7 ervas que te ajudam a tratar a diabetes do tipo 2 - Melhor com Saúde

7 ervas que ajudam a tratar a diabetes do tipo 2

Estas ervas podem nos ajudar a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e a melhorar a diabetes do tipo 2, mas em nenhum caso poderão substituir o tratamento receitado pelo especialista.
7 ervas que ajudam a tratar a diabetes do tipo 2

A diabetes do tipo 2 é a mais comum dos tipos de diabetes.

Esta doença leva a um aumento dos níveis de glicose no sangue quando o organismo não produz insulina o suficiente ou ela é mal utilizada pelo corpo.

Assim, faz com que a glicose permaneça no sangue ao invés de ser queimada como energia.

Para a prevenção deste tipo de diabetes se sugere realizar exercício físico e levar uma dieta saudável. Porém, se você quiser ir mais além, deverá saber que há algumas ervas que ajudam a tratar a diabetes tipo 2.

Apenas tenha claro que nenhuma destas ervas deve substituir seu tratamento médico. Sempre se trata de dar uma ajuda ao seu organismo, não de passar por alto a consulta médica.

1. Cúrcuma

Cúrcuma para o tratamento da diabetes

A primeira das ervas que ajudam a tratar a diabetes do tipo 2 é a cúrcuma. Na medicina ayurveda é conhecia por seus benefícios para a saúde.

Por sua propriedade anti-inflamatória, é recomendada em casos de artrite, doenças cardíacas e vasculares.

Graças ao seu composto ativo, a curcumina, ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue.

Basta consumir uma pequena quantidade de cúrcuma por dia para reduzir os níveis de glicose e ajudar a deter o avanço da diabetes.

Veja também: 8 benefícios interessantes que você obtém tomando suco de cúrcuma

2. Gengibre

Outra das ervas que ajuda a tratar a diabetes do tipo 2 é o gengibre. Lhes são atribuídos benefícios para aliviar vários problemas simples, desde um resfriado a problemas digestivos.

Ao longo dos anos também foram feitos estudos para conhecer mais a fundo as propriedades desta raiz em vários deles foi comprovado que favorece o tratamento da diabetes do tipo 2.

  • Uma boa alternativa para aproveitar estas propriedades é consumir diariamente, durante 8 semanas, 1/2 colher de chá (2 g) de gengibre em pó em jejum.
  • Por ser uma erva anti-inflamatória, também ajuda a diminuir o processo inflamatório do organismo que pode derivar em problemas visuais nos diabéticos.

3. Canela

Canela para o tratamento da diabetes

A  canela pode ajudar a estabilizar os níveis de açúcar no sangue porque reduz a absorção de glicose depois das refeições.

Também melhora os valores de glicose no sangue em jejum, assim como reduz o colesterol.

  • Dentre os dois tipos principais de canela que existem, Cassia é mais efetiva para reduzir a glicose. Porém, você deve ter muito cuidado porque tomar esta variante a longo prazo pode produzir dano no fígado.
  • Para evitar os efeitos negativos, é melhor consumir diariamente a canela do Ceilão.
  • Do contrário, você pode provar a Cassia uma ou duas vezes por semana.

4. Curry negro

O curry negro é outra das ervas que favorece o tratamento da diabetes do tipo 2.

Esta semente ajuda a:

  • Reduzir os lipídios no sangue.
  • Combater a inflamação e bactérias.
  • Proteger o coração e o fígado.

Quando se consome curry negro os níveis de açúcar no sangue podem reduzir em até 50% (em função dos valores dos mesmos).

5. Babosa

Babosa para o tratamento da diebetes

Os benefícios associados a esta planta são múltiplos. Desde aliviar uma queimadura solar, cicatrização de feridas ou proteger o cabelo dos raios solares até perder peso e tratar a diabetes do tipo 2.

  • A babosa reduz os valores de açúcar em jejum.
  • Para tirar vantagem de suas propriedades é recomendável consumir um pouco de suco de babosa todos os dias.
  • Pode incluí-lo em suas vitaminas ou como ingrediente de sua água saborizada com pepino e limão.

6. Berberina

A berberina é um extrato de planta pouco conhecido, mas com resultados assombrosos sobre a diabetes, como a diminuição de lipídios e açúcar no sangue. Além disso, reduz a inflamação.

Porém, é preciso ter muito cuidado, pois em excesso pode causar efeitos secundários. Os dois efeitos mais graves são a dor de estômago e as flatulências.

Se você quer consumir esta erva, recomendamos prová-la primeiro uma semana para avaliar como tolera os possíveis efeitos adversos.

Leia também: Está com dor de estômago? Descubra o que comer para se sentir melhor

7. Folhas de mirtilo

Já falamos antes sobre como o consumo de bagas pode prevenir a diabetes do tipo 2. Porém, outra boa opção é consumir suas folhas em chá ou infusão.

Desta forma você pode obter excelentes resultados, como a redução de açúcar no sangue depois de comer e a diminuição dos perigosos picos de glicose.

Ingredientes

  • 1 litro de água;
  • 10 folhas de mirtilo;

Preparo

  • Coloque o litro de água para ferver e, quando entrar em ebulição, adicione as folhas de mirtilo.
  • Deixe em infusão durante 10 minutos antes de tirar do fogo.
  • Depois disso, pode consumir como chá, como água do dia ou como base para fazer seus sucos ou vitaminas.
  • O ideal é evitar adicionar qualquer tipo de adoçante.

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com