Dissolver pedras no rim com chá de quebra-pedra - Melhor Com Saúde

Dissolver pedras no rim com chá de quebra-pedra

A erva-pimenteira é um remédio muito eficaz para eliminar os cálculos renais e outras obstruções do sistema urinário. A dose que vamos consumir irá depender da condição que quisermos tratar.

A quebra-pedra é uma erva selvagem que tem sido usada durante centenas de anos por diferentes civilizações para dissolver pedras nos rins. Neste artigo, você vai aprender a dissolver cálculos renais com a erva quebra-pedra, um remédio caseiro milenar.

Características da planta “quebra-pedra”

Esta planta selvagem se adapta a todos os tipos de solo até 3 mil metros acima do nível do mar. É abundante nas florestas ou áreas tropicais, como o Amazonas, Bahamas, sul da Índia e China. Tem sido usada por várias gerações pelo seu poder de dissolver ou até eliminar as pedras, tanto dos rins quanto da bexiga.

A planta não tem mais do que 60 centímetros de altura e seus frutos medem 3 milímetros de diâmetro, lugar onde se ”escondem” suas propriedades. A história da erva quebra-pedra na medicina natural é bastante longa. É usada na América do Sul e Ásia para várias finalidades, como por exemplo, auxiliar no combate de doenças no fígado (como icterícia), infecções bacterianas como a cistite ou  prostatite e do trato urinário.

É recomendada para doenças sexualmente transmissíveis, hepatite, tuberculose, gripes e resfriados (entre outras doenças virais). Também pode ser utilizada para reduzir os sintomas de diabetes, hipertensão e anemia.

Cálculos renais

Os poderes desta erva selvagem têm sido estudados e analisados por cientistas do mundo todo. A medicina tradicional chinesa a recomenda como um hepatoprotetor, especialmente em pessoas que tiveram hepatite B ou sofrem de cirrose.

A erva quebra-pedra é consumida em forma de chá ou infusão. Para cada litro de água fervendo utiliza-se cerca de 40 gramas da erva seca. Em seguida, é só esperar que esfrie para coar e está pronto para consumir.

O sabor pode ser um tanto amargo, por isso, é aconselhável adoçar com um pouco de mel. No caso de pedras nos rins, é recomendado consumir três copos deste chá por dia durante um mês, mesmo que as pedras tenham sido expulsadas. O mesmo vale para pacientes com cálculos na bexiga.

Mais benefícios da erva quebra-pedra

Mesmo que seu nome indique sua utilização para uma única finalidade, como dissolver as pedras, o fato é que possui muitas propriedades, valendo a pena seu consumo para evitar, reduzir ou curar algumas doenças.

Cálculos biliares

As principais vantagens da erva quebra-pedra é que ela elimina todos os tipos de obstruções que podem aparecer no trato urinário, erradicando quase que por completo cálculos e pedras. Entretanto, também serve para:

  • Reduzir inflamações e espasmos.
  • Auxiliar no aumento da micção (recomendado para quem sofre de insuficiência renal).
  • Alivia todos os tipos de dores, especialmente na parte inferior do abdômen (por exemplo, para mulheres em determinada época de seu ciclo menstrual).
  • Reduz a febre (não se deve administrar em crianças menores de 5 anos de idade).
  • Protege e desintoxica o fígado.
  • Tem um efeito laxante leve, porém com um grande poder diurético.
  • Mata vírus e bactérias.
  • Elimina lombrigas do intestino.
  • Reduz a pressão arterial, além dos níveis de açúcar e colesterol no sangue.
  • Ajuda na digestão.

Como consumir a erva quebra-pedra?

Segundo o que queremos aliviar ou a propriedade que precisamos da erva, é que determinaremos a forma de consumi-la, más é bom saber que podemos usá-la em sua totalidade, pois tanto seus talos, flores, raízes e frutos são medicinais.

Devidamente indicado para tratar cálculos nos rins ou na bexiga, preste atenção nas seguintes proporções para cada patologia:

  • Em casos de certos tipos de câncer, pode reduzir o avanço dessa doença e ajudar a suportar melhor os efeitos da quimioterapia. Para isso, aconselha-se consumir uma infusão feita com 40 gramas da planta (seca) em um litro de água. Beber três copos por dia.
  • Para aqueles que têm colesterol alto, fazer uma decocção com as folhas e beber duas vezes por dia.
  • Para quem sofre de cólicas, cozinhar a raiz e beber várias vezes ao dia enquanto durar os quadros de dores ou desconforto. Serve também para pessoas diagnosticadas com alguma afecção hepática.
  • Os diabéticos devem fazer uma decocção da planta inteira e beber duas vezes ao dia, a primeira dose em jejum e a segunda antes de dormir.
  • Em casos de hepatite, preparar uma infusão com 20 raízes de quebra-pedra em dois litros de água e deixar ferver por meia hora. Espere até esfriar e está pronto para beber. Beba todos os dias até que a cor amarelada da pele desapareça.
  • Para pacientes com infecções urogenitais, deve-se fazer uma decocção da planta inteira e beber três xícaras por dia durante quatro semanas. O mesmo vale para casos de malária, nefrite e litíase.
  • Se quiser aproveitar todas as propriedades diuréticas da planta, recomenda-se fazer um chá com um punhado de folhas frescas por cada litro de água e beber um copo antes de cada refeição principal.
  • Esta planta também pode ser usada de forma tópica (externa) quando há alguma inflamação nos olhos. Nesse caso, deve-se moer bem a planta por completo com cinco gotas de óleo de rícino. Coloque uma gota em cada olho, aplicando uma pela manhã e a outra à noite.