Cãibras: por que se produzem e como tratá-las naturalmente?

Cãibras: por que se produzem e como tratá-las naturalmente?

Para evitar as cãibras devem ser consumidos alimentos ricos em cálcio e magnésio. Além disso, existem infusões que podem acabar com esses incômodos espasmos.

Estamos andando e, de repente, um “puxão” não nos deixa continuar. Enquanto dormimos, acordamos por uma “chicotada” na perna. As cãibras são contrações musculares involuntárias que podem se dever a diferentes motivos. Felizmente existem remédios ou técnicas para que elas não interfiram com sua vida cotidiana e, sobretudo, não doam. Aprenda mais sobre as cãibras neste artigo.

Qual é a origem das cãibras?

São muitas as causas pelas quais uma pessoa pode sofrer com uma cãibra que, como dizíamos antes, é um movimento do músculo que não podemos controlar. As mais frequentes são:

  • Perda excessiva de líquidos ou sais minerais nesse membro.
  • Falta de circulação sanguínea na zona por insuficiência de oxigênio.
  • Esforços prolongados.
  • Acumulação de ácido láctico (frequente nos esportistas).
  • Movimentos bruscos, repentinos ou fortes com os músculos em frio.
  • Contato com água fria de forma brusca.
  • Alcoolismo.
  • Excesso de peso.
  • Consumo de certos medicamentos.
  • Insuficiência renal.
  • Fadiga muscular.
  • Gravidez.
  • Problemas metabólicos.
  • Deficiências nos níveis de cálcio e magnésio no corpo.
  • Falta de vitaminas.
  • Postura inadequada ao dormir.
  • Posição incorreta para trabalhar ou estudar.
  • Tensão emocional ou ansiedade.
  • Pouco movimento dos músculos.

No caso de uma cãibra estomacal, aparece porque o sangue “vai” diretamente para essa zona para realizar a digestão. Se, em lugar de ficarmos tranquilos, começamos a andar daqui para lá, fazemos esporte ou entramos na piscina, o estômago se ressente e, como consequência, causa esses espasmos.

Outro dos lugares críticos para as cãibras são as mãos e os punhos, devido a problemas na circulação do sangue ou ao chamado “síndrome do túnel do carpo” ou “mal da secretária” que afeta as pessoas que usam muito o teclado ou o mouse.

A zona mais comum onde aparecem as cãibras são as pernas e, nesse caso, elas se devem a todas as causas mencionadas anteriormente.

Caibra-500x380

Os sintomas das cãibras são dois, muito bem diferenciados. O primeiro é a dor na área afetada e o segundo é uma sensação de “puxão” ou “chicotada”, que posteriormente se torna em formigamento.

Dicas para evitar e reduzir as cãibras

No momento em que estamos sofrendo com elas, o melhor que podemos fazer é estirar pouco a pouco a área afetada para aliviar a dor e relaxar o músculo.

A fisioterapia, as massagens ou dormir sem travesseiro são excelentes opções para evitar cãibras no pescoço ou nos ombros. Também pode ajudar a prática de certas disciplinas, como a ioga ou o taichi, para as cãibras em geral. Não duvide em realizar alguma atividade física meia hora por dia para que o sangue possa oxigenar os músculos e os tecidos, assim como também mantê-los nutridos.

Se você tiver muitas cãibras nas pernas, cada vez que chegar em casa eleve-as com uma almofada ou apoiando-as  na parede. Você também pode dormir com vários travesseiros na altura dos calcanhares, aplicar água quente ou a almofadinha elétrica, etc.

A alimentação é muito importante para evitar cãibras. Inclua na sua dieta aqueles alimentos que sejam ricos em cálcio como as laranjas, as amêndoas, o brócolis, os vegetais de folha verde, o leite de soja ou os laticínios e outros que aportem muito magnésio como, por exemplo, as nozes, os cereais integrais, o cacau, o feijão, as algas e a farinha de soja. Coma uma banana por dia e não deixe de lado a hidratação. Se fizer muito esporte, considere beber água ou bebidas isotônicas para evitar a desidratação e alongue-se bem cada vez que fizer exercício.

Caibras-pernas-500x333

Outras recomendações:

  • Beba muito líquido durante todo o dia.
  • Use roupa folgada, sobretudo calças e meias três quartos.
  • Tome um banho de água morna antes de dormir.
  • Pratique diversas técnicas de relaxamento.
  • Realize exercícios que ajudem você a fortalecer os tornozelos.
  • Fique nas pontas dos pés quando caminha (sem saltos).
  • Durma de barriga para baixo com as pernas esticadas e as panturrilhas dobradas.
  • Consuma diuréticos naturais.
  • Envolva a zona afetada com uma atadura elástica não muito apertada.

Remédios naturais para as cãibras

Preste atenção às seguintes receitas para as cãibras, todas naturais e caseiras, com muito bons resultados:

Remédio para as cãibras N° 1.

Gingko-Biloba-500x333

Ingredientes

  • 3 colheres de gingko biloba
  • 1 xícara de água

Como prepará-lo

Ferva ambos os ingredientes durante 10 minutos, retire, deixe que se faça a infusão, peneire e beba diariamente.

Remédio para as cãibras N° 2.

Ingredientes

  • Óleo essencial de alecrim (também pode ser de pinho ou eucalipto)
  • Azeite de oliva

Como prepará-lo

Misture ambos azeites em partes iguais (com umas gotas é suficiente) e esquente entre as mãos. Depois, aplique na zona afetada pela cãibra, para que o calor e as propriedades dos ingredientes ajudem a acalmar a dor.

Remédio para as cãibras  N° 3.

Mel

Ingredientes

  • 1 colher de mel
  • 1 colher de vinagre de maçã
  • 1 xícara de água quente

Como prepará-lo

Misture tudo e beba imediatamente (sem se queimar), para que o cálcio se distribua de maneira equilibrada por todo o corpo.

Remédio para as cãibras N° 4.

Ingredientes

  • 1 colher de sementes de mostarda
  • 1 litro de água

Como prepará-lo

Ferva tudo durante 10 minutos. Encha a banheira e despeje a mistura nela. Tome um banho de imersão até que a água se esfrie.

Remédio para as cãibras  N° 5.

canela y laurel

Ingredientes

  • 1 punhado folhas e louro
  • 1 pitada de canela
  • 1 xícara de água

Como prepará-lo

Prepare um chá com todos os ingredientes, peneire e beba morno. Repita diariamente durante uma semana.