Como podemos aproveitar os saquinhos de chá usados?

Como podemos aproveitar os saquinhos de chá usados?

As pessoas que habitualmente tomam chá ou infusões estão desperdiçando uma coisa que pode ser muito útil para múltiplos usos: os saquinhos de chá que já foram usados.

 

Aparentemente, não são mais que os restos secos de uma planta que já não tem propriedades. Entretanto, neste artigo explicaremos os surpreendentes usos que eles podem ter: adubo para as plantas, tratamento para as bolsas debaixo dos olhos, remédio para eliminar os odores da geladeira e dos armários, remédio contra os mosquitos, etc.

Consciência ecológica

Cada vez mais pessoas estão interessadas em tirar o máximo proveito de tudo aquilo que usam, assim como de desperdiçar o mínimo possível. Nesse caso, descobrimos que tomar diariamente uma infusão não é somente um hábito muito saudável, mas sim, que ele nos ensina como podemos encontrar uma solução prática para quase tudo.

saquinho-cha-A-girl-with-tea-500x383

Adubo para as plantas

Muitas pessoas que têm um jardim ou uma horta já contam com um cubo de compostagem: um recipiente no qual vão se jogando todos os dias os restos orgânicos da cozinha e do mesmo jardim para que, em algumas semanas, se convertam em adubo para as plantas. Sem dúvida, um recurso que nos permite desperdiçar menos e, ao mesmo tempo, ter um terreno mais fértil.

Seguindo essa mesma ideia, o conteúdo dos saquinhos de chá nos permite adubar, em pequena escala, as plantas de casa. Podemos esperar a ter várias, ou, fazê-lo cada vez que tenhamos uma. É só ir acrescentando os restos de chá à terra do vaso de barro e misturá-la um pouco.

Se os saquinhos forem de material orgânico e não tiverem um grampo metálico, podem ser enterrados diretamente e cobertos com mais terra por cima.

planta-rabi-w-500x375

Tratamento anti-inflamatório

A maioria dos chás têm propriedades benéficas, não só para nossa saúde interna, mas também para a nossa pele. Os mais habituais, o chá preto ou o chá verde, têm propriedades anti-inflamatórias que nos permitem atenuar, por exemplo, as bolsas de debaixo dos olhos, as pálpebras inchadas ou as picadas de insetos.
Os saquinhos serão inclusive mais efetivos se estiverem frios, já que o frio também desinflama, por isso propomos ter sempre alguns saquinhos usados na geladeira. Quando precisar, você pode usá-los aplicando diretamente durante uns minutos.

Absorver odores

Esse é possivelmente um dos usos mais desconhecidos.  Os saquinhos de chá usados e secos têm uma função similar a do bicarbonato de sódio: absorvem os maus odores. Por esse motivo, são ideais para ter dentro da geladeira ou nos armários.

Um saquinho é pouca quantidade para eliminar os odores de espaços tão grandes, por isso sugerimos que junte vários deles e os introduza em uma caixinha perfurada. Além disso, vai ficar mais elegante.

Com esse mesmo objetivo, também podemos usá-lo para limpar os tapetes ou as camas das nossas mascotes. Só teremos que polvilhar o conteúdo dos saquinhos por cima, deixar atuar uns minutos e passar o aspirador. Desse modo, vamos eliminar o pó e os maus odores ao mesmo tempo.

Incenso contra os mosquitos

Os amantes dos incensos e dos aromas devem saber que as folhas de chá ou de infusão também podem ser usadas em um queimador de incenso para limpar o ambiente e afugentar aos mosquitos, em especial, se o conteúdo for de chá preto, limão, alfazema, alecrim ou eucalipto.

Reutilizar os mesmos saquinhos

Se estivermos tentando economizar o máximo possível, também devemos saber que podemos voltar a fazer uma infusão com o mesmo saquinho, principalmente se eles tiverem bastante sabor. Talvez a segunda vez possamos utilizar dois saquinhos usados para uma única infusão, e assim vamos conseguir um sabor parecido ao de um saquinho novo.

Também podemos ferver alguns saquinhos já usados e preparar, com essa água, um banho de pés ou acrescentá-la à água da banheira. As propriedades que comentamos anteriormente, como as anti-inflamatórias e eliminadoras de maus odores, também irão funcionar nesse caso.

Imagem por cortesia da girl with lha, rabi w e Anders Adermark.