7 razões pelas quais os seios podem doer - Melhor com Saúde

7 razões pelas quais os seios podem doer

As causas mais comuns da dor nos seios costumam estar relacionadas a alterações hormonais, como as que ocorrem durante a menstruação, a gravidez ou o período de amamentação.

Muitas mulheres relacionam a dor nos seios com o câncer de mama, e isso pode causar preocupação. Porém, a maior parte dos casos de dor nos seios não está relacionada com essa doença e é por isso que é bom conhecer as outras razões pelas quais os seios podem doer.

A maior parte das mulheres costuma apresentar dores nos seios a qualquer momento de sua vida, pois esse é um sintoma comum de mudanças hormonais em períodos de menstruação ou inclusive na gravidez.

A inflamação ou sensibilidade dos seios antes ou durante o período menstruais é algo muito comum, que não está relacionado com algo grave e que pode ser causada simplesmente por uma mudança hormonal.

Se você não encontra anomalias ao fazer um autoexame dos seios, mas apresenta dores frequentes, é possível que outras patologias benignas estejam influenciando o sintoma. A seguir, falaremos sobre as causas mais comuns para as dores nos seios. Confira!

1. Causas hormonais

Geralmente adolescentes que iniciam seu ciclo menstrual costumam sentir certa dor nos seios. Inclusive, a tensão pré-menstrual pode causar dor antes da menstruação.

Muitas mulheres sofrem dores nos seis durante toda a sua etapa fértil, sendo mais frequentes na metade do ciclo menstrual, coincidindo com a ovulação e com os dias prévios à menstruação.  Essas duas fases do ciclo coincidem com as mudanças mais bruscas nos níveis dos hormônios femininos.

Além disso, o uso de anticoncepcionais e a terapia de substituição hormonal também podem ter fortes influencias sobre esse problema.

2. Gravidez

gravidez pode gerar dor nos seios

Um dos primeiros sintomas que se apresentam durante a gravidez é a dor nos seios. A mulher costuma apresentar maior sensibilidade quando engravida mais cedo ou quando experimenta a sua primeira gravidez.

Geralmente, no primeiro trimestre da gravidez surgem dores, os seios crescem e veias azuis na região se tornam visíveis, indicando um aumento do fluxo sanguíneo.

3. Lactação

Quando a mulher dá a luz, costuma apresentar dor nos seios devido ao aumento da produção de leite, e isso independe de ela estar amamentando ou não. Entretanto, é preciso dar muita atenção caso a dor se torne frequente, intensa e não melhore, pois esse pode ser um indicativo de mastite.

4. Mastite

Verdades sobre os seios que você não sabia

A mastite é a inflamação da glândula mamária, que ocorre devido à obstrução de alguns condutos do seio. Essa inflamação pode ser causada por uma infecção na mama gerada por vírus, bactérias ou fungos. Os sintomas que devem nos deixar em alerta são: vermelhidão, dor e principalmente febre.

5. Cistos nas mamas

Os cistos mamários são uma espécie de sacos cheios de líquido que se formam no interior dos seios. Costumam se formar quando as glândulas mamárias normais crescem, e pode ser que se forme um ou mais cistos. Eles costumam ser benignos e caracterizam-se por causar dores. Quando são muito grandes podem ser apalpados, mas alguns requerem uma mamografia ou ecografia para serem detectados.

6. Abcessos nos seios

Os abcessos nada mais são do que o acúmulo de pus no tecido mamário, ou seja, trata-se de um processo infeccioso. É um problema que pode causar muita dor nos seios, e é possível sentir nós moles na região afetada. Geralmente é causado por bactérias, que entram através das fissuras nos mamilos, ou por problemas com a lactação. Independentemente da causa, o melhor é consultar um médico para realizar os exames necessários e receber o tratamento mais adequado.

7. Câncer de mama

Dor nos seios podem ser sinal de câncer de mama

Como mencionamos inicialmente, muitas mulheres costumam relacionar a dor nos seios com o câncer de mama, e geralmente não é exatamente disso que se trata. A dor nos seios é um dos sintomas que mais demoram a aparecer quando sofremos de um câncer de mama. Se a mulher detectar e tratar a tempo qualquer anomalia nos seios, é possível que ela nem chegue a sentir uma dor na região causada por um câncer.

Recomendações para prevenir e tratar a dor nos seios

Geralmente não é necessário usar medicamentos para aliviar a dor nos seios. O que se pode considerar são algumas mudanças no estilo de vida que podem ajudar a tratar e prevenir o problema. Então, atenção:

  • Evite o uso de sutiãs que apertem muito;
  • Mantenha uma alimentação saudável, com baixo teor de gorduras e rica em frutas, vegetais e grãos;
  • Mantenha o peso equilibrado, pois isso ajuda a estabilizar os níveis hormonais;
  • Incremente o consumo de vitamina B6 (piridoxina), vitamina B1 (tiamina) e vitamina E;
  • Em caso de dor, aplique remédios caseiros tais como compressas de água, de suco de limão, vinagre ou café.