8 sinais precoces para reconhecer o hipotireoidismo - Melhor com Saúde

8 sinais precoces para reconhecer o hipotireoidismo

Ainda que, isoladamente, não sejam necessariamente indícios de nenhum transtorno da tireoide, se apresentarmos vários sinais de forma simultânea, é conveniente consultar um especialista para descartar o hipotireoidismo.
8 sinais precoces para reconhecer o hipotireoidismo

O hipotireoidismo é uma das doenças que afeta o funcionamento da tireoide. Essa glândula se encarrega de regular o metabolismo, secretar vários hormônios e controlar alguns processos vitais.

É um transtorno muito comum entre a população, sobretudo, feminina, na qual aparece quando a secreção do hormônio da tireoide diminui.

Como consequência, aparecem algumas reações adversas nos sistemas principais do corpo e, ao mesmo tempo, aumenta a dificuldade para alcançar um peso estável e saudável.

Sua causa principal são as alterações nos processos inflamatórios do corpo que, por sua vez, deteriora as células da glândula tireoide.

Ainda que se desenvolva de diferentes formas em cada caso, seu diagnóstico pode ser difícil pela ausência de sintomas contundentes.

Por isso, é primordial identificar alguns sinais oportunos que, ainda que pareçam comuns, podem estar relacionados com seu desenvolvimento.

Descubra-os!

1. Fadiga

Mulher com cansaço por causa do hipotireoidismo

A fraqueza corporal e o cansaço mental podem ser o resultado de muitos transtornos e problemas de saúde.

No entanto, não se deve descartar que seus contínuos episódios tenham a ver com o aparecimento do hipotireoidismo.

Leia também: 5 chaves para cuidar da tireoide e da imunidade

2. Aumento de peso corporal

O aumento de peso corporal pode ser o resultado de uma alimentação inadequada e de um estilo de vida sedentário.

No entanto, quando se tem bons hábitos e ainda assim haja um aumento, é provável que se deva a um problema da tireoide.

Essa doença altera o funcionamento do metabolismo, tornando seus processos mais lentos e impedindo um correto gasto energético.

3. Falta de memória

Funcionamento dos neurônios no hipotireoidismo

As funções cognitivas experimentam graves dificuldades quando a glândula tireoide apresenta algum tipo de alteração.

Os desequilíbrios hormonais gerados pelo hipotireoidismo podem alterar as habilidades cerebrais e a memória.

Considerando que a produção hormonal diminui, o cérebro tende a se cansar com mais facilidade e, um tempo depois, poderia desenvolver transtornos mais importantes.

4. Colesterol alto

Ainda que os médicos possam suspeitar de um problema da tireoide após detectar altos níveis de colesterol ruim, é fundamental ter em conta que também é uma reação ao hipotireoidismo.

Isso porque o corpo diminui sua capacidade de remover as partículas de colesterol das artérias, o que leva a um acúmulo.

5. Diminuição da libido

Mulher sem libido por causa do hipotireoidismo

A diminuição da libido e a falta de interesse sexual é um indício de um transtorno da glândula tireoide.

A diminuição da produção de hormônios e as alterações resultantes intervêm no desejo por manter relações sexuais.

Além disso, o funcionamento da tireoide e das glândulas suprarenais têm um vínculo estreito, e são chaves para o controle dos hormônios sexuais.

6. Mudanças no estado de ânimo

Um dos efeitos secundários da diminuição na produção de hormônios da tireoide são as mudanças repentinas de humor, quase sempre com a tendência à depressão e ao estresse.

Ainda que ambos os estados de ânimo possam se ver desencadeados por outros fatores, o hipotireoidismo não deve ser descartado como único responsável.

7. Pele seca

Pele seca de pessoa que sofre com hipotireoidismo

Os pacientes com problemas em sua glândula tireoide têm problemas para conservar sua pele hidratada e livre de imperfeições.

Uma cútis com textura áspera e seca é o resultado de uma função deficiente da tireoide.

O problema se torna ainda mais preocupante quando é acompanhado por unhas quebradiças, queda dos cabelos e dificuldades no processo de cicatrização.

8. Trânsito intestinal lento

O trânsito intestinal lento, ou prisão de ventre, pode ocorrer pelas dificuldades para produzir hormônios da tireoide.

Considerando que a glândula tireoide é a responsável por regular o metabolismo, a diminuição de sua atividade provoca dificuldades nas tarefas do trato digestivo.

Isso causa a contração dos músculos do tubo digestivo e, por sua vez, aumenta a tendência de acumular dejetos no cólon.

Visite este artigo: Descubra como limpar o cólon de forma natural

9. Tensão muscular

Homem com dor nas costas

A tensão e as dores musculares podem ser comuns entre as pessoas que praticam exercícios ou trabalhos de alta intensidade.

No entanto, quando essas não são as causas, é provável que tenha muito a ver com a disfunção da glândula tireoide.

Os hormônios que regulam o metabolismo podem diminuir de forma significativa, enfraquecendo os músculos e as articulações.

Segundo seu nível de gravidade, pode ser controlado com exercícios de baixo impacto e alguns alimentos estimulantes para a tireoide.

Leve em conta que todos os sintomas podem se manifestar de formas diferentes, em cada caso.

É primordial prestar atenção aos sinais de alerta, sobretudo se apresentar vários ao mesmo tempo.