Dente de leão, o grande purificador do nosso corpo - Melhor Com Saúde

Dente de leão, o grande purificador do nosso corpo

O dente de leão nos ajuda a eliminar líquidos e evitar sua retenção. Suas raízes, tostadas e moídas, podem funcionar como um substituto do café, sem cafeína nem estimulantes.

O dente de leão é um grande purificador que elimina as toxinas acumuladas no corpo devido a má alimentação, maus hábitos, sedentarismo etc.

Apresentaremos todas as propriedades desta planta, que todos devem tomar por um tempo e, especialmente, aqueles que sofrem de hipertensão, gota, retenção de líquidos, problemas de pele, entre outros. É comestível e pode substituir o café.

Também conhecida como chicória amarga, e em latim como Taraxacum officinale, ela cresce naturalmente na beira de muitos campos e jardins, e é caracterizada pelas folhas dentadas e flor amarela. Muitas pessoas não sabem que a planta silvestre tão acessível pode ajudá-los a melhorar sua saúde. Explicaremos seus usos e propriedades.

diente-de-leon-NjuTIKA

Benefícios para a saúde

Entre outros componentes, a planta contém vitaminas A, B e C, ácido fólico, potássio, silício, ferro e taninos, e suas principais propriedades são:

• É depurativa: elimina as toxinas do corpo, sendo especialmente recomendada para problemas de saúde que precisam eliminar toxinas, como o colesterol, ácido úrico ou gota, diabetes, pedras nos rins etc.

• É diurética: ajuda a eliminar e prevenir a retenção de líquidos. É adequada para casos de obesidade por excesso de líquidos (pessoa inchada).

• É hepatoprotetora: protege fígado e vesícula biliar, estimulando naturalmente a sua função, por isso é eficaz nos casos de hepatite.

Melhora a função renal, facilitando a urina e prevenindo cistite e uretrite.

Melhora a digestão e abre o apetite, sendo ideal para casos de inapetência ou anorexia.

• Atua como laxante suave.

• Melhora a condição da pele em problemas como espinhas, acne, urticária, psoríase etc., e a cicatrização de feridas.

• Acalma os problemas dos membros circulatórios pelo seu teor de tanino. Por isso, é útil em casos de varizes e hemorroidas.

• Mantém cabelo e pele saudáveis, graças ao seu teor de silício.

• É um excelente remédio para prevenir e tratar a anemia, pelo seu teor de ferro.

Como o tomamos?

  • A forma mais comum é infusão, fervendo as folhas e a raiz da planta. Tomar até três xícaras por dia, mantendo por um período de um a três meses, dependendo da cura pretendida.
  • Extrato: podemos comprar diretamente o extrato de herboristas e algumas lojas de produtos dietéticos. Tem as mesmas propriedades que a infusão, mas é mais concentrado e permite uma limpeza mais profunda dos problemas saúde mencionados anteriormente. É possível também colocar o extrato em uma garrafa de água para ingerir durante o dia e, assim, melhorar as propriedades diuréticas.
  • Muitas pessoas não sabem que esta planta silvestre é comestível. Pode-se acrescentar suas folhas em saladas, omeletes ou até mesmo fazer um molho pesto, misturando-as com outras plantas, como manjericão ou rúcula. Vale ressaltar que tem um sabor levemente amargo, o que confirma suas propriedades hepáticas, por isso não deve ser adicionada em grande quantidade.
  • Uma receita muito curiosa é colher seus botões florais fechados e colocá-los em vinagre, para depois acrescentá-los também a saladas e surpreender com seu delicioso sabor.

diente-de-leon-fturmog

  • O outro nome dessa planta, chicória, remete ao seu uso como substituto do café. Para isso, usar as raízes da planta, torradas e moídas. Ao contrário do café, não contém cafeína ou outros estimulantes.
  • Para problemas de pele, escolher as folhas tenras e esmagá-las num pilão, aplicando-as diretamente na pele como cataplasma e deixando-as descansar por meia hora.
  • Finalmente, é possível preparar banhos locais com a decocção da planta, muito úteis para aliviar hemorroidas e varizes.

Recomendamos sempre consultar um médico ou terapeuta antes de realizar qualquer tratamento com fitoterápicos, já que esses podem ter contraindicações ou alguns efeitos colaterais ao serem consumidos em excesso.