Efeitos negativos do uso do micro-ondas - Melhor Com Saúde

Efeitos negativos do uso do micro-ondas

As ondas eletromagnéticas podem alterar a estrutura química dos alimentos e causar danos a longo prazo, por isso é importante usar o microondas com moderação.

São variadas as pesquisas com relação ao uso deste eletrodoméstico tão popular nas casas de todo mundo, sobretudo nas grandes cidades. Os estudos demonstraram que seu uso periódico trás como consequência um grande dano à saúde. Conheça, neste artigo, quais são os efeitos negativos do uso do micro-ondas.

Como funciona o micro-ondas?

Sem dúvida, é uma das invenções mais modernas que existem, a qual nos permite que em poucos minutos a nossa comida esteja quente ou preparada. Os micro-ondas são muito fáceis de usar, poupam tempo e energia, não gastam tanta eletricidade e não gastam o gás usado no forno, por exemplo. São uma forma de energia eletromagnética que incluem ondas rápidas, semelhante ao rádio. Cada micro-ondas tem um magnetrão, um tubo onde se produz a radiação, de aproximadamente 2450 Mhz, que interatua com as moléculas da comida. Todas as ondas de energia neste eletrodoméstico mudam a polaridade de positivo para negativo em cada um dos ciclos, isto é, milhões vezes por segundo. Esta fricção molecular produz calor, mas também danifica ou destrói os aminoácidos, os tornando substâncias tóxicas para o organismo. 

microondas2

Nos alimentos, o uso do microondas causa: a criação de substâncias cancerígenas pela transformação de suas moléculas; a redução na bio-compatibilidade de seus nutrientes (minerais e vitaminais); uma perda entre 60% e 90% da energia; a diminuição de seu valor proteico e a criação de radicais livres.

3. Efeitos nocivos do micro-ondas

Em primeiro lugar, a água superaquecida, um fenômeno específico neste eletrodoméstico. Quando colocamos no micro-ondas um recipiente com água para esquentar, pode-se alcançar temperaturas de ebulição, mas sem as tradicionais “borbulhas”, por isso nem sempre percebemos se a água ferveu ou não. Às vezes, o recipiente pode romper por uma ebulição instantânea ao abrir a porta e ocorrer uma mudança de temperatura. Isto causa queimaduras severas nas mãos, o rosto, o pescoço etc. É necessário ter cuidado quando se esquenta a água, seja para um chá, um café etc. ou um meio líquido como um caldo ou leite.

IMG_4259

Uma segunda condição, a lixiviação: uma preocupação entre alguns usuários do micro-ondas. Alguns recipientes aquecidos por este meio liberam substâncias químicas devido à lixiviação do plástico. A ingestão destas substâncias por ser cancerígeno. É preciso ter cuidado e prestar muita atenção aos recipientes que não são aptos para o micro-ondas e se não há outro recurso senão usar este eletrodoméstico para aquecer a comida, de preferência passar o conteúdo para um prato de vidro ou lousa. E, em terceiro lugar, como dito anteriormente, uma alteração nos alimentos. Os micro-ondas reduzem os níveis de vitaminas B12, importante para a formação das células e dos glóbulos vermelhos, assim como também destrói quase por completo os flavonoides, que são anti-inflamatórios e ajudam a combater o câncer. Pode também matar as enzimas do leite materno e destruir suas propriedades antibióticas.

microondas34

Perigos de usar o micro-ondas

  • Comer alimentos requentados diariamente ou cozidos com o microondas causa danos permanentes ao longo do tempo devido às transformações que sofrem os nutrientes da comida.
  • O corpo humano não tem a capacidade de desdobrar as substâncias desconhecidas, isto é, o que se forma no interior dos alimentos aquecidos nestes eletrodoméstico.
  • A produção de hormônios (femininos e masculinos) se altera ou interrompe.
  • Os sais minerais dos vegetais se transformam em radicais livres, causando o câncer.

microondas5

 

  • O consumo de alimentos preparados no microondas provoca o crescimento de tumores cancerígenos no estômago e no intestino (por isso são tão frequentes os casos de câncer no cólon).
  • O consumo periódico destes alimentos causa o aumento das células cancerígenas nos tecidos.
  • Enfraquece o sistema imunológico devido às alterações causadas na plasma sanguíneo e nos gânglios linfáticos.
  • Altera as funções cognitivas do cérebro, o que provoca a perda da memória, instabilidade emocional e falta de concentração.
  • Os nutrientes, minerais e vitaminas da comida se reduzem ou alteram no microondas, por isso, é “como se não o tivéssemos consumido”.
  • São destruídos até 75% dos antioxidantes dos alimentos, as ondas eletromagnéticas fazem vibrar as moléculas de água gerando uma fricção de dentro para fora, alterando a estrutura química.

microondas6

  • As paredes celulares das verduras aquecidas com este eletrodoméstico aparecem desgarradas completamente se vistas com um microscópio.
  • Geram radiação eletromagnética.
  • Desvitalizam os alimentos em nível energético.

microondas

Esquentar o leite materno no micro-ondas é um erro enorme. Outra das pesquisas com relação ao uso do microondas diz respeito a sua utilização para esquentar o leite materno que é consumido pelos bebês. Os pediatras informam que este não é um hábito muito saudável e orientam as mães para evitarem essa prática, evitando também problemas de saúde aos seus filhos.

Ainda que também seja verdade que esquentar o leite no fogo comum também faz com que ele perca alguns nutrientes, com o micro-ondas o dano é maior, já que também, como se explicou anteriormente, as ondas eletromagnéticas modificam os componentes dos alimentos. O que se pode trazer como consequência no caso dos bebês, que fiquem mais vulneráveis às doenças, que suas defesas não estejam em boas condições, que comecem a gerar mais quantidade de radicais livre etc. 

Lembre-se

Atualmente o uso deste tipo de eletrodoméstico é bastante comum, no entanto, temos que considerar que seus efeitos não serão imediatos e muito menos provocarão dano em nosso organismo se o usamos muito pouco, uma vez ou outra. Contudo, quando se usa ou consome em excesso, é onde surgem seus principais inconvenientes, por esta razão nossa principal recomendação é optar por reduzir pouco a pouco o uso deste eletrodoméstico e simplesmente usá-lo quando seja estritamente necessário, para evitar inconvenientes futuros.

REFERÊNCIAS / Estudos realizados

Imagens cortesia de HomeSpot HQ, Michael Coté, Ewen Roberts, MoneyBlogNewz, Chris Baranski, Casey Fleser, Alex e Aaron Stidwell.