Como acelerar o metabolismo com o chá verde e a pimenta caiena - Melhor com Saúde

Como acelerar o metabolismo com o chá verde e a pimenta caiena

Já sabemos que o chá verde ajuda a perder peso, assim como a pimenta caiena, já que ela contém capsaicina. Que tal combinar os dois ingredientes para acelerar o nosso metabolismo?

Tanto a infusão quanto o condimento têm propriedades similares no que diz respeito ao metabolismo. Por isso, um grupo de pesquisadores realizou estudos para determinar como acelerar o metabolismo com chá verde e pimenta caiena, e você pode conhecer os resultados destes estudos nesse artigo.


Alimentos picantes têm seus benefícios (mais além da sede ou das lágrimas que podem nos causar). O chá verde é um dos melhores ingredientes para quem quer perder peso. Então, o que acontece ao consumir esses dois ingredientes de uma vez?

O metabolismo e os alimentos

Existem diferentes alimentos que têm a capacidade de aumentar e acelerar o metabolismo e a energia que usamos diariamente. São conhecidos como termogênicos, pois conseguem fazer com que o metabolismo queime mais calorias das que costuma queimar normalmente. Basicamente, todos os alimentos que contenham duas substâncias em particular (das quais falaremos a seguir) têm essa capacidade.

Os componentes “quentes” são a capsaicina (nos alimentos picantes) e a catequina (no chá). Podem aumentar o metabolismo em 5% (ou 100 calorias) por dia, bem como queimar 16% de gorduras.

5-maneiras-de-impulsionar-seu-metabolismo

A capsaicina para acelerar o metabolismo

Quem já comeu uma pimenta picante na comida sem dúvidas já experimentou uma sensação horrível de ardor nos olhos, nariz, boca, garganta e no estômago. Talvez até tenha chorado, suado ou sentido muita sede de repente.

Tudo isso é causado pela capsaicina. Este componente dos alimentos picantes ajuda a aumentar a taxa metabólica. A má notícia é que por mais que bebamos água gelada, a queimação não desaparece da boca. Um copo de leite, entretanto, traz resultados melhores.

A capsaicina ativa os hormônios chamados “de fuga”, como a adrenalina e a dopamina. Alguns desses efeitos são batimentos cardíacos acelerados, respiração rápida e profunda ou movimento das gorduras e da glicose pelo sangue para que os músculos estejam prontos para trabalhar.

caiena

Existem diferentes alimentos e condimentos com uma grande quantidade de capsaicina, como é o caso da pimenta caiena. Não é preciso sofrer para consumi-la se você quiser, por exemplo, perder peso, mas é possível ir adicionando o condimento pouco a pouco às refeições.

A notícia boa é que ela melhorará o sabor dos alimentos e fará com que seu metabolismo entre em ação aos poucos, sem consequências tão drásticas como a inflamação da boca e da língua, a sede que não se resolve com nada ou a transpiração excessiva.

A catequina para acelerar o metabolismo

Esta substância tem propriedades similares à capsaicina. O chá verde contém catequina, mas também cafeína, portanto, o efeito é maior, ainda que não possamos perceber na boca ou nos olhos como no caso da pimenta. Além disso, oferece fitoquímicos antioxidantes, que aumentam a oxidação da gordura, ou seja, a queimam. Como isso é possível? Por meio da ativação de enzimas que têm a tarefa de metabolizar a comida.

Tomar chá verde fará com que os níveis de norepinefrina aumentem. Esse é um hormônio que bloqueia certas enzimas. O mesmo ocorre no caso da capsaicina, o que faz com que o corpo fique em estado de alerta, preparado para que você corra ou entre em ação. Isso não quer dizer que depois de consumir o chá verde você possa correr uma maratona, mas com certeza seu organismo terá a capacidade de funcionar com mais rapidez.

Infusao-de-cha-verde

O chá verde não é eficaz para todas as pessoas que querem emagrecer, por mais que os estudos confirmem que ele é um dos ingredientes mais eficazes para perder peso. Isso ocorre por diferentes razões, por exemplo, a questão hereditária. Foi comprovado que os asiáticos obtêm mais benefícios dessa infusão do que os caucasianos. Mas isso não é cem por cento confiável e existem exceções.

Combinar chá verde e pimenta caiena

Não costumamos pensar em receitas que combinem o chá verde com a pimenta caiena ao mesmo tempo, mesmo que talvez, para algumas pessoas pareça uma ideia deliciosa. Então, o que podemos fazer é começar a adicionar ambos os alimentos em nossa alimentação diária a partir de agora. Se adicionarmos capsaicina e catequina em nosso organismo, este, automaticamente, começará a metabolizar mais rápido, o que trará como consequência uma queima de calorias (ou gorduras).

Outro benefício (como se perder peso fosse pouco) é que esses dois compostos servem para diminuir “desejos” ou vontade de comer o tempo todo, principalmente alimentos salgados como tira-gostos ou fast-food, cheios de gordura, que geralmente procuramos à noite. Reduzirão nosso apetite e nos ajudarão a ter mais força e energia para cumprir com as obrigações diárias.

Que outros alimentos aceleram o metabolismo?

Além do chá verde e da pimenta caiena, quem quer acelerar o metabolismo e queimar gorduras mais rápido não deve deixar de provar os seguintes alimentos:

Grãos integrais

Como, por exemplo, a aveia e o arroz integral. São cheios de carboidratos e nutrientes complexos que estabilizam os níveis de insulina e ao mesmo tempo aceleram o metabolismo. Oferecem, por sua vez, muita energia e são mais saudáveis do que os alimentos repletos de açúcar.

flocos-de-aveia-Daniel

Brócolis

Tem uma grande quantidade de cálcio, que serve para reduzir a gordura, mas além disso, tem vitaminas A, C e K. Uma porção de brócolis nos oferece fibras dietéticas e antioxidantes para acelerar o metabolismo.

Sopa de vegetais

Para desfrutar de todos os nutrientes a sopa deve ser de vegetais frescos, sem utilizar opções artificiais. Se tomarmos um prato de sopa antes do almoço ou do jantar (como entrada), conseguiremos aumentar o metabolismo antes da refeição, assim, consumiremos menos alimentos, sem nos desnutrir.

Cítricos

As frutas cítricas como a laranja, têm a capacidade de manter o metabolismo acelerado. Isso se deve à quantidade de vitamina C que oferecem, e que, comprovadamente, reduzem o desequilíbrio de insulina no sangue.