A cúrcuma é tão ou mais eficaz que estes 7 medicamentos

A cúrcuma é tão ou mais eficaz que estes 7 medicamentos

Os efeitos da cúrcuma podem ser muito benéficos no tratamento de várias doenças. No entanto, sempre devemos consumi-la sob prescrição médica e nunca substituir o tratamento com medicamentos receitado pelo especialista.
Cúrcuma melhor que medicamentos

Para diminuir os sintomas de centenas de doenças, foram criados muitos remédios que, inclusive, podem ser adquiridos sem prescrição médica. No entanto, os efeitos de alguns ingredientes naturais, como a cúrcuma, podem ser semelhantes ao destes remédios.

Além disso, ainda que a maioria dos medicamentos seja bastante eficaz e proporcione alívio por horas, eles podem conter substâncias químicas que geram efeitos indesejados quando consumidos em excesso.

Por isso, faz algum tempo que estão sendo promovidas diversas alternativas naturais que, por um preço muito baixo, chegam a ser tão ou mais eficazes do que esse tipo de tratamento convencional.

Como realçamos no início deste artigo, a cúrcuma, uma especiaria muito conhecida por suas aplicações na culinária, é uma dessas alternativas.

Esse ingrediente, originário da mesma família do gengibre, conta com uma incrível riqueza em nutrientes, que podem ser aproveitados para combater diversos problemas.

O mais surpreendente é que já foi demonstrado que ela tem efeitos muito parecidos aos produzidos por vários remédios tradicionais.

Neste artigo, queremos compartilhar os 7 mais importantes, para que você não hesite em incluir a cúrcuma na sua dieta. Conheça-os!

1. Atorvastatina (medicamento para o colesterol)

colesterol_no_sangue

A atorvastatina é um remédio utilizado para controlar os níveis de colesterol no sangue e evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

De acordo com uma pesquisa publicada em 2008 na revista Drugs in R & D, os compostos da cúrcuma têm um efeito que se compara ao deste medicamento, usado na disfunção endotelial, patologia que leva à aterosclerose.

Segundo os dados, essa especiaria diminui a inflamação e o estresse oxidativo, que pioram nos pacientes com diabetes tipo 2.

Veja também: Os 10 melhores alimentos para desobstruir as artérias e proteger o coração

2. Corticoides

Milhares de pessoas recebem, a cada ano, injeções de corticoides para tratar a inflamação associada a doenças como artrite ou câncer, entre outras.

Uma pesquisa publicada na revista Phytotherapy Research descobriu que a curcumina, o composto ativo da cúrcuma, funciona da mesma forma que esse tipo de medicação para a doença inflamatória do globo ocular.

Além disso, pesquisas posteriores também encontraram benefícios semelhantes para outras doenças inflamatórias tratadas com esteroides.

3. Antidepressivos

depressao

Os antidepressivos, como o Prozac e o Paxil, desencadeiam graves efeitos colaterais que, de fato, pioram os sintomas de depressão em algumas pessoas.

Mas, para que recorrer a eles se podem ser substituído pela cúrcuma?

A curcumina, seu antioxidante mais poderoso, o torna uma alternativa para aliviar os sintomas depressivos, com a vantagem de não produzir efeitos colaterais.

4. Anticoagulantes

Os pacientes com risco de sofrer ataques do coração ou problemas circulatórios precisam tomar anticoagulantes como método preventivo.

No entanto, todos poderiam se beneficiar do consumo da cúrcuma, já que ela tem efeitos parecidos aos da aspirina, o medicamento mais utilizado para fluidificar o sangue.

Os compostos ativos desta especiaria têm efeitos moduladores antiplaquetários e prostaciclinas que podem ser empregadas no tratamento da trombose vascular e da artrite.

5. Anti-inflamatórios

alivia_a_artrite

As doenças que causam dor e inflamação também podem ser tratadas com este ingrediente natural, ao invés dos remédios tradicionais, que podem causar efeitos negativos a médio e longo prazo.

Estudos demonstram que a cúrcuma possui propriedades anti-inflamatórias e antiproliferantes tão potentes como as de medicamentos como:

  • Aspirina
  • Ibuprofeno
  • Naproxeno
  • Diclofenaco
  • Indometacina
  • Dexametasona
  • Celecoxibe
  • Tamoxifeno

6. Medicamentos da quimioterapia

Durante anos, acreditava-se que os medicamentos da quimioterapia eram alguns dos poucos eficazes para tratar o câncer.

No entanto, vários estudos têm demonstrado que a curcumina funciona da mesma forma ou melhor que a oxaliplatina, um dos remédios usados contra esta doença.

A administração de uma pequena dose diária funcionaria como agente antiproliferativo em linhagens celulares colorretais.

7. Remédios para a diabetes

medicamentos_para_diabetes

Pacientes com diabetes obtêm muitos benefícios ao incorporar esta poderosa especiaria à sua alimentação.

Uma publicação na revista Biochemistry and Biophysical Research Community revelou que seu consumo funciona até cem mil vezes melhor que a metformina na absorção da glicose.

Além disso, a curcumina ajuda a evitar o excesso de produção de glicose no fígado, da mesma forma que a maioria dos medicamentos com esta finalidade.

Para levar em conta!

Todos esses efeitos da cúrcuma foram comprovados através de pesquisas científicas. No entanto, devemos esclarecer que ela não deve ser usada como substituto dos medicamentos receitados pelo médico, a menos que ele o permita.

Como não produz efeitos colaterais graves, pode ser incluída na dieta regularmente, desde que em porções moderadas.

Em adultos, a dose máxima é de 5 gramas ao dia.