Como cuidar da saúde do intestino da mulher - Melhor Com Saúde

Como cuidar da saúde do intestino da mulher

Para evitar problemas intestinais é muito importante cuidar também da saúde emocional. Lembre-se de que o seu sistema digestivo é como um segundo cérebro, e que os nervos o afetam muito.

Os problemas no intestino afetam ambos os sexos, mas são muito mais comuns em mulheres. Não estamos falando somente da prisão de ventre, mas também de doenças sérias como o câncer colorretal, que costuma ter uma incidência maior em pessoas do sexo feminino.

São vários os fatores específicos que fazem com que os intestinos das mulheres sejam mais sensíveis do que os dos homens.

Sofremos constantemente de alterações hormonais durante o ciclo menstrual, que podem causar constipação, e durante a gravidez é comum desenvolvermos hemorroidas que podem dificultar a evacuação.

Uma razão fundamental é o fato de que as mulheres costumam se preocupar mais com a higiene e ficam mais constrangidas com os odores e sons em banheiros públicos, segurando as vontades, um comportamento extremamente prejudicial para a saúde intestinal.

As mulheres ainda costumam sofrer mais com o estresse do que os homens e os fatores emocionais influenciam o intestino tanto quanto os fisiológicos.

Os benefícios de um intestino saudável

prisao-de-ventre

Além de proporcionar mais conforto e melhor qualidade de vida, manter o intestino funcionando regularmente pode trazer os seguintes benefícios para a saúde:

  • Menor risco de desenvolver câncer colorretal (cólon, reto e intestino grosso), o terceiro câncer mais comum no mundo ocidental atualmente
  • Menor risco de sofrer de prisão de ventre, diarreia crônica e síndrome do cólon irritável
  • Menor risco de ter hemorroidas
  • Menor produção de gases intestinais
  • Absorção mais eficiente de água e minerais
  • Sensação geral de leveza, conforto e bem-estar na região abdominal

10 dicas simples para cuidar bem do seu intestino

Algumas ações simples podem ajudar muito a reduzir os problemas intestinais com os quais muitas mulheres sofrem diariamente. Para cuidar do seu intestino e mantê-lo realmente saudável, siga as seguintes dicas:

1. Mantenha uma dieta rica em fibras

As fibras previnem a retenção de água, aumentam o bolo fecal e aceleram o trânsito intestinal. Elas ainda ajudam a prevenir o câncer no intestino, já que reduzem o contato de substâncias cancerígenas com a mucosa intestinal.

Incorpore frutas, vegetais e grãos integrais na dieta, já que eles são ricos em fibras e oferecem diversos benefícios para a saúde.

2. Evite açúcar, gordura e carboidratos refinados

Alimentos refinados como o açúcar e a farinha branca ou ricos em gorduras como óleos, queijos e laticínios integrais podem ser prejudiciais para a saúde do cólon. Eles reduzem a velocidade do trânsito dos resíduos e alteram a flora bacteriana intestinal normal.

Dietas ricas em gorduras e açúcar também estão associadas a um maior risco de câncer colorretal, por isso devemos evitar alimentos com estas características sempre que possível.

3. Beba bastante água

A água é absorvida ao longo de toda a extensão do cólon, ajudando a regular o fluxo de resíduos. Ela atua como um lubrificante natural e facilita o trânsito intestinal, prevenindo a prisão de ventre e possíveis inflamações.

4. Invista nos probióticos

Iogurtes e leites fermentados são ricos em probióticos, conhecidos como “bactérias do bem” que fortalecem as paredes intestinais, previnem infecções e ajudam no processo digestivo. Estas bactérias são fundamentais para a boa saúde do intestino.

5. Aposte nas gorduras saudáveis

As células do intestino requerem um fluxo constante de ácidos graxos para permanecerem totalmente funcionais.

Sem a ingestão adequada de gorduras boas, os músculos lisos que cercam a passagem digestiva podem se deteriorar, prejudicando a formação de ondas peristálticas importantes para a evacuação.

As gorduras saudáveis podem ser encontradas em peixes como o atum e o salmão, no azeite de oliva e azeitona, castanhas, nozes e no abacate.

mulher-com-verduras

6. Mantenha uma dieta rica em Vitamina A

As glândulas que compõem o revestimento mucoso do cólon são responsáveis pela lubrificação que facilita os movimentos intestinais. A ingestão de vitamina A é importante para manter a saúde destas glândulas especializadas.

Ela pode ser encontrada em alimentos de origem animal (leite e ovos) e de origem vegetal, como a couve, beterraba, cenoura, rúcula, abacate e caqui.

7. Pratique atividade física regularmente

Os exercícios físicos têm o poder de melhorar o trânsito intestinal e consequentemente a evacuação. Eles também ajudam a atenuar sintomas desconfortáveis como inchaço e cólicas.

8. Faça refeições regulares

Não pule refeições. Dentro do possível, tente se alimentar em horários regulares durante o dia, já que comer estimula os movimentos intestinais.

Além disso, priorize refeições substanciais em vez de beliscar sempre pequenas quantidades. Ao ingerir uma maior quantidade de alimentos, é possível desencadear ondas peristálticas que promovem o movimento dos resíduos pelo cólon e reto.

9. Respeite a vontade do seu intestino

Quando surgir a vontade, tente ir ao banheiro o quanto antes. A retenção é extremamente prejudicial para a saúde intestinal, por isso é fundamental superar o constrangimento de usar banheiros públicos e respeitar os movimentos naturais do seu intestino.

10. Tente manter o equilíbrio emocional

Fatores emocionais afetam o intestino tanto quanto problemas fisiológicos, por isso é importante prestar atenção nos níveis de estresse e ansiedade. Reserve um momento do dia para praticar uma atividade relaxante, como meditar ou ler um livro, para manter sempre a calma e o equilíbrio emocional.