7 comportamentos tóxicos dos quais os pais não estão conscientes - Melhor Com Saúde

7 comportamentos tóxicos dos quais os pais não estão conscientes

Quando nascem, os filhos não vêm com um manual debaixo do braço que nos ensine a ser pais melhores. De fato, muitas vezes, caímos em certos comportamentos tóxicos que repercutem negativamente em seu desenvolvimento
7-comportamentos-toxicos-dos-quais-os-pais-nao-estao-conscientes

Os pais sempre tentam educar seus filhos da melhor maneira que sabem e podem.

No entanto, às vezes não estão conscientes de que apresentam certos comportamentos tóxicos em relação a eles que podem lhes fazer muito pior do que imaginam. Isso é algo que trataremos hoje, com a finalidade de abrir os olhos diante de uma realidade que, muitas vezes, não conseguimos ver.

Recomendamos: A chave para educar as crianças está na simplicidade

Comportamentos tóxicos dos pais

Menina triste pelo comportamento tóxico dos pais

Ainda que não acreditemos, as boas intenções por si sós, não bastam. É necessário que tenhamos autocrítica e identifiquemos todos esses comportamentos tóxicos que podem afetar nossos filhos.

Ainda mais porque podem afetar a autoestima deles e provocar problemas graves no futuro.

Mas… os pais são culpados por esses comportamentos tóxicos? Não. Às vezes, estão simplesmente “copiando” tudo aquilo que viram seus pais fazerem.

É algo que aprendemos com a experiência.

Você deve ler: Dicas para aumentar a autoestima dos seus filhos

Abordaremos, então, 7 comportamentos tóxicos com os quais, talvez, você se identifique. É importante que você não fique na defensiva, negando que faz quase todos. Pense que o mais importante é o seu filho. Vamos lá!

1. Ser hipercrítico

Em muitas ocasiões, não conseguimos identificar o quanto somos críticos com nossos filhos. É bom assinalar erros, porque isso estimula a mudança e faz com que a criança se dê conta de seus erros.

No entanto, também devemos levar em conta que as contínuas críticas não fazem bem algum. Ser excessivamente crítico pode provocar insegurança em nossos filhos e fará com que eles mesmos desconfiem de suas capacidades e habilidades.

2. Castigar as emoções negativas

Normalmente, reconhecemos emoções positivas e negativas, quando muitas emoções negativas são, na realidade, positivas. O medo, por exemplo, pode nos salvar a vida em mais de uma ocasião.

Menino chorando pelo comportamento tóxico dos pais

É por isso que devemos permitir que nossos filhos expressem suas emoções, que chorem, que demonstrem sua tristeza, que sim, tenham medo e o manifestem…  A repressão nunca será boa, porque, cedo ou tarde, toda essa repressão sairá por algum lugar.

3. Decidir por eles

Crianças são crianças, mas isso não significa que não possam ter voz nem direito de escolha. É certo que existem certas decisões nas quais os pais precisam intervir, mas em outras não é necessário!

Permita que seus filhos tomem as decisões que puderem tomar, assim, você estimulará sua confiança e não o contrário.

Leia: 5 palavras chave para educar nossos filhos

4. Inculcar medo

As crianças devem viver em um ambiente de segurança e confiança, não em um onde o medo está por toda parte. As crianças precisam cometer erros, explorar e começar a experimentar a vida.

Se sentirem medo, se tornarão pessoas inseguras e temerosas até de si mesmas. É importante que não lhes inculquemos esse sentimento, porque viver com medo não é viver.

5. Eles não têm culpa

Menina chorando pelo comportamento tóxico da mãe

Às vezes, os pais descarregam suas frustrações nos filhos, fazendo-os se sentirem culpados por coisas pelas quais não são responsáveis.

Isso pode causar-lhes um grande problema no futuro, ao interiorizarem o sentimento de culpa. Ninguém deveria fazer os outros se sentirem culpados, ainda mais os pais aos seus filhos.

6. O amor não tem condições

Este é um erro grave no qual os pais e mães caem sem se dar conta. O amor dos pais pelos filhos não deve ter condições, não deve depender dos sucessos ou do comportamento que as crianças apresentem.

Isso só fará com que sintam que não merecem ser amados, e é algo que carregam sempre sobre os ombros.

7. Não pôr limites

Isso acontece às vezes, quando temos vários filhos, ou, quando simplesmente não temos a intenção de estabelecer tantos limites. Mas é um erro. As crianças precisam de limites  e que se sintam seguras no mundo que estão descobrindo.

Os limites são positivos, pois, sem eles, podem começar a desenvolver um comportamento negativo e desafiador.

Não vá embora sem descobrir: Os 4 valores mais importantes a transmitir a seus filhos

Se, como pai ou mãe, você se identificou com algum desses comportamentos tóxicos, ou se percebeu que seus pais agem assim, é importante modificar esses comportamentos, para que não os repita.

Menina com urso

Estamos formando pessoas que terão que viver neste mundo e se relacionar. Todos esses comportamentos não lhes facilitarão a vida, só a tornarão mais difícil.

Comecemos, a partir de hoje mesmo, a eliminar todos esses comportamentos tóxicos?