8 alimentos que você deve evitar caso queira definir o abdômen

8 alimentos que você deve evitar caso queira definir o abdômen

Se não quisermos que nossos esforços para fortalecer e definir o abdômen sejam perdidos, devemos evitar o excesso de produtos processados, assim como os refrigerantes, e substituí-los por alternativas saudáveis.
8 alimentos que você deve evitar caso queira definir o abdômen

Ter um abdômen definido se tornou um dos objetivos principais de quem dedica uma parte do seu dia ao treinamento físico.

Fortalecer os músculos, eliminar a gordura e esculpir esta região do corpo é o resultado de um trabalho constante, acompanhado de muito esforço e disciplina.

Mesmo que a maior parte do trabalho centre-se nos exercícios, também é primordial corrigir alguns hábitos da dieta que influenciam os resultados.

Por exemplo, é necessário limitar ao máximo a ingestão de alguns alimentos que, devido a sua composição, aumentam a inflamação e a tendência a acumular gordura.

A seguir queremos revelar em detalhe os 8 principais para que você procure substituí-los por opções mais saudáveis.

Os alimentos inimigos do abdômen definido

1. Frituras

frituras

Os alimentos fritos são ricos em gorduras saturadas que, longe de serem boas, podem conduzir ao desenvolvimento de transtornos metabólicos.

Sua ingestão regular aumenta o acúmulo de calorias e, a longo prazo, leva ao sobrepeso, à diabetes e a outros problemas de saúde.

O problema é ainda maior quando as frituras são feitas a partir de empanados, ou seja, cobertas com farinhas ou pão.

2. Molhos industrializados

Os molhos e temperos de origem industrial estão cheios de gorduras saturadas, calorias e substâncias químicas adicionadas que impedem a perda de peso.

Seu sabor é muito viciante e, mesmo que acompanhe bem muitos pratos, pode gerar problemas de ansiedade e sobrepeso. 

  • Felizmente, existem receitas caseiras elaboradas com ingredientes orgânicos que podem servir para complementar os pratos sem prejudicar a saúde.
  • Estas podem ser ingeridas duas ou três vezes por semana, sempre em porções moderadas.

3. Carnes embutidas

embutidos

Mesmo que para algumas pessoas esta represente uma fonte significativa de proteínas, as carnes embutidas são muito prejudiciais para a saúde.

Por trás do frescor e sabor delicioso existe uma ampla variedade de químicos adicionados que, a longo prazo, originam dificuldades metabólicas.

  • Sua ingestão habitual está relacionada com o aumento de peso, a diabetes e algumas doenças do sistema cardiovascular.
  • Além disso, seu alto teor de gordura e sódio ocasiona um desequilíbrio nos processos inflamatórios do corpo, que gera retenção de líquidos e inchaço abdominal.

4. Biscoitos

Os biscoitos podem ser muito enganosos, especialmente quando vêm marcados com rótulos que asseguram serem “baixos em calorias” ou “light”.

Não se pode negar que servem para controlar a fome nos momentos de ansiedade, porém seu consumo regular pode impedir a definição abdominal.

Isso se deve ao fato de serem fabricados com farinhas, açúcares e outros aditivos ricos em calorias que impedem o combate ao acúmulo de gordura.

5. Pães e bolos

paes

A maioria dos pães, bolos e produtos de confeitaria são fabricados com farinhas refinadas que dificultam os processos de digestão e aumentam a inflamação.

  • Mesmo que sejam deliciosos e representem uma forma rápida de reduzir a fome, consumi-los de forma regular impede a obtenção de um abdômen tonificado.
  • Isso não só se deve ao fato de aumentarem o inchaço no ventre, mas também por seu alto de teor de gordura, que aumenta a tendência de ter pneus na cintura. 

6. Doces e guloseimas

Comer uma pequena quantidade de doce pode ser prazeroso e, de fato, pode lhe trazer um extra de energia.

O problema ocorre quando se produz um efeito viciante no cérebro que, além de conduzir ao consumo em excesso, aumenta o risco de diabetes e problemas metabólicos.

  • A maioria das guloseimas são feitas de açúcares refinados que, por serem de absorção rápida, elevam os níveis de açúcar no sangue e a tendência ao sobrepeso.

7. Alimentos salgados

sal

O consumo excessivo de alimentos com sal é prejudicial para a saúde e o peso corporal.

  • Primeiramente, o sódio aumenta a presença de líquidos nos tecidos do corpo e conduz a reações inflamatórias perigosas.
  • Por outro lado, eleva o risco de sofrer de hipertensão arterial e dificuldades a nível renal.
  • Com relação ao abdômen, além de aumentar o inchaço, favorece o acúmulo de gordura.

8. Refrigerantes

Todos os refrigerantes, inclusive aqueles com rótulo de “light” ou “zero calorias”, contém substâncias químicas e açúcares artificiais que afetam o peso corporal de forma direta.

Mesmo que muitos o ignorem, estes líquidos elevam os níveis de açúcar no sangue, dificultam a atividade do metabolismo e aumentam o acúmulo de gordura abdominal.

O problema é ainda maior quando são cheios de gás, já que provocam dificuldades a nível intestinal e geram inflamação e gases.

Você costuma consumir alguns destes alimentos? Se sim, procure excluí-los de sua dieta regular para que não interfiram em seus esforços para definir o abdômen.

Em troca, aumente o consumo de frutas, cereais e fontes de proteínas de alta qualidade que, depois de serem absorvidos, ajudam a aumentar a massa muscular.