Aprenda a detectar a tempo os sinais de uma apendicite

Aprenda a detectar a tempo os sinais de uma apendicite

Ainda que alguns dos sintomas possam ser confundidos com outras condições, é muito importante saber identificá-los para agir rapidamente e evitar que a apendicite se transforme em uma peritonite.
Aprenda a detectar a tempo os sinais de uma apendicite

Embora a apendicite seja uma doença conhecida pela maioria das pessoas, poucos sabem exatamente quais são os seus sintomas e como devemos agir quando surge a suspeita de que possamos ter desenvolvido esta afecção.

O apêndice é um pequeno tubo localizado no início do intestino grosso, mais precisamente no fundo do abdômen. A verdadeira utilidade deste órgão foi um mistério durante muitos anos, pois se pensava que ele só servia para causar danos no caso de apendicite.

No entanto, pesquisas mais recentes identificaram que o mesmo possui uma função no sistema imunológico do organismo, já que faz parte do sistema linfático.

A apendicite nada mais é do que a inflamação do apêndice, que pode ocorrer por alguns motivos diferentes, embora a causa certa não seja totalmente conhecida. Estima-se que ela possa ser resultado de uma obstrução, seja por causa da presença de fezes ou de um corpo estranho que se encontra no corpo.

Em algumas situações a apendicite também pode surgir em decorrência da existência de um tumor, ainda que esta possibilidade seja bastante remota.

Se a apendicite não for tratada com rapidez, ela pode evoluir para um quadro de peritonite, que é muito mais grave e pode inclusive ser fatal. Por este motivo, é fundamental ficar atento aos principais sintomas da apendicite e agir com urgência no caso de identificá-los.

Sintomas comuns da apendicite

Dor abdominal

Dor abdominal pode ser apendicite

A dor abdominal é o principal sintoma da apendicite. Em geral, ela surge combinada com alguns (ou todos) dos outros sintomas que mencionaremos a seguir. Entretanto, ela não costuma ocorrer em todos os casos, por isso também é importante ficar atento aos outros sintomas em conjunto mesmo se não sentir a dor abdominal.

A dor da apendicite geralmente tem início na área ao redor do umbigo, embora com o passar do tempo seja sentida na parte inferior direita do abdômen. Ela pode começar leve e se tornar mais forte, aumentando também a intensidade quando movemos as pernas ou o abdômen, tossimos ou espirramos.

Muitos pacientes afirmam que a dor se torna tão intensa que causa dificuldade para andar e ficar com o corpo reto, e a descrevem como diferente de qualquer outra dor que já sentiram.

Abdômen sensível

Muitas pessoas sentem dor na parte inferir do abdômen, que fica muito mais sensível. Se você pressionar a região com os dedos e depois sentir que a dor aumenta quando retira a pressão, este é um bom indicador de dor abdominal relacionada à apendicite.

É importante lembrar que não se deve ficar pressionando e soltando o abdômen várias vezes. Se você identificou que está sentindo esse tipo de dor acompanhada de outros sintomas, consulte um médico assim que possível.

Febre e calafrios

Febre e calafrios podem ser sintomas de apendicite

Como se trata de uma inflamação, o paciente também pode ter febre, calafrios e tremedeira. Se a febre estiver cerca dos 39 graus e for acompanhada de dor intensa, consulte um médico, pois é possível que seja um caso de apendicite.

Vômitos e náusea

Este sintoma também não costuma ser muito intenso, e não é o caso de não conseguir manter nada no estômago. Trata-se de uma situação de náusea leve, mas constante, que também pode vir acompanhada de vômitos em algumas situações.

Se esta sensação de vômitos e náusea desaparecer em alguns dias, não deve haver nenhum problema, mas se ela persistir e vier acompanhada de dor abdominal, é preciso buscar atenção médica.

Perda de apetite

Perda de apetite pode ser sintoma de apendicite

Este sintoma também pode indicar um caso de apendicite se for combinado a outros dos mencionados neste artigo. Em geral, as pessoas afetadas por esta condição têm dificuldade em ingerir alimentos normalmente, e notam uma redução significativa do apetite, que costuma ocorrer de forma brusca e repentina.

Prisão de ventre ou diarreia

Como o apêndice está inflamado, ele pode afetar de alguma forma o processo de evacuação. Os efeitos não costumam ser muito intensos, pelo menos nas fases iniciais, mas também funcionam como indicadores. É possível sentir tanto prisão de ventre quanto um caso de diarreia nestas situações.

Gases e inchaço abdominal

Este sintoma é menos comum, mas se o inchaço abdominal for sentido em conjunto com outros dos que descrevemos, pode ser mais um indicador de apendicite.

É comum sentirmos inchaço abdominal ou gases depois de comer uma refeição muito farta e exagerada, e com a presença de determinados alimentos. No entanto, se isso ocorrer sem motivo aparente e se a situação não melhora, dura mais do que alguns dias e inclusive se intensifica, é recomendado consultar um médico.