Conheça a dieta do tomate - Melhor com Saúde

Conheça a dieta do tomate

Seguir continuamente esta dieta faz com que ela perca a sua eficácia e causa um desequilíbrio no organismo, por isso não devemos fazê-la por mais de 3 dias.

O tomate, além de trazer grandes benefícios para a saúde, ajuda na perda de peso de forma saudável e natural. O tomate não é somente recomendado pela capacidade de nutrir, como também contribui para a prevenção de doenças como o câncer.

Este alimento pode ser consumido de múltiplas formas e existem várias opções de preparação. Na “dieta do tomate”, você poderá encontrar uma grande variedade delas, o que evita a monotonia.

Benefícios da dieta

Juntamente com o tomate, a dieta inclui ingredientes como o alecrim, menta, limão, cenouras e soja. Desta forma, favorece o tratamento da hipertensão arterial e evita a queda de cabelo (alecrim). A menta ajuda no aparelho digestivo, reduzindo a irritação nos intestinos, vômitos e cólicas abdominais.

O limão, por possuir vitamina C, fortalece as defesas no corpo, o qual evita numerosas doenças como a gripe, a amidalite, rouquidão, congestão nasal, asma e entre outros. Também contém vitamina P, a qual restabelece os capilares e vasos sanguíneos. Junto a eles, a soja contém a maior parte dos aminoácidos necessários para o organismo, o que contribui para a prevenção do câncer de mama e ajuda a controlar a diabetes.

O tomate contém vitaminas e minerais, permite obter antioxidantes e evita doenças cardiovasculares, reduzindo o colesterol. É conhecido por melhorar a visão e reduzir a hipertensão, entre outros benefícios.

A dieta do tomate

O resultado da dieta pode ser perder 2 quilos em 3 dias, levando em conta a ingestão de dois litros diários de líquidos. Recomenda-se que seja água natural, sem nenhum colorante, sabor artificial, açúcar ou misturado com alguma fruta.

  • Antes do café da manhã: tome suco de tomate fresco, adicionando uma folha de menta para condimentar.
  • Para o café da manhã: coma 2 tomates fervidos e temperados com alecrim.
  • Primeiro aperitivo: vitamina de menta com 6 folhas da planta, 1 cenoura. A metade de um lima com casca, meio tomate e dois copos de água mineral.
  • Almoço: uma salada de tomate, brotos de soja e pimentão vermelho. Pode-se adicionar limão e azeite de oliva como tempero.
  • Segundo aperitivo: vitamina de menta com 6 folhas da planta, uma cenoura, a metade de uma limão com casca, meio tomate e dois copos de água mineral.
  • Lanche da tarde: suco de tomate com menta.
  • Jantar: salada de tomate, soja e pimentão.

Recomendações

Tomates-melatonina

Para que a dieta seja efetiva e para prevenir qualquer efeito secundário, é indispensável que os tomates sejam maduros. Do contrário, poderia ser tóxico para o organismo.

Não se deve exceder o uso da dieta durante mais de três dias, pois a dieta perde a efetividade com o tempo e descompensa o organismo. Por outro lado, é conveniente consultar o médico antes de começá-la, assim como qualquer dieta, pois cada pessoa reage e apresenta uma saúde diferente.

 A dieta do tomate é saudável. No entanto, não é recomendável para as pessoas que possuem problemas com o ácido úrico ou diverticulite. Tampouco é aconselhada para pessoas com prisão de ventre.

Contribuições extras

Uma pele e corpo mais saudável

O tomate concede uma proteção na pele contra os raios UV, além de ser empregado em vários produtos contra o envelhecimento. O tomate ajuda na conservação dos dentes, ossos e cabelo.

Prevenção dos cálculos biliares

Ingerir tomate na dieta proporciona uma melhor dissolução dos cálculos biliares.

Mantém o intestino saudável

Por outro lado, o tomate ajuda o sistema digestivo a se manter estável, prevenindo a diarreia e a prisão de ventre. Também expulsa as toxinas do organismo e evita a icterícia.

Um excelente fator contra a hipertensão

O tomate reduz a pressão, além de evitar a possibilidade de padecer de hipertensão. Devido a isto, é um excelente calmante e remédio para crises nervosas.

Vitaminas e minerais

Uma unidade de tomate contém 40% de vitamina C que é requerida por dia. A vitamina C ajuda no tratamento do câncer. No tomate também são encontradas as vitaminas A, B2 e K (ajuda na coagulação sanguínea), além de diversos minerais como o potássio (ajuda no bem estar do sangue e na saúde do nervo), zinco, cálcio, ferro, fósforo e sódio.

Para a diabetes

Diminui o estresse oxidativo na diabetes tipo 2.

Proteção do coração e redução do colesterol

O tomate contém licopeno, o qual evita as doenças do coração. Além disso, seu consumo reduz os triglicerídeos no sangue e o colesterol LDL, evitando a acumulação de gorduras nos vasos sanguíneos.

Contra as infecções urinárias

Reduz o câncer de bexiga e as infecções urinárias.

Melhora a visão

Por último, o tomate contém a vitamina A que melhora a visão e reduz a possibilidade de degeneração macular e de cegueira noturna.

É evidente que o tomate é um alimento conveniente e indispensável para ser incluído não somente na “dieta do tomate”, como também seguir ingerindo-o em porções moderadas durante a dieta diária. Podemos dizer que o tomate funciona como um medicamento que não é artificial, sem repercussões adversas e que podemos comer porções extras sem medo.

Tomate

A dieta do tomate é perfeita para perder de peso de forma natural e evitar o risco de doenças e má nutrição, que os medicamentos incluídos em algumas dietas geram. Preste atenção as quantidades estabelecidas e não mude-as.

O tomate purifica o fígado, é calmante e diurético. Suas propriedades antioxidantes ajudam a reduzir o envelhecimento, e junto com um pouco de exercício moderado, é o perfeito alimento para obter o peso e a saúde desejada.