Apendicite: sintomas que você deve conhecer - Melhor Com Saúde

Apendicite: sintomas que você deve conhecer

Para verificar se a sua dor se deve a uma apendicite ou simplesmente aos gases, basta pressionar a fossa ilíaca direita. Se a dor sumir, são gases.

São muitas as pessoas que são internadas com urgência quando apresentam um caso de apendicite, por isso é sempre bom conhecer os sintomas prévios para estar alerta sobre o caso.

Como a apendicite ocorre? A apendicite é basicamente uma inflamação do apêndice, como já se sabe, aquela zona que inicia o intestino grosso. Crianças e adultos são afetados por igual. Convidamos vocês a conhecer os sintomas que dão indícios do aparecimento da apendicite. Descubra a seguir.

Sintomas da apendicite

01a81537-e6d9-4e7a-a1d0-283c677d585c-500x280

1. Tipo de dor

  • A dor tende a se iniciar no umbigo que, aos poucos, se estende em forma reflexa até a parte inferior direita do abdômen, um pouco mais acima do quadril.
  • Quando comprimimos esta área, a dor é muito mais intensa, mais aguda e insuportável.
  • Nosso estômago fica duro. Temos uma estranha sensação de “plenitude”, basta apertar um pouco o abdômen e notar de imediato uma firmeza e dureza pouco comum. Por que isso ocorre? Ocorre devido a uma inflamação intestinal, onde o apêndice, talvez infectado, pode gerar graves problemas.
  • É possível que ao andar, a dor na altura do quadril seja mais incisiva e aguda. Lembre-se que é sempre no lado direito.
  • O único momento de alívio será ao deitar. Quando deitamos o incômodo para por um momento, mas esse momento é muito breve.
  • Tente tossir. Caso, ao fazê-lo, você note uma grande dor ou queimação no abdômen, é um sintoma claro de uma inflamação na área do ventre: do apêndice.
  • Tenha em mente que caso você sinta alguns destes sintomas, é muito provável que entre 12 e 24 horas estes se tornem mais agudos e precisem de cuidados urgentes. É imprescindível o reconhecimento disso, principalmente nas crianças. Ante qualquer sintoma que perceber nos pequenos, vá a um médico.

2. Sintomas secundários que acompanham a dor abdominal

  • A febre. É muito importante. Quando a dor do lado direito estiver acompanhada de febre, procure um médico imediatamente.
  • Prisão de ventre. Esta infecção no apêndice causa sempre pequenas alterações intestinais. É muito frequente sofrer períodos de prisão de ventre, inclusive é possível que ao forçar a evacuação, surja de imediato uma dor bastante forte.
  • Perda de apetite. A apendicite causa uma sensação muito incômoda de saciedade. Comer pouco já é o suficiente para se sentir estufado. É comum também que, apesar de notar gases intestinais, sejamos incapazes de expulsá-los. O que incrementa ainda mais a sensação de “estufo”. É muito ruim.
  • Os vômitos, o mal-estar em geral e o cansaço também podem acompanhar os sintomas da apendicite. São indícios que podem aparecer inclusive poucos dias antes da dor ficar insuportável. Vale a pena prestar atenção.

O que causa a apendicite?

Chica-apendicitis

  • Hiperplasia de folículos linfoides: o nome é complicado, mas é fácil de entender. Trata-se de algo muito similar ao que ocorre com nossas amígdalas na faringe. São elementos que têm importante função no apêndice, mas quando inflamam, crescem e chegam a obstruí-lo, gerando infecção e febre. Estes processos de infecção podem acontecer, principalmente entre os 8 e os 30 anos de idade.
  • Resíduos. Em certas ocasiões, esta parte do intestino acaba acumulando muitos resíduos das fezes, gerando obstrução e consequentemente a infecção. Saiba que, além disso, sofrer períodos de constipação muito contínuos pode gerar o mesmo problema. Lentamente o intestino vai ficando preguiçoso, causando inflamações e infecções, e até pode derivar em uma perigosa peritonite.
  • Inflamações. As paredes do apêndice estão revestidas com pequenos elementos chamados de folículos linfoides. Como indicamos anteriormente, são muito parecidos com as amígdalas. Em certos casos, alguma doença ou elementos estranhos deixam que bactérias se adiram a estes folículos, infectando-os. É muito comum de ocorrer, pois lembre que nosso intestino está cheio de bactérias, que podem ser nocivas e causar infecções, como a apendicite.

Não deixe de cuidar de sua alimentação. Não queremos dizer que isso irá evitar a apendicite, mas pode reduzir as chances. Limpar bem o organismo e evitar numerosos episódios de constipação é indispensável para a saúde em geral.

Beba líquidos, consuma fibras, vegetais e frutas frescas, sem se esquecer dos excelentes benefícios dos alimentos probióticos. Alimentos como o kefir ou o iogurte grego, dispõem de propriedades excelentes que nos trazem bactérias boas capazes de nos proteger. Outro recurso é, por exemplo, beber cada manhã um copo de água morna com limão. Isso limpa o organismo, nos libera das toxinas e também incorpora vitaminas.