Conhecer os sintomas de um AVC pode salvar vidas - Melhor com saúde

Conhecer os sintomas de um AVC pode salvar vidas

É importante detectar o AVC a tempo para não sofrer danos cerebrais importantes. Se o tempo decorrido é de uma a três horas depois de começarem os sintomas, as sequelas podem ser mínimas.

Os ataques ou derrames cerebrais representam uma alarmante causa de morte dentre a população mundial e se apresentam como uma das principais causas de invalidez grave e prolongada em adultos.

Mas, se os sintomas forem identificados cedo e o médico for consultado em caráter de urgência, será possível salvar a vida do paciente e evitar que fiquem sequelas graves. Por isso, é muito importante conhecer os sintomas da doença e encaminhar o paciente imediatamente ao hospital mais próximo.

O que é um ataque ou derrame cerebral?

Um ataque cerebral, chamado tecnicamente de Acidente Vascular Cerebral (AVC), ocorre quando uma região do cérebro deixa de receber sangue, devido a algum problema em um vaso sanguíneo dentro do crânio. Os neurônios dessa região começam a morrer poucos minutos depois da interrupção do fluxo de sangue.

Se o paciente recebe atendimento médico entre 1 e 3 horas depois dos sintomas começarem, existe uma chance de sobreviver e apresentar sequelas leves. Do contrário, o dano cerebral poderá ser grande e deixar o paciente incapaz, até dependente de outras pessoas. Por isso, é tão importante detectar este tipo de ataque cedo e consultar um médico imediatamente.

Existem basicamente dois tipos de AVC

AVC

  • AVC hemorrágico. Ocorre quando um vaso sanguíneo cerebral se rompe, causando hemorragia. Pelo menos, 20% dos casos de AVC correspondem a esta classe.
  • AVC isquêmico. Ocorre quando um coágulo obstrui um vaso sanguíneo no cérebro, impedindo o fluxo de sangue. 80% dos casos de AVC correspondem a este tipo.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco que levam ao AVC são os seguintes:

Glicose-diabetes

Principais sintomas de um AVC

Os sintomas podem variar, dependendo da região do cérebro que seja afetada, mas os principais são:

  • Repentino adormecimento ou fraqueza no rosto, em um braço ou em uma perna, especialmente de um lado do corpo.
  • Dificuldade para falar.
  • Dificuldade para entender e responder perguntas simples, como por exemplo, que dia é hoje? Ou, qual é o seu nome?
  • Visão borrada em um ou ambos os olhos.
  • Dificuldade de caminhar, enjoos, vertigem, perda do equilíbrio, dificuldade na coordenação dos movimentos.
  • Dor de cabeça repentina e intensa sem causa conhecida.

Diante alguns ou vários desses sintomas chame uma ambulância imediatamente, pois cada minuto de socorro é importante. Se o tratamento começar logo após os sintomas, será muito provável que o paciente sobreviva e tenha uma boa qualidade de vida após sua recuperação.

Cabe ressaltar que, algumas vezes, o paciente que está sofrendo um AVC não se dá conta de que algo está ocorrendo, porque o ataque cerebral pode afetar o entendimento, ou seja, a consciência.

Mesmo que os sintomas sejam leves e desapareçam com o tempo, é preciso consultar um médico com urgência, pois poderá se tratar de um ataque isquêmico transitório, ou um “mini AVC”, que também deva ser tratado com urgência, para prevenir males maiores.

Sendo assim, lembre-se: se você observar os sintomas relatados aqui em qualquer pessoa, certifique-se de que a mesma receberá o socorro imediato, pois isso poderá salvar sua vida.