Câncer de ovário: 7 sinais deste assassino silencioso

Câncer de ovário: 7 sinais deste assassino silencioso

Dado que um diagnóstico precoce é fundamental nestes casos, devemos prestar atenção aos possíveis sintomas e consultar um especialista o antes possível se tivermos alguma dúvida.
Câncer de ovário: 7 sinais deste assassino silencioso

O câncer de ovário é um dos tipos desta terrível doença que também é conhecido como “assassino silencioso” pela maneira como vai se desenvolvendo no organismo.

Trata-se do segundo câncer ginecológico mais diagnosticado no mundo, sendo bastante perigoso devido à dificuldade que existe para detectá-lo.

Na Europa está o índice mais alto de mulheres com esta condição, especialmente nas regiões do leste e do norte. No ano de 2012, chegou-se a um registro de 65 mil mulheres com este câncer, tornando-se no sexto mais comum em todo o continente.

Estima-se que, no mundo todo, mais de 250 mil mulheres morrem todos os anos após serem vencidas por alguma das variedades do câncer de ovário.

Considerações sobre o câncer de ovário

Devido à grande dificuldade que existe para detectá-lo, somente 50% das mulheres com o câncer de ovário conseguem sobreviver cinco anos depois de receber o diagnóstico.

Isso ocorre, pois ele costuma ser detectado em uma etapa mais avançada, o que dificulta o seu tratamento. No entanto, se conseguirmos detectá-lo a tempo, este percentual pode alcançar até 95%.

A idade não é considerada um fator de risco para esta doença, já que foi demonstrado que ela pode se desenvolver em qualquer etapa da vida.

Apesar disso, as mulheres com 50 anos ou mais devem prestar uma atenção especial, já que existe uma maior incidência após a menopausa.

Esta doença representa 4% de todos os cânceres que podem afetar as mulheres, mas a sua taxa de mortalidade é maior do que os outros devido à sua detecção tardia.

Sabendo que o seu diagnóstico precoce é determinante para conseguir sucesso no tratamento, é muito importante que as mulheres se informem e conheçam os possíveis sinais que podem nos alertar a respeito desta doença a tempo.

Hoje, iremos compartilhar 7 sinais que não devem, sob nenhuma hipótese, ser ignorados.

  1. Dor pélvica

Dor-pelvica

A dor na região pélvica ou abdominal é muito diferente daquelas que sentimos quando temos condições digestivas.

Esta dor é mais parecida a que experimentamos quando temos cólicas menstruais, e costuma ser bastante recorrente.

Se  persistir durante mais de duas semanas e parecer não ter nenhuma origem específica, o melhor a fazer é consultar um especialista imediatamente.

  1. Indigestão

Os problemas de indigestão são bastante comuns quando não mantemos uma boa alimentação e sobrecarregamos o organismo com comidas pesadas e difíceis de digerir.

É difícil pensar que este transtorno seja um alerta de câncer de ovário, mas não se deve descartar a possibilidade.

Muitas pacientes diagnosticadas com câncer de ovário afirmaram sentir com mais frequência gases, náuseas e outros problemas gastrointestinais.

  1. Perda de apetite

Perda-de-apetite

Perder o apetite em determinados momentos da vida é algo normal. Entretanto, quando isso se transforma em um costume até chegar ao ponto no qual não queremos comer durante dias, trata-se de algo que pode nos alertar da existência de um problema.

O câncer de ovário suprime o apetite e, com isso, gera mudanças perigosas no metabolismo celular e lipídico.

  1. Distensão abdominal

Um abdômen inflamado pode ser resultado de uma má digestão, uma intolerância alimentar ou algum problema digestivo.

No entanto, se nenhum destes sintomas parece ser o responsável e se a distensão ocorrer de forma regular, então é melhor acender a luz vermelha e ficar de olho.

  1. Micção frequente

Micção-frequente

Muitos dos problemas urinários são causados por vírus e bactérias que geram infecções no sistema.

No entanto, o desejo frequente de urinar e a urgência incômoda de ter que fazê-lo imediatamente podem ser indícios da presença de células malignas. Este sintoma pode incluir episódios de incontinência ou dor ou ardor ao urinar.

  1. Sentir-se “cheia”

Sentir satisfação ao comer pouco é muito bom para manter o peso controlado e evitar os excessos. Entretanto, quando o corpo não está acostumado, é muito difícil sentir esta saciedade.

Uma pessoa que come bem, mas de repente começa a se sentir satisfeita desde as primeiras garfadas, deve se alertar a respeito deste tipo de câncer.

Ainda que não seja tão comum durante as primeiras etapas da doença, a “saciedade precoce” aparece inevitavelmente quando o tumor se localiza na superfície do estômago.

  1. Dor lombar

Sentir uma dor aguda e persistente na região lombar poderia ser um indício de câncer de ovário. Esta condição pode ter muitas origens, razão pela qual é fundamental contar com uma avaliação médica.