8 erros que os homens cometem na hora da relação íntima

8 erros que os homens cometem na hora da relação íntima

Falemos abertamente. A verdade é que as mulheres gostam de relações íntimas quase tanto quanto ou ainda mais que os homens. Mas, claro, sempre que o companheiro faça bem feito  e consigamos aproveitar plenamente do momento.

Mas, infelizmente, isso não é algo que acontece com frequência em relação ao gênero masculino, pois, ainda que muitos homens se considerem bons de cama a última palavra é sempre das mulheres e a maioria costuma discordar.

Atualmente é mais fácil falar abertamente sobre esse tema com nosso parceiro ou com nossas amigas, e também é normal ver muitos homens se gabarem de sua performance e de quanto é “expert” no tema. Porém, em muitas ocasiões as mulheres saem da relação insatisfeitas e os homens acabam por não se inteirar disso, afinal, a maioria das mulheres costuma ser discreta e um tanto quanto “amável” para que os homens não se sintam mal.

A comunicação desempenha um papel muito importante na hora de revelar gostos, fantasias e desejos. Porém, nesse ponto muitas vezes o casal falha devido a uma série de tabus, modelos culturais e erros, que geralmente fazem o homem acreditar que é muito bom no que faz quando na realidade a parceira não se satisfaz e não aproveita do verdadeiro prazer.

Para os homens que acreditam que fazem tudo de forma “excelente” e que são os melhores na cama preparamos uma pequena lista dos erros mais comuns que podem cometer na hora do ato. Confira!

1. Carícias, faça bem ou melhor que não faça

O clitóris é muito mais complicado que o órgão genital masculino, mas não restam dúvidas de que é uma de nossas maiores fraquezas na hora da relação. Homens sejam um pouco mais delicados ao tocar essa região da mulher, pois é uma parte muito sensível que deve ser estimulada. A maioria dos homens costuma ser um pouco brusca e afoita na hora do toque, pois desconhecem que isso pode “bloquear” o prazer que se supõe que a mulher deve sentir com o ato.

2. A carícia dos seios na relação íntima

A maioria das mulheres aprecia as carícias nos seios, já que é uma das partes que mais as excita. Porém, às vezes o toque é brusco e isso também atrapalha a mulher a se sentir a vontade. Claro que por vezes na hora da relação somos tomados por paixão e avidez, mas, homens, lembrem-se sempre de manter a mínima delicadeza que seja.

3. Atenção: a quantidade não é o mais importante

Esse é outro dos grandes erros cometidos pelos homens, pois geralmente dão mais atenção à quantidade do que à qualidade do ato, e costumam relacionar a capacidade de ter mais de um orgasmo com a juventude e virilidade.

Não restam dúvidas de que os homens são competitivos em todos os sentidos, principalmente quando o assunto é o tal ato, e por essa razão é comum ver que entre eles haja uma disputa sobre seus “records”.

Por isso para eles os números são muito importantes, pois conseguem medir e comparar, o que faz com que se sintam superiores. Porém, o que não sabem é que para as mulheres a qualidade do encontro é muito mais importante do que a quantidade.

4. Não dedicam tempo suficiente às preliminares no momento da relação íntima

Queridos homens: nem todo prazer se deve à penetração, assim, não esperem que nos sintamos agradecidas se acontecer apenas isso na hora da relação. Temos um corpo cheio de pontos frágeis a explorar, por isso é possível afirmar com certeza que se esses pontos não foram explorados um homem não conseguiu deixar uma mulher inteiramente satisfeita.

5. Cuidado com os “tapinhas”

Um tapinha em pleno ápice da paixão não é nada mal, e pode inclusive excitar muito a mulher. Porém, isso precisa ser dosado, pois palmadas após palmadas com uma força desmedida é algo que passa do limite e deixa de ser bom para ser doloroso ou incômodo.

6. Quietinhos fazem melhor

Se falarmos de romance, nunca é ruim escutar um te quero, um te amo ou qualquer palavra carinhosa no ato. Porém, como quase sempre nos deixamos levar pelo desejo desenfreado e o ato mais selvagem é melhor evitar abrir a boca se for para dizer coisas do tipo: você está gostando? Estou fazendo direito? Essas são perguntas que podem acabar com o momento e enchê-lo de insegurança. Não se preocupem em perguntar esse tipo de coisa, porque seguramente a mulher deixa transparecer quando está gostando ou não.

7. Não “comam” nossa orelha

Como pode ser erótico ficar com a orelha cheia de saliva? Claro que essa região pode ser um ponto sensível para muitas pessoas, mas por favor… nesse sentido também é preciso não passar de uma leve carícia com a língua, afinal, é improvável que a maioria das mulheres aproveite de uma situação onde a orelha termina toda babada.

8. Não chupem o dedão do pé

Mesmo que seja fetiche, para a maioria das mulheres soa estranho, um tanto quanto “anormal”. Os pés são geralmente uma região que precisa de mais limpeza e cuidados, logo, seria um pouco “nojento” brincar com essa região. O melhor é descartar esse tipo de coisa.

E você? Adicionaria mais algum ponto a essa lista?