9 ervas para tranquilizar os nervos e a ansiedade

9 ervas para tranquilizar os nervos e a ansiedade

Na sociedade em que vivemos atualmente é muito frequente “perdermos a cabeça” com os problemas, as obrigações, o estresse, o trabalho, as pressões, a competência, os estímulos a cada minuto, etc. Olhando por esse ângulo, o ideal seria nos mudarmos para o campo e não trabalharmos mais, porém, essa é uma ideia impossível para a maior parte de nós. Porém, podemos aproveitar diversas ervas capazes de acalmar os nervos e a ansiedade. Nesse artigo queremos receitar as melhores dentre essas ervas. Confira!

Plantas com propriedades tranquilizantes para ansiedade e os nervos

São muitos os fatores que podem nos conduzir a situações de nervosismo ou ansiedade, e isso traz consequências negativas para nosso organismo. Quando mudamos de emprego ou temos medo de sermos despedidos, quando vamos nos casar ou temos o primeiro encontro com alguém que gostamos, quando estamos começando um negócio próprio ou temos uma prova difícil. Em todos esses casos (e outros também) podemos aproveitar os benefícios da mãe natureza. A seguir, conheça ervas que o ajudarão a acalmar os nervos e a ansiedade:

Passiflora

Tem uma ação direta no sistema nervoso central e, ao mesmo tempo, relaxa os músculos. Consumir passiflora ajuda a atenuar todas as dores que se relacionam com os nervos como, por exemplo, das cervicais (por má postura). Essa erva também é indicada para cefaleias e dores menstruais. Sua tintura pode ser adquirida em lojas de produtos naturais ou dietéticas e o modo adequado de consumir é diluindo algumas de suas gotas em água, infusão ou suco natural de laranja.

Ginseng

Segundo indicado na medicina tradicional chinesa, o ginseng serve para equilibrar o yin e o yang dentro de nosso organismo. Não causa nervosismo ou excitação, como se acredita popularmente, mas sim o contrário, porque estimula as pessoas deprimidas, tristes ou com fatiga crônica. Causa ao mesmo tempo um efeito sedativo nos pacientes estressados ou ansiosos. Também é aconselhável consumir o ginseng em forma de tintura (extrato puro conservado com álcool e água): dilua algumas gotas em um copo de água, suco natural ou chá.

ginseng para ajudar a reduzir ansiedade

Lúcia-lima

Tem várias propriedades, dentre elas, relaxar o corpo, atuar em problemas relacionados com estresse, nervos e ansiedade, bem como insônia. Algumas pessoas a consomem porque tem propriedades digestivas, elimina os gases intestinais (é carminativa) e evita ou alivia as cólicas (é antiespasmódica). Podemos usar suas folhas frescas para condimentar muitos pratos ou temperar limonadas e sucos. Se conseguirmos suas folhas secas podemos preparar um chá (um punhado de folhas para cada xícara de água fervente). Podemos combiná-la com a valeriana, camomila ou menta poejo.

Erva de São João

Também conhecida como hipérico, nos oferece com muitos nutrientes, como os flavonoides. Porém, o composto mais importante da planta é a hipericina, graças ao qual as ações de uma enzima conhecida como dopamina são inibidas. A consequência disso é que nosso humor melhora. Também diminui a produção de adrenalina, sendo uma planta ótima para tratar ansiedade, nervos e depressão.

É possível encontrar a erva de São João em forma de óleo essencial, usada topicamente por meio de massagens circulares. Lembre-se de misturar com óleo de amêndoas ou azeite de oliva. Outra alternativa é utilizá-la através da aromaterapia, esquentando algumas gotas do óleo em um recipiente próprio para queimar essências. Algumas pessoas consomem o chá de hipérico, com algumas folhas por xícara de água fervente (não mais de três xícaras por dia).

Valeriana

É uma das ervas mais conhecidas para tratar os nervos e a ansiedade. As flores são usadas para diminuir o estresse porque têm efeitos tranquilizantes. Serve para ajudar a conciliar o sono e promover o bom descanso. Recomenda-se para reduzir as dores menstruais. Prepare uma infusão com um punhado da raiz seca por litro de água fervente. Beba no máximo três xícaras por dia.

Valeriana para combater a ansiedade

Manjericão

Nem todos conhecem os poderes calmantes dessa erva aromática, muito usada na gastronomia para dar aroma e sabor a diversos pratos. Também tem propriedades digestivas, por isso seu chá é bom para depois das refeições, principalmente quando o almoço ou o jantar são muito pesados. Relaxa o sistema nervoso e nos ajuda a descansar melhor. É ideal para aliviar o que popularmente se conhece como “nervos do estômago”.

Tília

É por excelência a erva aconselhada para pessoas que têm ansiedade, nervosismo ou estresse. Um chá de tília (feito com as flores) é excelente para nos ajudar a dormir bem, para nos tranquilizar ou para evitar a insônia. Se você não gostar muito do sabor prepare um chá com uma colher de sopa de tília seca e outra de uma dessas três ervas: camomila, valeriana ou verbena.

Espinheiro branco

Tem muitas propriedades, mas sem dúvidas se destaca pela capacidade de melhorar e evitar doenças cardiovasculares. Atua como redutor da pressão arterial (hipotensor) e melhora a circulação do sangue, pois permite que o coração bombeie com mais força. Tem efeitos sedativos no sistema nervoso simpático e se administra em pacientes com casos leves de nervos ou ansiedade. Pode ser consumida a tintura do espinheiro branco e diluir em sucos, água ou infusões.

Melissa

Folha de melissa

Também conhecida como erva-cidreira, é uma planta muito rica em pólen (por isso atrai abelhas, daí se deriva seu nome, já que melissa quer dizer abelha em grego). É um grande relaxante usado em casos de estresse, ansiedade ou insônia. Por outro lado, tem efeitos antiespasmódicos por isso é aconselhável o consumo por pessoas que praticam muito exercício ou fazem muito esforço físico. Como se fosse pouco, a erva-cidreira também é usada para aliviar espasmos estomacais.