Dicas para que o estresse não te engorde - Melhor com Saúde

Dicas para que o estresse não te engorde

O consumo de chocolate amargo e com cacau entre 70% e 90% reduz os hormônios do estresse, alivia a fadiga e nos proporciona magnésio.

estresse é uma realidade e está presente em nossas vidas diariamente. Às vezes, quando se torna crônico, é comum que nosso corpo comece a sofrer mudanças: os níveis de cortisol e insulina aumentam e, frequentemente, aumente o nosso apetite hedônico, ao comermos por prazer.

Os nossos ancestrais, diante situações que levavam ao estresse, também sofriam o ganho de calorias e acumulavam gorduras, mas a situação deles era muito diferente: desenvolviam uma resposta de “fuga” ante uma situação de perigo e, durante, necessitavam dessa reserva de energia.

Nós, por outro lado, não podemos fugir dos nossos trabalhos ou responsabilidade, do modo que sempre estamos recorrendo à comida para obtermos um momento de prazer. Sentimos também como o nosso organismo, apesar de saciado, nos estimula a ingerir determinados produtos.

Devemos mencionar ainda que nem todo mundo engorda perante uma situação de estresse, existem pessoas que perdem peso.

Porém, o mais habitual, sem dúvidas, é ganhar alguns quilos, iniciando, desta maneira, um problema de saúde que devemos saber como deter. Nesse artigo, te daremos algumas explicações.

 Por que quando nos estressamos, engordamos?

estresse1

O estresse é um sinal do corpo que nos indica que algo a nossa volta não vai bem e se trata de uma ameaça para nós: nos estimula, de alguma maneira, a dar um tipo de resposta.

Os nossos antepassados viviam em constantes riscos para sua vida os quais tinham que saber detectar para evitá-los e, consequentemente, sobreviverem.

Atualmente, esta sensação de perigo, de estresse, já não está associada a estes mesmos estímulos de aspecto físico, tratam-se, na maioria das vezes, de aspectos psicológicos: um problema na família, no trabalho etc.

O estresse, portanto, causa mudanças muito significativas em nosso organismo, sendo, precisamente, o aumento de peso uma delas. Para entendermos melhor, vejamos:

  • O córtex suprarrenal é estimulado para produzir o hormônio cortisol.
  • Este hormônio, o cortisol, produz a liberação de gorduras e glicoses a partir do tecido adiposo para a corrente sanguínea.
  • A insulina, hormônio responsável por levar a glicose da corrente sanguínea para as cédulas a fim de armazená-la, pára para fazer com que as gorduras e a glicose do sangue fiquem disponíveis para serem fonte de energia aos tecidos que as necessitarem.
  • A ativação basal do sistema nervoso simpático se eleva, em especial, nas pessoas com diabete, provocando casos de obesidade em situações de estresse.
  • Sentimos mais desejo para consumir os chamados “alimentos reconfortantes”, ricos em gorduras e açúcares. São alimentos que atuam como entorpecentes para o cérebro e que tendem a relaxar a ansiedade e o estresse.
  • O estresse no trabalho, em particular, se associa, por exemplo, ao consumo da fast food. Às vezes, é comum, enquanto se trabalha, comer alimentos processados.

Evite engordar devido ao estresse

abacate

A principal medida a ser tomada é sem dúvida resolver a nossa situação de estresse, saber identificar as fontes e lidar com o problema de modo adequado.

Estabelecer um balanço entre a nossa vida pessoal, sabendo identificar as prioridades, nos ajudará a enfrentar pouco a pouco a nossa realidade. Esse é o primeiro ponto a ser superado, mas observemos, agora, com quais outros pontos devemos saber lidar para evitar que o estresse nos leve a ganhar peso.

Identifique em quais momentos você sente ansiedade para comer

Tratá-se da capacidade de entender a sua fome. É importante que comamos em horários regulares.

O café da manhã é fundamental e reservaremos para o jantar algo mais leve. Quando sofremos com o estresse, é comum, em determinados momentos, que o nosso cérebro nos estimule a comer, já que sente a necessidade de reduzir a ansiedade por meio da comida e, desse modo, obtém prazer e relaxa.

Tente identificar quando isso ocorre com você: antes de entrar no trabalho? Quando chega em casa? Identificar esses momentos é um modo de controlá-los. Evite, antes de mais nada, a comida industrializada, os açúcares, as gorduras. Tente substitui-los pelos alimentos que te indicaremos em seguida. 

Alimentos que reduzem o estresse

Talvez você se surpreenda, mas existem alimentos que te ajudarão a reduzir o estresse e a controlar seu peso. Sempre que possível, busque adicioná-los em suas refeições:

Abacate

O abacate possui em sua composição alguns nutrientes essenciais que ajudam a reduzir os hormônios do estresse, regula a pressão arterial e oferece uma sensação de saciedade. Procure comer um abacate por dia, seja como seu lanche da tarde ou em suas saladas.

Chá verde

cha-verde

Graças aos seus antioxidantes: polifenóis, flavonoides e catequinas, o chá verde favorece a eliminação de gorduras e o mais interessante, impede a produção de uma substância inflamatória que provoca a fome, acelerando também o metabolismo.

Além disso, o chá verde acalma o nosso organismo e o nosso cérebro e regula as nossas funções básicas. Ele pode ser tomado até 3 vezes ao dia, mas, é claro, sem a adição do açúcar.

Mirtilo

Outro excelente antioxidante. É um aliado para o nosso sistema digestivo, rins e bexiga, mas, além disso, tem excelentes propriedades para regular o estresse.

Nozes

As nozes são uma fonte essencial de ômega 3. Esse ácido graxo é muito benéfico, visto que é um ativador cerebral e redutor de colesterol. São perfeitas para serem consumidas nos intervalos das refeições e para controlar o estresse.

Arroz integral

O arroz integral é uma fonte maravilhosa de Vitamina B. Busque, sempre que possível, adicioná-lo às suas refeições. Quando o nosso organismo obtém uma boa dose de vitamina B, ficamos menos vulneráveis ao estresse.

Chocolate preto

chocolate-preto

Pode parecer surpreendente, mas em situações de estresse, consumir chocolate preto, amargo e com porcentagem de cacau entre 70% e 90% é muito benéfico: alivia o cansaço, é uma fonte de magnésio e o mais importante, reduz os hormônios do estresse.

Porém, é claro, você pode consumir até dois pedaços ao dia, e quando o fizer, coma-os devagar estimulando a salivação.