6 problemas que surgem quando suas bactérias intestinais estão fora de controle

6 problemas que surgem quando suas bactérias intestinais estão fora de controle

Você sabia que, devido à estreita relação existente entre o intestino e o cérebro, um excesso de bactérias no intestino pode causar problemas de memória e inclusive de ansiedade?
6 problemas que surgem quando suas bactérias intestinais estão fora de controle

As bactérias intestinais formam uma comunidade microbiana que habita o intestino.

Ainda que durante muito tempo sua importância tenha sido ignorada, são determinantes tanto para os processos digestivos quanto para a saúde metabólica e imunológica.

Em um organismo saudável, este grupo de bactérias benéficas regula o pH digestivo e, por sua vez, cria uma barreira protetora contra os agentes infecciosos que adoecem o corpo.

Porém, devido aos maus hábitos alimentares, o consumo de antibióticos e o estresse, sua atividade pode ser comprometida, criando um desequilíbrio que põe a saúde em risco.

Como consequência, ocorre uma série de reações que, ainda que a princípio possam parecer comuns, com o passar dos dias se tornam problemas crônicos e difíceis de tratar.

Devido a isto, é primordial saber como se manifestam quando saem do controle e, caso seja necessário, tomar as medidas oportunas para restabelecê-las.

Descubra a seguir!

Sintomas de que há algo errado com suas bactérias intestinais

1. Doenças digestivas

mulher-com-dor-de-barriga

Visto que as bactérias habitam e crescem no intestino, seus desequilíbrios causam reações negativas no sistema digestivo.

Isto se deve ao fato de que os micro-organismos prejudiciais têm a oportunidade de crescer de forma desmedida. Assim, afetam os processos que se encarregam de decompor os alimentos e absorver os nutrientes.

Como consequência, aumenta a presença de sucos ácidos e toxinas que, por sua vez, derivam em sintomas incômodos tais como:

  • Gases e flatulências
  • Distensão abdominal
  • Ardência no estômago
  • Refluxo gastroesofágico
  • Úlceras duodenais
  • Gastrite
  • Diarreia
  • Prisão de ventre
  • Síndrome do intestino irritável

Quer saber mais? Leia: Diga adeus à constipação tomando estes 5 sucos laxantes

2. Problemas cognitivos

Ainda que muitos não saibam, o intestino tem um estreito vínculo com a atividade cerebral e, portanto, seu desequilíbrio pode causar reações negativas nas funções cognitivas.

A flora microbiana participa na produção de vários neurotransmissores importantes e, quando se desequilibra, pode derivar em problemas de memória, ansiedade, e outros sintomas que afetam o pensamento.

3. Deficiências nutricionais

queda-de-cabelo-deficiencias-nutricionais

As bactérias saudáveis que vivem no intestino são fundamentais para que o corpo sintetize adequadamente vitaminas, minerais e demais nutrientes essenciais.

Uma vez que saem do controle e se tornam daninhas, o processo digestivo se torna lento e diminui a capacidade para absorver os nutrientes de forma ótima.

Apesar de ser difícil notar a princípio, porque o corpo guarda reservas de nutrientescom os dias surge uma série de sintomas que indicam uma queda importante deles.

Algumas das mais comuns são as deficiências de:

  • Vitaminas D, K, B7 e B12.
  • Minerais: magnésio e cálcio.

4. Transtornos cutâneos

Até o momento são muitos os fatores internos e externos que se relacionam com a aparição dos transtornos que afetam a saúde da pele.

Dentre estes, a saúde intestinal tem um estreito vínculo, principalmente pelo papel que desempenha na desintoxicação e absorção de nutrientes.

Sofrer quaisquer das seguintes doenças cutâneas pode estar alertando sobre um problema de bactérias intestinais desequilibradas:

  • Acne
  • Rosácea
  • Psoríase
  • Eczema

5. Doenças autoimunes

artrite

As doenças autoimunes estão catalogadas como crônicas, já que o organismo ataca a si mesmo em seu afã por lutar contra os agentes que considera perigosos.

Isto dificulta sua detenção e tratamento, principalmente porque os sintomas iniciais costumam ser confundidos com alguns problemas comuns.

Ainda que sua origem seja diversa e deva ser analisada por um especialista, não se deve descartar que tenha relação com os intestinos doentes.

Isto se deve ao fato de que as alterações em suas bactérias aumentam o nível de inflamação dos tecidos, e pode piorar o desenvolvimento dos sintomas.

Algumas dessas doenças são:

  • Artrite reumatoide;
  • Tireoidite de Hashimoto;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Doença celíaca;
  • Diabetes tipo 1.

Visite o artigo: Uma nova forma de tratar a artrite

6. Estresse crônico

O estresse é um desequilíbrio emocional que costuma se desencadear por muitos fatores internos e externos.

Ainda que diante de algumas situações seja inevitável, também pode ser que se produza como reação dos desequilíbrios das bactérias intestinais.

Nestes casos, ocorre um aumento nos níveis de cortisol que, somados às toxinas, afetam a produção dos hormônios do bem-estar.

Passar por quadros de estresse crônicos e recorrentes, apesar de tomar as medidas necessárias para controlá-los, é um sinal contundente de um intestino pouco saudável.

Identificar qualquer um destes problemas é uma razão mais do que suficiente para melhorar os hábitos que ajudam a promover a saúde intestinal.

Adotar uma boa alimentação e evitar a exposição constante às toxinas são algumas das medidas simples para evitar seus desequilíbrios.