É normal suar enquanto dormimos? - Melhor Com Saúde

É normal suar enquanto dormimos?

O consumo de determinados medicamentos pode aumentar nosso ritmo cardíaco e fazer com que os vasos sanguíneos da pele se dilatem. Como consequência, pode ocorrer a transpiração.

Suar é um mecanismo de resfriamento natural do corpo e, geralmente é ativado em ambientes com altas temperaturas ou quando praticamos algum tipo de exercício físico. No entanto, esse fator ocorre em determinadas situações, como, por exemplo, em uma academia que o esperado é suar com os exercícios, porém, suar durante o sono pode ser desconfortável e alarmante. Embora possa haver muitas razões para a transpiração durante a noite, aprender a reconhecer os sintomas que o provoca te ajudará a entender esta condição.

Por que suamos enquanto dormimos?

Ninguém gosta de acordar em uma poça de suor no meio da noite, e para encontrar a possível causa dos suores noturnos é importante considerar todas as variáveis ​​possíveis. O primeiro e mais óbvio que temos de levar em conta é a temperatura e o conforto geral do ambiente de sono, ou seja, o nosso quarto. O calor não é o único fator ambiental que pode causar suores noturnos; a umidade também pode desempenhar um papel significativo. Outros possíveis contribuintes para os suores noturnos podem ser: pijama, cobertores pesados, um colchão velho que pode causar desconforto ou até um ambiente com ruídos.

Outro fator importante e que pode estar associado aos suores frequentes é a saúde em geral. Você mudou a dieta? Sente-se cansado(a)? Os sintomas de gripe, por exemplo, incluem febre, que é uma resposta normal à infecção. Suores noturnos pode ser uma febre associada a sintomas de gripe ou resfriado durante uma ou duas noites, mas, para além disso, poderá ser algo mais sério.

Gripe

Uma das causas mais comuns de suores noturnos nas mulheres está associada à menopausa, decorrentes das alterações hormonais no corpo. A queda súbita na produção de estrogênio pode causar confusão no hipotálamo, fazendo com que a temperatura da pele de uma mulher aumenta em até 6 graus quase que instantaneamente. [Fonte: Breastcancer.org].

Inclusive nem todos os homens estão livres desses sintomas. Alguns homens que sofrem de deficiência de testosterona ou que estão tomando medicamentos que bloqueiam a testosterona podem ter efeitos semelhantes. A maioria dos homens não admitirá que estejam enfrentando ondas de calor, mas a privação de andrógeno pode causar suores noturnos. [Fonte: Harvard Medical School].

Quais outros sintomas nos faria suar?

suor excessivo

Muitos medicamentos podem aumentar a frequência cardíaca e provocar o dilatamento dos vasos sanguíneos na pele, o que poderia também causara transpiração excessiva. Antipiréticos ou medicamentos febre redução são os mais comuns. Ao perceber os sintomas da gripe, muitas pessoas tomam aspirina, etc., mas mesmo que estes medicamentos sejam eficazes na redução da febre, também podem causar suores noturnos. Outros medicamentos que podem causar suores noturnos são os antidepressivos [Fonte: Academia Americana de Médicos da Família].

Doenças infecciosas, como a tuberculose e a AIDS, também são conhecidas por provocar suores noturnos. A febre persistente, que é muitas vezes acompanhada de suores noturnos, e normalmente comuns entre as pessoas com HIV. Doença de Hodgkin, um tipo de linfoma, é outra doença infecciosa que muitas vezes provoca febre e suor noturno em pacientes.

O consumo de álcool durante a noite também é um fator pelo qual algumas pessoas suam enquanto dormem. Ingerir um copo de vinho antes de dormir pode ajudar a adormecer, porém, estudos têm demostrado que o sono induzido pelo álcool é menos repousante e pode provocar dores de cabeça e suores noturnos. [Fonte: Academia Americana de Médicos da Família].

Outro possível fator que pode causar o suor noturno é a ingestão de comida picante. Embora não cause um desconforto imediato ao comer, durante a digestão desses alimentos picantes, o que pode ocorrer é o aumento da temperatura da sua pele. Os médicos também descobriram que a cafeína pode acentuar a transpiração em pessoas que suam excessivamente. [Fonte: Medcenter].

Algumas pessoas também têm uma doença chamada hiperidrose, que causa transpiração excessiva durante o dia e a noite. Se você já descartou todas as outras possíveis causas de suores noturnos, nesse caso, então você pode estar sofrendo de hiperidrose e deve agendar uma consulta com o seu médico. [Fonte: Mayo Clinic].

Soluções naturais para o suor noturno

Dormir

A primeira e mais óbvia é estar atento (a) ao termostato. Enquanto a maioria dos médicos recomenda uma temperatura para dormir entre 18-22 graus, o melhor mesmo é encontrar a temperatura adequada e que nos agrade no ambiente de sono. Se seu companheiro (a) tem preferências de temperaturas diferentes da sua, procure adaptar-se e tente usar roupas de cama que te mantenha em uma temperatura agradável. [Fonte: WebMD].

Evitar momentos de estresse e ansiedade também é uma boa ideia porque podem provocar suor excessivo. Nervosismo e ansiedade são causas comuns de suor excessivo, tanto de dia como de noite. Então, se você vai se casar ou tiver uma entrevista de emprego, é comum que ocorra a sudorese um pouco mais do que o habitual. Mas se os suores noturnos continuarem por semanas após o “grande” dia, você deve procurar seu médico.

Homens que sofrem de suores noturnos que são associados a andropausa (menopausa masculina), podem tomar chá de cohosh preto ou algum tipo de suplemento de cohosh preto. O cohosh preto é uma planta nativa encontrada em muitas partes da América do Norte, uma planta medicinal que tem sido usado para curar várias doenças. O trevo vermelho é outra erva medicinal utilizada para diminuir as severas ondas de calor e suor noturno, embora os resultados das pesquisas não sejam tão precisos quanto aos resultados do uso do cohosh preto. [Fonte: Pray].

Tanto os homens quanto as mulheres tomaram remédios de ervas, como chá de sálvia e agripalma para tratar os suores noturnos. O chá de sálvia é usado para relaxar e é recomendado principalmente para ajudar a aliviar o estresse. Já a agripalma é uma erva da família das mentas que atua no sistema nervoso e circulatório; ambos causadores dos suores noturnos.