Crianças que molham a cama: causas e soluções

Crianças que molham a cama: causas e soluções

Os médicos e psicólogos denominaram esse problema com o nome de enurese noturna,  embora todos o conhecemos popularmente como “molhar a cama”. Acontece quando as crianças não controlam suas micções e urinam enquanto dormem. É necessário prestar muita atenção como pais, por isso apresentaremos a solução para as crianças que molham a cama nesse artigo.

O que é a enurese?

Dormir-500x333

Trata-se de uma micção descontrolada das crianças de mais de 4 anos de idade que, embora costume afetar o sono, também se produz durante o dia. Nesta oportunidade falaremos das crianças  que molham a cama, um transtorno frequente e que tem solução.

O controle da micção ou de esfíncteres é um processo natural que vai se desenvolvendo à medida que as pessoas crescem, evoluem, aprendem, etc. Esse mecanismo amadurecido entre os 15 e os 18 meses de idade, segundo vários fatores como, por exemplo, que os pais ensinem para as crianças a irem ao banheiro sozinhos, ir tirando a fralda pouco a pouco, etc.

Depois desse momento, a criança já sabe “fazer xixi” sozinha (ou, pelo menos, está na fase de aprendizagem). Existem diversas técnicas usadas pelos pais para que o seu filho deixe as fraldas, como colocar a roupa interior e que aprendam o que é estar molhado. O pediatra, os livros e as avós (sempre são especialistas) podem ajudar com isso.

criancas-ira-500x333

Se o ensino e o processo de amadurecimento da criança são bem-sucedidos, então, ela passará a “ser grande” e ir ao banheiro como os adultos, comunicando quando sentir o desejo de urinar. Indica-se que,  cerca dos quatro ou cinco anos, a criança já está em condições para controlar essa necessidade fisiológica, para compreendê-la e para não precisar ajuda para evacuar.

Até aí tudo muito bem. O problema aparece quando a criança não aprende depois de muitas tentativas. Sobretudo enquanto está dormindo, “não se dá conta” de que sente vontades de urinar e faz uma regressão a quando era bebê e acredita que ainda está usando a fralda que irá protegê-lo. Entretanto, o resultado são os lençóis e mantas molhadas, o choro, os pesadelos e a preocupação dos pais.

A enurese noturna aparece aos cinco anos aproximadamente, pode ser intermitente ou contínua e, em alguns casos graves, se estender até a adolescência. Há muitas maneiras diferentes de tratar uma afecção dessas características, desde psicológicas até médicas. O problema pode ser resolvido uma vez descobertas as causas e, o principal e mais importante nesses casos, é que os pais não percam a calma, não se zanguem, não castiguem nem gritem aos seus filhos.

Lembre-se que o fato de molhar a cama pode ocasionar muita depressão, vergonha, acanhamento e baixa autoestima na criança e, se os pais a repreenderem, a situação não vai melhorar, todo o contrário. Com paciência, compreendendo as circunstâncias e ajudando o pequeno a aguentar esse momento, sem dúvida o resultado será positivo.

Autonomia-en-los-ninos-500x355

As prováveis causas da enurese noturna são:

  • Bexiga pequena (se a criança for muito ao banheiro durante o dia poderemos perceber isso).
  • Ensino inadequado para usar o banheiro.
  • Estresse, ansiedade, mudanças no lar, separação dos pais, problemas na escola, briga com os irmãos.
  • Iniciar muito cedo ou muito tarde a aprendizagem do controle de micção e esfíncteres.

Questões que devemos considerar se nosso filho molhar a cama

É necessário dar tempo a ele

Se o seu filho tiver 5 anos e urina durante a noite, não corra para o médico se somente aconteceu uma vez. Se ocorrer em reiteradas ocasiões ou todas as noites, então, pode tentar fazer um tratamento, mas até os 8 anos, isso ainda é normal.

Não o culpem, não se zanguem, não façam brincadeiras sobre isso

O castigo não vai ajudar, já que a criança não controla a situação. Não é sua responsabilidade. Isso pode trazer como consequência mais tensão, preocupação, estresse, sensação de desobedecer ou de fracassar como filho. Não volte a pôr fraldas nele.

criancas-3-500x335

Por diversas razões: primeiro, porque devemos fazer com que a criança cresça e amadureça, e não que regrida. Segundo, porque dessa forma ela vai se acostumar a urinar durante a noite sem importar se molhar a cama ou não, e terceiro, porque não se sentirá muito confortável, vai ter vergonha, pode se deprimir, etc.

Não cometa o erro de negar um copo de água

Evitar que consuma água não vai ajudá-lo, mas sim será uma espécie de emplastro que não vai melhorar a situação geral. O objetivo não é que a criança tenha menos vontade de urinar, mas sim que saiba controlar a micção enquanto dorme.

Não acorde seu filho durante a madrugada

Dessa maneira, ele irá ao banheiro “se sentir vontades”, mas isso vai fazer com que a criança (e você também) interrompa o sono e isso não será bom pra ninguém. Será melhor que ele sozinho se dê conta da mensagem sobre urinar e acorde, mesmo estando na etapa mais profunda do sono.

Por último, e como uma reflexão, é bom ter em conta as emoções da criança. Já que está em uma idade que pode contar o que acontece com ela, sem problemas. Ensine-a a confiar em você e a expressar o que sente, por que acha que molha a cama, etc. Faça-a partícipe do tratamento ou das técnicas para que deixe de molhar a cama, entre todos, ajudem a que possa sair dessa situação.