7 remédios para reduzir a dor do túnel do carpo - Melhor com Saúde

7 remédios para reduzir a dor do túnel do carpo

Para prevenir o túnel do carpo devemos vigiar nossa postura e não permanecer muito tempo com os pulsos na mesma posição para evitar possíveis obstruções 
7 remédios para reduzir a dor do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo é um dos “males do século XXI”.

É provocado por uma inflamação no pulso e causado por movimentos repetitivos (como, por exemplo, escrever no computador, tocar o piano, fazer trabalhos de jardinagem ou trabalhar com tecidos e praticar certos esportes).

Conhecido popularmente como “o mal da secretária”, é muito doloroso. Em alguns casos, inclusive, requer uma intervenção cirúrgica.

Neste artigo oferecemos os melhores remédios caseiros e exercícios para reduzir os sintomas e evitar a inflamação.

Sintomas da síndrome do túnel do carpo

Homem com dor por causa do túnel do carpo

Esta doença, considerada ocupacional, é mais frequente nas mulheres (principalmente com mais de 40 anos).

Uma boa técnica para determinar se sofremos com o problema é colocar o cotovelo sobre uma mesa ou escrivaninha, com o braço e a mão em linha reta. A seguir, flexionar o pulso e movê-lo durante um minuto.

Se alguns destes sintomas aparecerem, é preciso consultar um médico:

  • Formigamento no pulso ou na mão.
  • Dor na área.
  • Adormecimento (também noturno).
  • Fraqueza (não poder pegar ou segurar objetos).
  • Rigidez nos dedos (especialmente no polegar, indicador e médio).
  • Sensação de calor nos dedos.  

Veja também: “O mal da secretária”: Como tratar a síndrome do túnel do carpo

Remédios caseiros para a síndrome do túnel do carpo

Mulher com dor de túnel do carpo

Se você começou a sofrer as consequências de seu trabalho e sente algum dos sinais típicos desta condição, recomendamos usar de modo controlado o computador e o celular, use travesseiros de descanso e tente modificar suas rotinas de trabalho manual.

Além disso, propomos alguns remédios naturais que podem reduzir a dor e o adormecimento:

1. Suco anti-inflamatório

O abacaxi ajuda a prevenir o túnel do carpo

Ingredientes

  • 1 rodela de abacaxi (sem casca)
  • 1 rodela pequena de raiz de gengibre
  • 1/2 maçã (vermelha ou verde) sem sementes.

Modo de preparo

  • Corte os ingredientes em pedaços para facilitar o processo e misture-os no liquidificador até conseguir uma bebida homogênea.
  • Beba todas as manhãs em jejum.
  • Também aconselhamos consumir abacaxi várias vezes na semana devido às suas propriedades anti-inflamatórias.

2. Pasta de feno grego

Ingredientes

  • 3 colheres de farinha de feno grego (30 g)
  • Um pouco de água

Modo de preparo

  • Misture a farinha de feno grego com a água e esquente durante 15 minutos. Mexa até formar uma pasta e aplique-a de forma tópica.
  • Espere alcançar uma temperatura suportável, ou até que esfrie, e espalhe sobre a área afetada.

3. Suco de maçã verde e couve-de-folhas

Maçã previne o túnel do carpo

Ingredientes

  • 2 maçãs verdes
  • 1 folha grande de couve-de-folhas

Modo de preparo

  • Coloque no copo do liquidificador a folha de couve-de-folhas e as duas maçãs verdes, cortadas em pedaços e sem sementes nem casca.
  • Bata até conseguir uma mistura homogênea e, quando estiver tudo bem misturado, beba.
  • Pode consumir em qualquer momento do dia.

4. Ulmária

Neste caso podemos consumir as flores da planta na forma de infusão ou preparar um emplasto.

Ingredientes

  • 2 colheres de flores ulmária (20 g)
  • 1 xícara de água quente (250 ml)

Modo de preparo

  • Esquente a água, sem ferver, e adicione 2 colheres de flores de ulmária.
  • Deixe repousar alguns minutos, filtre e beba de imediato (pode adoçar com mel).

A outra opção é fazer uma compressa com as flores e folhas da planta trituradas com um pouco de água ou álcool, e aplicar no pulso.

5. Gengibre

Como no caso da ulmária, o gengibre pode ser aproveitado tanto de forma interna quanto externa.

Ingredientes

  • 1 colher de gengibre em pó ou ralado (20 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Esquente a água e, quando ferver, pegue duas colheres de gengibre em pó ou ralado e misture.
  • Tampe, deixe esfriar e consuma .
  • Pode beber até duas xícaras por dia para desfrutar das propriedades anti-inflamatórias desta raiz.

Para seu uso externo, misture o gengibre com água para formar uma pasta e colocar sobre o pulso dolorido. Tampe com um lenço, espere por alguns minutos e retire com água morna.

6. Suco de abacaxi, laranja e toranja

Frutas que ajudam a prevenir tunel do carpo

Ingredientes

  • 1 rodela de abacaxi
  • O suco de 1 laranja
  • O suco de 1 toranja

Modo de preparo

  • Descasque a rodela de abacaxi e bata junto com o suco de laranja e o de toranja. Coe antes de beber.
  • Repita durante 3 dias ou diariamente sem trabalhar com as mãos.

7. Infusão de Erva-de-São-João

Ingredientes

  • 3 folhas de erva-de-são-joão
  • 1 xícara de água (250 ml)

Modo de preparo

  • Esquente a xícara de água junto com as 3 folhas de erva-de-são-joão e deixe realizar a decocção por 10 minutos.
  • Retire do fogo e deixe resfriar tampado.
  • Coa e bebe diariamente. Alivia a dor e o formigamento dos pulsos e das mãos.

Outros remédios

  • Aplique compressas frias ou com gelo na zona dolorida para que a inflamação diminua. Não use almofadinhas ou banhos quentes porque isso piora a síndrome.
  • Use a cúrcuma em seus pratos habituais, já que tem efeitos anti-inflamatórios muito poderosos graças ao seu componente principal, a curcumina.

Se você adicionar na sua dieta as batatas, o arroz integral ou o peito de frango, alimentos que contêm vitamina B6, duplicará seus efeitos.

  • Consuma todos os dias (pode ser pela noite ou pela manhã) uma colher de óleo de sementes de linhaça. Continue com o tratamento entre 2 e 4 semanas para interromper o processo de inchaço dos pulsos.

Recomendamos a leitura: Por que sentimos formigamento nos braços e nos pés?

Exercícios e conselhos para a síndrome do túnel do carpo

Exercicios para prevenir a sindrome do tunel do carpo

Em casos muito avançados ou dolorosos os médicos recomendam usar, pelas noites, uma tala na mão afetada.

Este instrumento tem o objetivo de evitar que dobremos o pulso de forma inconsciente sob o corpo ou travesseiro. Se durante o dia não pode suportar nem sequer mover a mão, também é bom usá-la.

É preciso deixar o pulso em repouso na maior parte do tempo, se suas tarefas permitirem. Evite os sobre-esforços (movimentos repetitivos, levantar objetos muito pesados, etc).

Se for possível, tire breves descansos em sua jornada de trabalho para não exigir demais da área.

Se você passar muitas horas em uma mesa em frente ao computador, lembre-se de que os braços devem formar um ângulo reto e os pulsos devem ficar paralelos ao chão. Não se esqueça de manter a coluna reta todo o tempo.

Ao manejar o mouse não eleve os pulsos: use uma almofada que permita o apoio. Quando tiver que escrever no computador, faça-o devagar e consiga um modelo de teclado que seja ergonômico.

Todas as tardes ou noites ao chegar em casa, assim como também em cada hora no trabalho, estique as mãos e os pulsos.

Faça movimentos circulares no sentido horário e anti-horário. Um exercício muito eficaz é esticar os braços e apontar os dedos para o teto.