8 hábitos que você deve manter para ter seios saudáveis

8 hábitos que você deve manter para ter seios saudáveis

Ainda que possa ser cansativo ou inclusive chato, o exercício físico é muito recomendável para prevenir problemas nos seios, já que ajuda a liberar toxinas e evita obstruções no sistema linfático.
8 hábitos que você deve manter para ter seios saudáveis

Os seios fazem parte da identidade da silhueta feminina e são um de seus principais atrativos físicos.

Durante a puberdade e até chegar na idade adulta, os tecidos mamários vão se desenvolvendo até alcançarem o tamanho e a forma de cada mama em particular.

Eles não apenas se transformam em uma fonte de alimento para os bebês, como também passam a ser um importante componente sexual de atração e prazer.

Porém, assim como ocorre com outras partes do corpo, existem algumas doenças que podem afetar seu bem-estar ao longo da vida.

Por isso, é importante manter um controle da saúde mamária e estar atenta diante de qualquer irregularidade que os seios apresentem.

Somado a isso, é conveniente adotar uma série de hábitos que contribuem para mantê-los protegidos e saudáveis.

A seguir queremos compartilhar os 8 mais importantes para que comece a praticá-los desde agora.

1. Massagens nos seios

seios

As massagens regulares nos seios são uma das melhores formas de ativar o fluxo linfático e a circulação no tecido mamário.

Elas começam com um movimento suave na axila, para continuar no lado do corpo e finalizar com uma pressão suave do mamilo.

Não devem ser confundidas com o autoexame mensal, mas é preciso considerar que também são úteis para detectar anomalias.

Veja também: 4 autoexames que podem salvar sua vida

2. Manter um peso saudável

As mulheres com sobrepeso e obesidade têm o dobro do risco de sofrer de câncer de mama em comparação com as que mantém um peso saudável e estável.

Cuidar do peso é uma questão de saúde que pode ser mantida através de uma dieta balanceada, a prática diária de exercícios físicos e outras boas rotinas.

3. Fazer exercício

Fazer-exercício-saúde-seios

O exercício físico diário é a forma mais efetiva de evitar que o sistema linfático apresente obstruções, visto que facilita a eliminação das toxinas que circulam através dele.

O Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos revelou que este hábito pode chegar a reduzir o risco de câncer entre 20% e 80%.

Com sua prática também são liberados hormônios que podem proteger frente ao desenvolvimento de células malignas nas mamas, além de contribuir para manter um peso adequado.

4. Suar

Os líquidos que são liberados ao suar contêm substâncias de que o organismo não precisa e que, se não forem liberadas, podem causar graves doenças.

O suor durante o exercício, um banho de sauna e outras atividades apoiam as funções do sistema imunológico e contribuem para manter os seios saudáveis.

5. Evite o álcool

Tomar-álcool-em-excesso-prejudica-saúde-seios

O consumo excessivo de álcool conduz à acumulação de toxinas no organismo e diminui o rendimento dos órgãos excretores.

Como consequência, aumenta a retenção de líquidos, o risco de câncer e outras patologias derivadas da resposta inflamatória do corpo.

Está comprovado que consumir muito álcool aumenta em até 20% o risco de câncer de mama.

Porém, as mulheres que consomem uma taça de vinho tinto por dia podem proteger os seios raças à ação do resveratrol.

6. Conhecer os antecedentes familiares

Estima-se que mais de 15% dos diagnósticos de câncer de mama têm a ver com algum antecedente familiar.

Quando um familiar de primeiro grau teve este tipo de câncer, o risco de herdá-lo é multiplicado por um fator variando de dois a cinco.

A importância de ser consciente desses antecedentes é que serão realizados mais exames periódicos para detectar de forma oportuna alguma anormalidade.

7. Fazer check ups regulares

Check-ups-médicos-em-mulheres-saúde-seios

Visto que são muitos os fatores que podem conduzir ao desenvolvimento do câncer, cistos e outros incômodos nos seios, o mais aconselhável é fazer os exames e revisões médicas no mínimo a cada três anos.

A partir dos 40 anos, especialmente em casos de risco genético, os exames devem ser feitos uma vez por ano.

É primordial que os exames comecem 10 anos antes da idade em que o familiar teve a doença.

8. Consumir água

O consumo diário de água atua como um combustível para as células e desempenha um papel fundamental na entrega de vitaminas, minerais e todos os nutrientes que elas requerem.

A água natural serve para desintoxicar o corpo e apoiar o ótimo funcionamento do sistema linfático e circulatório.

Quanta atenção você presta aos seus seios? Se é do tipo que tende a se descuidar um pouco, comece a considerar essas dicas simples para conservar os seios saudáveis ou detectar qualquer tipo de risco.