6 Conselhos para superar o luto - Melhor Com Saúde

6 Conselhos para superar o luto

Lidar com a perda de uma pessoa querida e com o luto é uma das situações mais difíceis que poderemos enfrentar na vida, se não for a mais difícil de todas. Parece impossível acreditar que alguém que amamos não estará mais presente fisicamente em nossos dias, e o baque é tão forte que quase sempre nos faz cair em períodos prolongados de tristeza e depressão.

Lidar com o luto

Todos têm formas diferentes de reagir à morte de uma pessoa querida, e contar com apoio pode ser a chave para superar a dor insuportável que a situação nos causa. Estudos mostram que, conforme passa o tempo, ter o suporte de amigos e da família e manter os hábitos de uma vida saudável fazem com que as pessoas tenham menos dificuldade em superar a tristeza.

No entanto, dependendo do impacto que a perda cause na pessoa afetada, o período de recuperação pode variar de alguns meses até mais de um ano.

Quando pensamos em luto, imaginamos apenas sintomas emocionais, mas os sintomas físicos também são comuns. As pessoas que passam por esta situação costumam sofrer de cansaço extremo e perder completamente o apetite e o desejo sexual, por exemplo.

Quando o luto é tão forte que vem acompanhado de uma depressão, a recomendação é buscar ajuda psicológica profissional, que possa ajudar a descobrir a melhor forma de superar a perda.

Se você ou alguém que você conhece estiver passando por um momento como esse, tenha em mente as seguintes recomendações que podem ajudar a aceitar a ausência da pessoa amada e continuar vivendo no seu ritmo habitual.

tristeza

O tempo

Infelizmente, não há fórmula mágica para lidar com o luto. Somente o tempo é capaz de atenuar o sentimento de profunda tristeza que sentimos. O tempo de superação varia de pessoa para pessoa, portanto não se compare com os outros; cada um tem o seu tempo, e precisamos dele para aceitar que teremos que continuar nossas vidas sem a pessoa que perdemos.

Aceitar o luto

Muitas pessoas levam algum tempo para processar o acontecimento. Algumas reagem com raiva, outras ficam anestesiadas, muito apáticas e não sentem nada. Até que finalmente “a ficha cai”, e compreendemos que realmente o pior aconteceu.

Neste momento, precisamos aceitar o luto e abraçá-lo. Sofrer o que tivermos que sofrer, chorar o que tivermos que chorar. Temos que lidar com as nossas emoções e entender que a superação virá pouco a pouco, com o tempo.

Expressar os sentimentos

Em um momento tão delicado como este, nada de bom poderá surgir da repressão de nossos sentimentos. É importante expressá-los, compartilhando a dor que sentimos pela ausência da pessoa querida com outros que estejam sentindo a mesma angústia, ou até com pessoas próximas que estejam simplesmente dispostas a ouvir e ajudar.

Falar sobre o que aconteceu é uma forma de aceitar aos poucos que, infelizmente, a pessoa que amamos não estará mais conosco, e só teremos as lembranças dos momentos felizes que passamos juntos.

Quando não expressamos nossas emoções de tristeza e frustração podemos ficar deprimidos e cair em um estado de isolamento que nos afetará ainda mais física e psicologicamente.

A vida continua

Perder alguém querido pode nos tirar a vontade de prosseguir com nossas próprias vidas, mas a realidade é que ela continuará, e há outras pessoas que também precisam de nós. Se a pessoa que você perdeu sempre quis o melhor para você, certamente irá se alegrar em ver que você poderá ser feliz mesmo com a sua ausência.

Tente fazer atividades que te distraiam e que sejam prazerosas, compartilhando os momentos com amigos e familiares. Um animal de estimação também pode ajudar muito nesta situação delicada.

Todas estas atitudes irão contribuir para superar a perda pouco a pouco, e ajudar a retomar o gosto pela vida.

Apoiar a família

familia

Apesar de sentirmos muita dor, temos que lembrar que não somos os únicos que estão sofrendo com a perda, e talvez nossos familiares também precisem de suporte emocional. Quando apoiamos os outros, temos uma possibilidade maior de nos sentirmos melhor e mais fortes, além de ajudar os outros a fazer o mesmo.

A família pode aproveitar para relembrar momentos felizes ao lado da pessoa que se foi, e todas as histórias que ficarão para sempre na memória e no coração de todos.