Como detectar se temos estrogênio demais

Como detectar se temos estrogênio demais

O excesso de estrogênio pode provocar enxaquecas e dores articulares, além de grandes alterações de humor em função do nosso ciclo hormonal, bem como menstruações irregulares e dolorosas
Como detectar se temos estrogênio demais

 Os estrogênios são um grupo de hormônios que desempenham um importante papel no desenvolvimento normal reprodutivo e sexual das mulheres. Também têm influência em questões tão importantes como o trato urinário, o sistema cardiovascular, os ossos, as mamas, o cérebro, a musculatura pélvica, o cabelo ou as unhas.

É fundamental ter um nível adequado de estrogênio para garantir a boa saúde de todos os órgãos. Neste artigo explicamos como detectar se temos estrogênio demais no nosso organismo e como o podemos equilibrá-lo.

Ciclos irregulares e dolorososCiclos-irregulares-e-dolorosos-por-causa-doos-estrogenios

Muitas mulheres sofrem frequentemente de menstruações dolorosas e de ciclos irregulares. Ainda que os médicos não tendam a considerar estas perturbações como uma questão grave, o certo é que elas condicionam muito a vida das mulheres, que se perguntam por que sofrem e se existirá alguma solução.

Uma das causas mais habituais desses transtornos menstruais é o nível elevado de estrogênio, de modo que essa pode ser a primeira pista.

Ver também: Meu metabolismo mudou. O que posso fazer para reativá-lo?

Hérnia de hiato e azia

As mulheres que têm níveis de estrogênio elevados, por exemplo, durante a gravidez ou enquanto tomam a pílula anticoncepcional, podem sofrer temporariamente de uma debilidade no músculo do hiato esofágico, que provoca azia e, também, refluxo.

E, geralmente, podem sofrer com problemas digestivos, pois o estrogênio também bloqueia a eliminação da bílis, especialmente, se a alimentação não for a adequada.

Pílula anticoncepcionalPilula-anticoncepcional-e-estrogenios

Se estivermos tomando a pílula anticoncepcional há muito tempo, é possível que nossos níveis de estrogênio estejam elevados, já que são um dos hormônios que esta contém.

E quanto mais tempo tomarmos anticoncepcionais, maior será a alteração no equilíbrio hormonal de nosso organismo.

Ansiedade e irritabilidade

Estes transtornos nervosos e emocionais são também sintomas de um nível elevado de estrogênio. Mas é verdade que podem se dever a muitos outros motivos e, por isso, deveremos ter em conta as outras pistas que citamos.

Nestes casos, notaremos muitas alterações em nosso sistema nervoso segundo os ciclos hormonais, ou seja, durante a ovulação e nos dias anteriores, durante e  depois da  menstruação.

Dificuldades para engravidar

Se estivermos tentando ficar grávidas há mais de um ano, e ainda não conseguimosuma das possíveis causas pode ser o estrogênio elevado. E isso nós podemos confirmar se, anteriormente, nossas menstruações eram irregulares e dolorosas e, mais ainda, se tomávamos a pílula anticoncepcional.

Prisão de ventre

prisão de ventre, um dos problemas mais habituais de nossos dias, além de ser uma fonte potencial de doenças a longo prazo, também pode estar relacionada com os níveis elevados de estrogênios.

Mas existe uma pista que nos ajuda a confirmar se essa é a causa: se os únicos dias em que não temos dificuldades para evacuar são, especialmente, aqueles antes e durante a menstruação, já que esse é o momento em que os níveis de estrogênio descem de forma natural.

Pelo contrário, uma vez finalizada a menstruação, a prisão de ventre volta a aparecer sem causa aparente.

Enxaquecas e dores articulares

Outro dos sintomas de excesso de estrogênio é a ocorrência frequente de dores de cabeça, tipo enxaqueca, e dores nas articulações. Com o tempo, podemos notar uma melhoria, se realizarmos algum tratamento específico, mas não desaparecem.

Recomendamos que leia: Como tratar a enxaqueca de maneira natural?

Consumo elevado de sojaAlto-consumo-de-soja-e-estrogenios

Muitas mulheres consomem muitos produtos produzidos com soja porque nas últimas décadas se recomendou o seu consumo. Contudo, a soja contém altos níveis de fito-estrogênios, estrogênios de origem vegetal.

A maioria das mulheres que seguem dietas vegetarianas tende a abusar deste alimento, que hoje em dia não é uma opção muito saudável, já que é, em sua maioria, transgênica.

Como reduzimos o nível?

Para diminuir o nível de estrogênio de maneira natural, devemos seguir os seguintes conselhos:

  • Reduzir ou eliminar o consumo de trigo, açúcar, carne vermelha, leite de vaca, leite de soja, café, bebidas açucaradas e adoçantes artificiais.
  • Evitar o tabaco e o álcool.
  • Tomar, de tempo em tempo, um suplemento à base de vítex agnocasto, uma planta medicinal que reduz os estrogênios.
  • Adicionar uma maçã à nossa alimentação, por exemplo, em batidas ou sucos pela manhã.
  • Cuidar do fígado com remédios naturais.