Dor ao urinar: causas e sintomas - Melhor Com Saúde

Dor ao urinar: causas e sintomas

A disúria é a dor e o ardor que se produz ao urinar, o qual quase sempre está indicando que existe uma infeção no trato urinário. Suas causas podem ser variadas e, em certos casos, apresenta mais frequência com o ato de urinar.

Essa é uma doença muito comum que afeta com maior frequência as mulheres jovens e sexualmente ativas. Também pode afetar mulheres grávidas, pessoas com diabetes e com qualquer tipo de doença na bexiga.

Essas infecções do trato urinário são menos frequentes nos homens. Quando eles sofrem dores ao urinar, podem ser causadas por uma uretrite ou por algumas doenças relacionadas com a próstata.

Infecciones-vaginales

Quais são os sintomas?

Os sintomas que produzem dor ao urinar costumam ser diferentes entre mulheres e homens, mas ambos podem sofrer um forte ardor ou irritação quando começam a urinar ou, muitas vezes, as dores podem vir ao finalizar.

Quando a dor é sentida no início, isso indica que existe uma possível infecção no trato urinário; se, ao contrário, o incômodo é percebido ao finalizar a urina, pode-se tratar de um problema muito sério na bexiga ou na próstata.

Em algumas mulheres, a dor que sofrem pode ser interna causada pela infecção do trato urinário, mas, em outros casos, é externo e é provocado pela inflamação ou irritação da pele.

Quais podem ser as causas?

A infecção da uretra, da bexiga ou dos rins é um dos principais sintomas de quem sofre de disúria ou dor ao urinar. O tipo de infecção mais comum é a cistite, que é a infecção na bexiga; a pielonefrite ou infecção nos rins. Também pode ser causada por doenças sexualmente transmissíveis.

Cistitis_FB

Outras das suas possíveis causas

  • Trauma. Esse pode ser causado por uma lesão local ou uma irritação devido à colocação de um cateter ou no contato sexual.
  • Obstruções ou má formação anatômica.
  • Lesões. Pode existir alguma lesão nas genitálias externas.
  • Irritação externa. Basicamente causada por higienizações vaginais realizadas com muita frequência ou a aplicação de algum produto.
  • Efeitos hormonais.
  • Doenças neurológicas.
  • Câncer de rim, bexiga, vagina e vulva.
  • Condições que afetem o sistema imunológico
  • Cálculos renais ou da bexiga
  • Doenças sexualmente transmissíveis
  • Alguns medicamentos, como podem ser os que se utilizam no tratamento do câncer. Infelizmente, esses produtos provocam efeitos colaterais, como, evidentemente, a irritação da bexiga.
  • Infecção renal, na vagina ou por leveduras na vagina. 

Como é feito o diagnóstico?

O médico revisa o histórico clínico do paciente e realiza algumas perguntas sobre a frequência ao urinar, além de buscar saber se já apresentou os sintomas anteriormente.

Pode ser feito um exame abdominal, mais um das genitálias externas. Nas mulheres requer um exame ginecológico.

Além disso, solicita-se um exame de urina, o qual será enviado ao laboratório para ser examinado com um microscópio e, assim, verificar ou descartar a presença de sangue. Também procederá a realização da coleta do exame de urina para ver se as bactérias aumentam, de tal maneira que se possa confirmar se há uma infecção bacteriana e  identificar as bactérias que causam a infecção.

Tratamento para a disúria

O tratamento mais recomendado é o que se faz à base de antibióticos, mas é importante antes conhecer as causas que provocaram a infecção. Em todos os casos, é recomendável beber muita água, já que, dessa forma, pode-se reduzir bastante o mal estar que provoca a dor ao urinar.