O coco e seus derivados podem combater a obesidade

O coco e seus derivados podem combater a obesidade

Você sabia que o óleo de coco pode nos ajudar a acelerar o metabolismo? Os resultados serão visíveis mais rapidamente sempre que combinarmos seu consumo a uma dieta equilibrada e exercícios físicos.
O coco no combate à obesidade

Você sabia que o coco pode se tornar um aliado no processo de perda de peso? Tanto a fruta fresca quanto os produtos derivados dela podem ser de grande ajuda para quem está lutando contra o sobrepeso e até contra a obesidade.

Neste artigo, iremos falar sobre os benefícios que o coco tem a nos oferecer, e sobre como ele pode ser incluído em nossas dietas para potencializar a perda de peso.

Antes de tudo é importante ressaltar que não se trata de uma fórmula mágica, pois ninguém irá emagrecer comendo coco e usando os produtos feitos à base da fruta se não alterar também seus hábitos alimentares e sua rotina de atividade física.

O que queremos explicar é que o coco pode ser uma ajuda extra importante, que pode potencializar a perda de peso que será atingida, principalmente, por meio de uma dieta equilibrada e de exercícios físicos regulares.

O coco, um alimento funcional

Coco

Apesar de ser um alimento considerado calórico e que não deve ser consumido em excesso, o coco é uma fruta muito nutritiva que nos oferece fibras, vitaminas, minerais e outros importantes nutrientes.

É um alimento de fácil digestão, que requer menos enzimas digestivas e facilita a absorção dos nutrientes. Ele pode ser muito útil para pessoas com um metabolismo lento, já que conta com a propriedade de acelerá-lo de forma natural, além de ser usado para tratar a prisão de ventre, fadiga, pressão alta e colesterol alto. Ele ainda auxilia o funcionamento da tireoide.

Entre seus componentes, o coco também contém gorduras saudáveis que, em vez de serem estocadas em nosso corpo, são convertidas em energia durante o processo de digestão, ajudando a acelerar o metabolismo e promovendo a queima calórica.

Pesquisadores do Instituto Politécnico Nacional do México (IPN) estão utilizando a casca e a polpa do coco com a finalidade de criar produtos e suplementos para controlar os níveis de colesterol, triglicérides e obesidade.

As conclusões deste estudo, que ainda não foi finalizado, podem ser o início para um possível tratamento à base de coco contra o sobrepeso e a obesidade.

Água de coco

Agua-de-coco

A água de coco, quando obtida em sua forma natural, diretamente de dentro do coco, pode nos ajudar a emagrecer devido à sua alta concentração de nutrientes e fibras.

Trata-se de uma excelente forma de hidratar o corpo, algo fundamental para que nossos órgãos possam desempenhar suas funções de forma adequada. Por este motivo, ela nos ajuda a combater a retenção de líquidos, prevenindo a sensação de inchaço com a qual muitos de nós lidamos no dia a dia.

Além de hidratar, a água de coco contém isotônicos naturais, sendo ideal para repor os líquidos perdidos durante a prática de atividade física. Ela ainda possui um teor altíssimo de potássio (que supre todas as nossas necessidades diárias), sódio, cálcio, magnésio e vitamina C.

Por este motivo, vale a pena aproveitar esta bebida tão brasileira e tropical, principalmente após realizarmos nossa rotina diária de exercícios, já que se trata de uma excelente fonte de energia. Não se esqueça de consumir sempre a versão natural, e não as caixinhas industrializadas, que contêm muitos conservantes e substâncias prejudiciais.

Óleo de coco

Oleo-de-coco

O óleo de coco é, provavelmente, o mais famoso derivado do coco que pode nos auxiliar no processo de perda de peso. Ele pode ser usado como um substituto do azeite de oliva para cozinhar, pode ser consumido puro perto do horário das refeições, pode ser adicionado a chás ou a um copo de água morna com limão, especialmente pela manhã.

Estes são alguns de seus principais benefícios para combater o sobrepeso e a obesidade:

  • O óleo de coco aumenta os níveis de energia, pois possui gorduras saudáveis que são metabolizadas de uma maneira diferente das gorduras saturadas, e em vez de ser estocadas são transformadas em energia.
  • Ele ajuda a reduzir a fome, promove uma sensação de saciedade e diminui os desejos alimentares que sentimos, principalmente devido à ansiedade.
  • Acelera o metabolismo e ajuda o corpo a queimar calorias e gorduras com mais facilidade.
  • Ele também ajuda a equilibrar os hormônios no organismo, algo importante para a perda de peso, pois esta tarefa se torna muito mais difícil com os hormônios desregulados.
  • Faz com que o corpo seja capaz de absorver nutrientes de maneira mais eficiente.
  • Ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, prevenindo picos de forma natural.