Como detectar os possíveis sintomas de câncer colorretal?

Como detectar os possíveis sintomas de câncer colorretal?

Ainda que os sintomas do câncer colorretal possam ser confundidos com outras doenças menos graves, se apresentarmos vários deles de forma simultânea é importante consultar um especialista para obter um diagnóstico precoce.
Detectar o câncer colorretal

O câncer colorretal, ou câncer de cólon, ocorre no intestino grosso ou em sua parte final, conhecida como reto.

É possível que o câncer colorretal não apresente nenhum sintoma em suas etapas iniciais, por isso é importante conhecê-los bem e também fazer exames periódicos se tivermos uma maior predisposição a desenvolvê-lo por questões genéticas.

Neste artigo iremos explicar como é possível detectar os possíveis sintomas deste câncer para que você possa tratá-lo de forma precoce.

Por que devemos conhecer os sintomas?

Em alguns países, o câncer colorretal é uma das principais causas de mortalidade por câncer. No entanto, as taxas de cura também são elevadas, sempre que o diagnóstico adequado seja recebido a tempo.

A antecedência na hora de diagnosticar e tratar de maneira adequada o câncer é fundamental, já que este tipo da doença costuma surgir sob a forma de pólipos benignos.

intestino

Fatores de risco

Há alguns fatores que aumentam as possibilidades de desenvolver esta doença, e que devemos levar em conta tanto para prevenir quanto para realizarmos, de maneira regular, os exames necessários para detectar o seu possível surgimento.

  • Ter mais de 60 anos de idade
  • Sofrer pólipos colorretais
  • Ter transtornos intestinais de maneira crônica, como a doença de Crohn ou a colite ulcerativa.
  • Uma má alimentação, com altas quantidades de carne vermelha e carnes processadas, gorduras prejudiciais e pobre em alimentos integrais.
  • Cigarro e álcool.
  • Diabetes.
  • Sedentarismo
  • Sobrepeso
  • Antecedentes pessoais ou familiares.

Sintomas do câncer colorretal

  • Mudanças nos hábitos de evacuação. De repente a pessoa pode começar a ter diarreia ou prisão de ventre sem um motivo aparente e ser ter mudado nada na alimentação. Também pode ser alterado o diâmetro das fezes.

Para ter este sintoma em conta, devemos notar a mudança durante vários dias seguidos, sem identificar uma melhoria nos mesmos.

  • A sensação de ter uma necessidade de evacuar que não desaparece mesmo depois de ter feito isso.
  • Sangramento na região do reto ou nas fezes (costuma ser um sangue escuro, quase preto). Este sintoma, com o tempo, pode provocar anemia, a qual também pode ser um indicador a levar em conta.
  • Dor na região abdominal na forma de cólicas.
  • Fraqueza e esgotamento sem que seja realizado nenhum esforço concreto para isso.
  • Perda de peso sem um motivo aparente

sintomas-do-cancer-de-colon

O que devemos fazer?

Antes de nos alarmarmos, devemos levar em conta que todos estes sintomas também podem ser decorrentes de outras questões de saúde menos graves e importantes, por isso é fundamental ir ao médico o antes possível, mas sem nos sentirmos angustiados com o assunto.

Também devemos prestar mais atenção a qualquer transtorno intestinal se temos familiares que sofreram com o câncer colorretal, ou se nós mesmos já tivemos algum outro câncer anteriormente.

Alimentação preventiva

Podemos seguir alguns conselhos simples que nos ajudarão a reduzir o risco de sofrer de câncer colorretal e muitas outras doenças, já que um intestino que não funciona de maneira correta sempre estará sujeito a doenças crônicas ou degenerativas.

As fibras são imprescindíveis para prevenir problemas intestinais. Elas estão presentes em alimentos não refinados, como os integrais, e antigamente eram considerados produtos de pessoas humildes, mas a realidade é que eram muito mais saudáveis do que os processados.

As fibras são encarregadas de ajudar a limpar o intestino para evitar que se acumulem depósitos de toxinas que, posteriormente, poderiam chegar ao sangue. Por este motivo, é fundamental aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras:

  • Frutas e verduras. Sempre que forem orgânicos podemos ingeri-los com a casca, que costuma ser muito rica em fibras.
  • Cereais integrais
  • Leguminosas
  • Frutos secos e sementes
  • Cogumelos
  • Algas
  • Psílio
  • Spirulina

Também é importante destacar que, se aumentarmos o consumo de fibras, também teremos que beber mais água fora dos momentos das refeições, pelo menos um litro e meio diariamente.

Além disso, nos primeiros dias podemos notar um pouco de prisão de ventre, mas ela passará quando o intestino se acostumar. Podemos solucionar este problema com um enema natural.

Alimentacao-preventiva-500x334

Suplementos preventivos

Também existem alguns suplementos naturais que reduzem o risco de desenvolver o câncer colorretal:

  • Cálcio
  • Vitamina D: imprescindível para assimilar bem o cálcio
  • Ácido fólico ou vitamina B9
  • Magnésio
  • Selênio

Os suplementos só devem ser ingeridos sob supervisão profissional, principalmente se temos algum problema de saúde ou tomamos algum tipo de medicamento regularmente.