Cinco plantas medicinais que te ajudarão a perder peso

Cinco plantas medicinais que te ajudarão a perder peso

Algumas plantas medicinais como o chá verde, o chá vermelho, o gengibre, o dente de leão ou a cavalinha, possuem efeitos muito benéficos para nossa saúde, um deles é o de ajudar a perder peso caso combinamos o uso destas plantas com uma alimentação saudável e com exercícios diários.

Neste artigo explicaremos os benefícios destas plantas, assim como a melhor maneira de tomá-las para ajudar a perder peso mais rapidamente, sem sacrifícios e de modo paulatino, para evitar o posterior efeito sanfona ou outros problemas de saúde.

Chá verde

O famoso e saudável chá verde é conhecido por suas propriedades emagrecedoras por vários motivos. O principal é que o chá verde acelera o metabolismo por suas propriedades estimulantes, o que facilita um maior gasto de energia e perda de calorias. Por outro lado, ajuda a queimar gorduras e eliminar líquidos, por isso que seus efeitos são muito completos.

Recomendamos não abusar do chá verde em casos de prisão-de-ventre, já que possui um efeito adstringente, e em casos de anemia, pois impede parte da assimilação do ferro dos alimentos.

chá verde para perder peso

Chá vermelho para perder peso

Na realidade o chá vermelho provém da mesma planta que o chá verde, mas a diferença deles é que o vermelho passou por um longo processo de fermentação. Por este motivo, o chá vermelho é inclusive mais emagrecedor que o chá verde, e também é mais estimulante e pode não ser a melhor opção para pessoas que sofram nervosismo ou insônia. Recomendamos optar por um dos dois, de acordo com o seu caso e gosto.

Cavalinha

Para as pessoas que devem seu sobrepeso em parte a um excesso de retenção de líquidos recomendamos o consumo da cavalinha, já que é principalmente diurética. Esta planta pode aumentar até 30% da quantidade de urina, mas, além disso, é muito saudável, também porque nos ajuda a eliminar toxinas.

Esta planta é encontrada facilmente durante o verão em lugares úmidos, junto a rios ou lagos e pântanos, especialmente em solos argilosos. A parte mais usada é o caule, não as folhas, os quais são deixados secar em maços pendurados.

cavalinha para o sobre peso

Dente-de-leão

O dente-de-leão é uma das plantas medicinais mais depurativas que existem e para que um organismo tenha um peso equilibrado deve também se liberar das toxinas que estão acumuladas nele. O dente de leão, além disso, é diurético, ajuda a digerir corretamente as gorduras e regula os níveis de glicose.

Gengibre

O gengibre é um superalimento, com propriedades medicinais conhecidas desde a antiguidade, que neste caso irá ajudar a perder peso graças a sua propriedade de acelerar o metabolismo, melhorar o processo digestivo, e também por ser um potente queimador de gordura e regular os níveis de glicose.

receita com gengibre para perder peso

Como usar as plantas?

Para se beneficiar destas plantas medicinais você deve tomá-las diariamente em forma de infusão, na proporção de três copos diários, ou mesmo extrato, o qual você comprará em lojas de produtos naturais e tomará junto com vários copos de água por dia.

Comece a beber o líquido em jejum, pelo menos dois copos, e o resto tome na metade da manhã e/ou no meio da tarde. Evite tomá-lo antes de dormir para não ter que ir urinar durante a noite e também para não interromper o sono pelo conteúdo estimulante presente nos chás.

Você pode adicionar sempre um pouco de suco de limão as bebidas, para potenciar seus benefícios, e se caso queira adoçá-las faça-o exclusivamente com stevia para evitar adicionar calorias.

Ainda que alguns nutricionistas recomendem tomar as bebidas frias para aumentar o gasto de calorias, o certo é que esse frio pode prejudicar o fígado, por isso não o recomendamos em nenhum caso. Opte pelas bebidas quentes, mornas ou frescas.

Esclarecimentos

É importante destacar que nenhuma planta medicinal atua de maneira milagrosa. Estas plantas são remédios que na realidade complementam uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios diários. Os efeitos não são imediatos, porém, no entanto serão graduais e naturais para nosso organismo, e por isso também nos ajudaram a evitar efeitos prejudicais em nossa saúde ou o temido efeito sanfona.