Como saber se preciso fazer uma desintoxicação?

Como saber se preciso fazer uma desintoxicação?

O corpo é sábio e de maneira natural tende a se auto-curar. Mas, em ocasiões, ele se vê sobrecarregado por conta da alimentação, os maus hábitos, a contaminação, as emoções negativas, etc. Esses fatores são cada vez mais habituais e dificultam o funcionamento equilibrado do nosso organismo.

Neste artigo explicamos a vocês quais são os sinais mais habituais que o corpo nos dá para poder detectar uma sobrecarga de toxinas e se devemos programar uma desintoxicação para evitar problemas de saúde mais graves ou crônicos.

A digestão

Há pessoas que podem comer o que quiserem sem afetar negativamente sua saúde. Entretanto, o mais habitual é que, a partir de certa idade, o corpo reaja com problemas, como flatulências, acidez, digestões pesadas, constipação ou diarreias, etc.

Se estivermos atentos à nossa digestão, esse sinal não é algo negativo, a não ser que a ignoremos e sigamos nos alimentando de maneira prejudicial.

Quando sentimos que a nossa digestão está mais fraca do que o normal devemos dar um descanso temporalmente consumindo alimentos mais leves e quantidades menores sem nos esquecer de mastigar bem cada pedaço ou fatia.

O estado de ânimo

Quando passamos uns dias ou uma temporada em que nosso estado de ânimo é bastante negativo não o relacionamos com uma sobrecarga de toxinas. Mas, em alguns artigos já comentamos que as emoções negativas recorrentes costumam afetar o fígado e também outros órgãos dificultando as suas funções filtrantes.

Se seus familiares ou amigos, ou inclusive você mesmo, têm notado que está especialmente irritável, mal-humorado, triste ou desanimado deveria provar a fazer uma desintoxicação.

Seguro que a limpeza de toxinas repercutirá em sua saúde global e se sentirá de melhor humor, mais vital e com vontades de fazer coisas.

ansiedade-alessandra-500x335

O aspecto do rosto

O rosto, dizem, é o espelho da alma. Podemos esconder as emoções detrás de uma máscara sorridente, mas resulta mais complicado dissimular as olheiras, as pálpebras inchadas, a pele com impurezas ou inclusive as rugas mais visíveis do normal.

Uma dieta desintoxicante não vai mudar o seu rosto, mas sim vai fornecer um aspecto mais jovem, com uma pele mais limpa e firme e uma aparência mais luminosa e saudável.

cutis-cara-rostro-relax-masagem-RelaxingMusic-500x334

A cor amarela

É importante destacar que se nos olharmos no espelho e observamos que temos a pele de uma cor mais amarelada do habitual, isso confirmaria que nosso fígado precisa de um pouco de ajuda para filtrar o sangue.

Essa cor amarela também podemos ver, em alguns casos, na esclerótica ou parte branca do olho.

As alergias

Nas estações de meia-estação é habitual que muitas pessoas sofram alergias em maior ou menor medida. Embora a medicina convencional proponha tratamentos à base de anti-histamínicos e outros medicamentos, devemos ter em conta que as alergias também são um sinal do excesso de toxinas no organismo.

Além disso, estas estações são o melhor momento para fazer uma desintoxicação, já que será muito mais efetiva.

A pele

Do mesmo modo que o rosto pode ter impurezas, se aparecerem problemas de pele de repente em alguma parte do nosso corpo, é possível que o nosso organismo esteja tentando eliminar o excesso de toxinas através dos poros da pele. Apesar dos incômodos e das questões estéticas, isso é um sinal de que nosso corpo funciona adequadamente, o que não significa que não possamos eliminar esses problemas de pele temporários com uma boa desintoxicação.

papada-pescoço-cara-TinaO-500x372

E que limpeza devemos fazer?

Há muitos tipos de opções para limpar o organismo de toxinas mas é fundamental encontrar a que melhor se adapta às nossas características. O ideal é que a façamos sob a supervisão de um terapeuta ou nutricionista, em especial, se sofrermos de algum problema de saúde ou tomamos alguma medicação.

Destacamos algumas curas desintoxicantes saudáveis e efetivas que podemos realizar, como mínimo, uma vez por ano:

  • A antiga cura tibetana do alho.
  • Vitaminas, caldos e sucos vegetais com propriedades desintoxicantes.
  • Infusões de plantas medicinais curativas.
  • Curas depurativas com limão.
  • Jejuns ou semi-jejuns pontuais e controlados.
  • Suplementos à base de espirulina, clorela, etc.

Imagens por cortesia de Alessandra, RelaxingMusic e TinaO.