Atenção aos sangramentos nasais - Melhor com saúde

Atenção aos sangramentos nasais

O sangramento nasal, tecnicamente conhecido como epistaxe, é um problema bastante comum e uma das principais urgências no setor de otorrinolaringologia, por conta da gravidade de alguns casos, mas principalmente pelo desespero causado nos pacientes.

Entenda melhor

As fossas nasais são estruturas irrigadas por uma complexa rede arterial, por esse motivo, é um local bem propícios a hemorragias.

O quadro clínico pode variar desde um leve sangramento em uma ou ambas fossas nasais até casos mais graves que necessitem  tratamentos convencionais, podendo levar o paciente a um choque hipovolêmico e, até mesmo, ao óbito.

Alguns motivos para o sagramento nasal

Existem várias razões que podem causar o sangramento nasal. Há causas sistêmicas, como hipertensão arterial mal controlada, discrasias sangüíneas, neoplasias hematológicas, drogas, alterações cardiovasculares

Porém, há fatores locais que podem ser causa de sangramento: rinite, desvio septal, traumas nasais, tumores nasais em geral, pós-operatório de cirurgia nasal, irritantes químicos, dentre outros.

Atenção em cada faixa etária

Resfriado, gripe e sinusite estão entre as principais causas desse sintoma entre as crianças. Essas doenças fazem que o organismo eleve a produção de catarro, sobrecarregando os vasos sanguíneos e causando sua ruptura.

Já os casos na adolescência apontam para um tipo de tumor benigno na parte posterior do nariz ou superior da garganta, que contém muitos vasos, descrito como angiofibroma juvenil. Outro problema nessa faixa etária é a ruptura da artéria etmoidal, que ocorre na prática de exercícios.

Na terceira idade, há uma predominância de casos de pressão arterial sistêmica. Outras causas relacionadas entre os idosos são os tumores benignos, papiloma invertido e cânceres.

Como é o tratamento?

O tratamento depende bastante do caso e sua gravidade. Após identificar e corrigir os fatores que causam os sangramentos, pode-se realizar uma simples cauterização química do vaso sangrante, um tamponamento nasal, uma ligadura ou cauterização arterial.

Dicas mediante a um sangramento nasal

Caso você sofra com este problema ou se depare com alguém que passe por esta situação, é importante saber:

  • Mantenha a calma e realize uma compressão na narina sangrante, com a cabeça levemente inclinada para frente, pois se a mesma for inclinada para trás, o sangue poderá escoar para a orofaringe;
  • Evite qualquer tipo de calor próximo à região nasal: exposição solar, alimentos quentes, secador de cabelo, banhos quentes. Evite também fazer esforços físicos;
  • Compressas geladas na região nasal e lavagens nasais com soro fisiológico frio podem ajudar a evitar novos episódios;
  • Caso o sangramento não acabe após 5 a 10 minutos de compressão , procure um pronto socorro para atendimento médico especializado.