6 hábitos que danificam nosso fígado - Melhor Com Saúde

6 hábitos que danificam nosso fígado

Como saber se estamos cuidando corretamente de nosso fígado? Às vezes cometemos sem querer e saber, pequenos erros, ou temos hábitos de vida que não são adequados para a saúde do nosso corpo. O fígado é um dos órgãos mais importantes e delicados: ele filtra toxinas, produz a bile, transforma os carboidratos, proteínas, minerais e vitaminas. Que tal aprender um pouco mais sobre como cuidar melhor do fígado?

Quais aspectos que podem danificar nosso fígado?

Nunca é de mais estar informado sobre estes temas. O fígado é um órgão imprescindível para o nosso organismo, as funções que ele cumpre são essenciais para a nossa saúde, e é por isso que se acontece uma pequena falha na sua função, pode ocorrer consequências que são notadas de imediato. Quem nunca sofreu, por exemplo, de uma pequena inflamação?

Além do mais, no caso de já sofrermos alguma doença hepática, é conhecimento básico saber qual o tipo de alimentação que poderá reparar o dano ou mesmo a reduzir a acumulação de toxinas ou gordura, que quase sempre são a razão do problema.

Que tal dar uma pequena olhada nesses hábitos que podem danificar o fígado? Vamos lá?

1. Colesterol elevado

Colesterol

O colesterol é um tipo de gordura que o fígado sintetiza, e que nosso organismo parece utilizar como energia para muitas de nossas células. O colesterol é então um elemento básico para muitos componentes de nosso corpo. Mas, ele deve estar em equilíbrio, pois se o colesterol não é utilizado, deve ser eliminado, e é o fígado que tem a função de receber estes excessos. Deste modo, e devido a esse incremento fora do esperado e útil no fígado, acabamos gerando certas doenças hepáticas, como, por exemplo, o conhecido fígado gorduroso, uma das doenças mais comuns entre a população segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

Evite então, as carnes vermelhas, os alimentos com excesso de gorduras, açúcares, a gema do ovo, os alimentos muito temperados. Substitua-os por verduras, fibras, vegetais, grãos integrais, entre outros.

 

2. Dormir e acordar tarde

Lo-que-los-gatos-nos-pueden-enseñar-en-cuanto-a-dormir

Surpreendido/a? Estamos certos que sim. Desde crianças nossos pais sempre diziam que devíamos dormir cedo, um costume que à medida que vamos crescendo vai se perdendo por gosto, ou talvez por obrigações. A realidade é que nosso corpo está desenhado para que em certas horas da noite, certos processos de desintoxicação aconteçam. Nosso sistema linfático, por exemplo, efetua sua desintoxicação em primeiro lugar. Entre a meia noite e as duas da madrugada, o fígado efetua a sua parte. São processos que acontecem de modo certo somente quando estamos profundamente adormecidos. Se rompermos estes ciclos naturais de nosso organismo usualmente, acabaremos sofrendo consequências. Tente na medida do possível seguir uma rotina de sono e, antes de tudo conseguir um descanso reparador.

3. Não urinar pela manhã

infeccao-urinaria

Certamente que esta informação também te surpreende. Mas, existem pessoas que se levantam com tanta pressa e saem de casa com a ideia de tomar o café da manhã ou um café no trabalho, e então depois, buscar um banheiro para urinar com tranquilidade. É um costume perigoso. Segurar a vontade de urinar não somente pode danificar o fígado, como também nossos rins. Não o faça nunca!

4. Não tomar o café da manhã

cafe-da-manha-saudavel. runonbeat

Quando nos levantamos pela manhã, nossas reservas energéticas de glicose estão muito baixas. É um estado que afeta nosso fígado, que impede o mesmo de obter energia para cumprir suas funções essenciais. São muitas as pessoas que jejuam para perder peso (grande erro), ou porque tem pressa. Estas pessoas estão descuidando de um momento muito importante do dia que é o café da manhã. Não o pule, não se esqueça desta parte indispensável de sua nutrição, seu organismo, seu fígado e seu cérebro necessitam deste aporte de energia inicial para começar bem o dia. 

5. Má alimentação

fast-food

Às vezes é por falta de tempo, por nosso trabalho ou obrigações. É mais fácil recorrer aos fast-foods ou comidas industriais, pois elas nos satisfazem e porque nos corta bastante tempo. Porém, em longo prazo, nossa saúde vai sentindo os efeitos desta alimentação pobre, até que em um belo dia surge o inevitável: a doença.

O fígado é muito sensível à má alimentação, a combinação de sódio, muitas calorias, açúcares, vai causando um aumento na pressão arterial, no colesterol, na incidência do chamado fígado gorduroso. As disfunções hepáticas são na maior parte do tempo as consequências de uma nutrição inadequada e cheia de gorduras, com muitos elementos nocivos que danificam o fígado. Preste atenção na sua alimentação.

6. As bebidas alcoólicas

Alcohol

Já sabemos. Não existe elemento mais nocivo para nosso fígado que o álcool. O fígado custa a processá-lo, o álcool danifica e impede o fígado de cumprir suas funções básicas, rompendo assim seu equilíbrio químico, destruindo suas células hepáticas, e gerando assim, desde o fígado gorduroso, hepatite ou cirrose. Beber um copinho de vinho por dia é recomendado e saudável, mas pelo bem de nossa saúde não vale a pena exceder com o sempre perigoso álcool.

Aplique então estas simples orientações para melhorar seu estilo de vida. Não custa nada, e sua saúde vai agradecer. Cuide de seu fígado, cuide de sua vida!