a vida pesada e difícil de aguentar.

No entanto, se assumirmos este tempo sozinhos para alimentar nossa autoestima, podemos aproveitar e ressaltar nossas melhores qualidades para nos tornarmos uma melhor versão de nós mesmos.

Aproveite a solidão para reconhecer, amar e apreciar estas partes maravilhosas de você mesmo, que pode ser que você ainda não conheça.

Procure descansar e busque praticar atividades que geram prazer e só proporcionem bem-estar próprio.

  1. Evite tomar decisões precipitadas

Por causa da dor emocional e psicológica, algumas pessoas agem com imprudência sem pensar nas possíveis consequências.

É importante controlar isso, porque pode piorar a situação ou nos fazer escolher coisas que, na realidade, não queremos para nós.

Quanto mais dor você estiver sentindo, maiores serão as chances de tomar uma decisão inapropriada por um simples impulso.

Procure se acalmar, chore se for necessário, e medite durante alguns dias antes de decidir o que você realmente deseja fazer.

  1. Busque apoio

amigas

As pessoas que lhe oferecem coisas positivas em sua vida são as que realmente valem a pena. Rodeie-se daqueles que sempre estão procurando formas de fazê-lo rir, que, ao menos, tentam distraí-lo com alguma atividade especial.

O apoio emocional é fundamental para lidar com a dor e os sentimentos negativos que costumam acompanhá-la.

Os conselhos, as palavras de compreensão e um simples sorriso podem mudar nossa forma de pensar diante de uma dificuldade.

  1. Deixe de se apegar e se prender

Ame as coisas, mas evite se prender a elas para não ter sofrimentos posteriores. Aceite a ideia de que nada nesta vida dura para sempre, e nada lhe pertence realmente, por mais que você se sinta seguro em relação a isso.

Atreva-se a viver cada instante como se fosse o último e tire proveito de cada uma das oportunidades que cruzarem o seu caminho.

Se você aprender a enxergar o lado bom de cada coisa, será mais feliz e terá mais facilidade de assumir este instante no qual já não a tiver.

Grande parte de nossos problemas são o resultado deste desejo apaixonado de nos apegarmos às coisas que entendemos como duradouras ou eternas, mas que não o são.

Nenhuma pessoa, por mais forte que pareça, tem o poder de dizer adeus a suas tristezas e dores da noite para o dia.

Este é um processo completo, mas podemos realizá-lo pouco a pouco com a ajuda de novas ilusões, alguma motivação e muita atitude.