Absorventes externos e internos: inconvenientes e perigos - Melhor Com Saúde

Absorventes externos e internos: inconvenientes e perigos

Já que encontrar absorventes internos e externos de algodão e sem perfume não é fácil, a melhor alternativa para evitar as substâncias químicas é o coletor menstrual, que é ecológico, higiênico e econômico.

Você sabia que uma mulher pode utilizar cerca de 12.000 absorventes externos, internos ou toalhas higiênicas durante toda a sua vida? O inverno das toalhas higiênicas foi uma verdadeira revolução, já que para a maioria das mulheres era uma verdadeira dor de cabeça ter de lavar as suas toalhas.

Mesmo depois de apareceram os absorventes internos, muito mais cômodos que as toalhas higiênicas, ainda há mulheres que resistam a usá-los. No entanto, é importante conhecermos o seu impacto sobre a nossa saúde.

As toalhas e os absorventes internos são seguros para a saúde?

As toalhas higiênicas e os absorventes internos podem provocar fortes irritações, pois, durante os últimos anos, eles se tornaram tão sofisticados que agora têm perfumes e sistemas odorfresh  uma mistura de materiais que têm a capacidade de eliminar os maus odores. Há também algumas que contêm géis que solidificam o fluxo, evitando que ele se derrame.

Em relação aos absorventes internos, eles contêm alguns produtos químicos, mas há de se levar em conta de que são fabricados com a celulose retirada da madeira e que, devido à sua origem, não possuem a cor branca, visto que são submetidos a tratamentos à base de cloro para que fiquem alvas como um algodão.

Todos estes componentes produzem reações alérgicas, ocasionando fortes irritações nessa área tão delicada. Os absorventes internos provocam muita secura vaginal e, muitas vezes,surgem infecções devido à decomposição do fluido menstrual ao ficar muitas horas sobre a celulose.

O que usar?

O ideal seria utilizar produtos que não tenham perfumes e que sejam 100% de algodão, mas é difícil encontrá-los uma vez que as toalhas higiênicas e os absorventes internos ecológicos não são muito comercializados. No entanto, existe uma alternativa como solução para este problema: o coletor menstrual, que é ecológico, higiênico e econômico.

O que é o “coletor menstrual”?

Copa-menstrual

O coletor menstrual é um artefato que, mesmo não sendo algo novo (existe desde a década de 1930), recebeu algumas melhoras em seu design, entrando na moda. Este produto se acopla à vagina com perfeição. É muito cômodo e não deixa escapar nem uma só gota de fluido, portanto é muito confiável. Inclusive, pode ser utilizado até 12 horas contínuas, não provoca nenhum tipo de alergia, sendo ideal para peles sensíveis.

O coletor menstrual é utilizado de maneira interna, aquelas mulheres que o usaram asseguram que ele é bastante cômodo e não trocam por nenhum outro produto por mais ecológico que seja.