Os erros mais comuns nas dietas para perder peso

Os erros mais comuns nas dietas para perder peso

A chave para perder peso é mentalizar e se apropriar da ideia de que não se trata de uma dieta temporária, e sim de uma mudança nos nossos hábitos alimentares.
Os erros mais comuns nas dietas para perder peso

Manter uma dieta para perder peso nem sempre é tarefa simples. Muitas pessoas começam dietas esperando ver resultados a curto prazo, mas desanimam e as abandonam.

Alguns fatores, como a falta de informação sobre alguns alimentos ou os efeitos que alguns hábitos produzem em nosso organismo, podem nos levar a fazer a dieta de uma forma incorreta.

Para que as dietas para emagrecer não terminem em uma frustração, existem alguns erros que são cometidos frequentemente e que podem ser evitados. 

Pular refeições

Fazer dieta não equivale a pular refeições. Pelo contrário, trata-se de evitar chegar com um excesso de apetite a cada ingestão de alimentos.

Se nosso metabolismo trabalhar de uma forma mais contínua, com refeições mais frequentes, iremos queimar mais gorduras.

Cuidado com os produtos “light”

perder-peso-balanca

Os produtos “light” e os pacotes verdes, com aparência muito saudável, estão na moda. No entanto, em muitos casos trata-se de uma publicidade enganosa.

Em certas ocasiões costumamos comer uma quantidade maior do alimento quando pensamos que ele é saudável. Temos que nos informar bem sobre estes produtos antes de abusar de seu consumo.

O álcool e o sal

São dois obstáculos importantes para que as dietas para emagrecer sejam efetivas. Consumir um excesso de sal provoca retenção de líquidos e também hipertensão.

Tampouco é uma boa ideia abusar do álcool, mesmo que seja somente durante o fim de semana, caso você esteja realizando uma dieta para perder peso.

Não tomar líquidos

perder-peso

Para ter sucesso com dietas para perder peso é preciso se hidratar corretamente. Temos que tomar entre dois ou dois litros e meio de água ou bebidas sem gás nem calorias.

Além da água, outras opções excelentes quando se faz dieta são os caldos vegetais, sucos e infusões.

A pressa para comer

A forma adequada de comer para não consumir demais é sentado, sem realizar outra atividade ao mesmo tempo. Pegue pequenas porções por vez, mastigando corretamente e com um bom copo de água ao lado.

Não tomar o café da manhã

O café da manhã é uma refeição imprescindível para que o metabolismo comece a funcionar corretamente. É o começo do dia e precisamos reforçar nosso aporte energético.

Se perdemos o café da manhã, nosso organismo utilizará suas reservas de energia. Outra consequência é que o que comermos depois não será assimilado corretamente, e pode se converter em gordura.

Não dormir o suficiente

Um bom descanso é fundamental para o correto funcionamento do metabolismo. Alguns especialistas dizem que é possível perder peso enquanto dorme, caso descansemos adequadamente.

Dormir mal originará um esforço complementar para o nosso organismo, que além disso demandará mais alimento para suprir a falta de energia.

Não praticar exercícios

Perder-peso-medidas

A dieta sempre tem que vir acompanhada do exercício moderado e constante. Meia hora de caminhada por dia pode ser uma boa forma de combater o sedentarismo e queimar as gorduras extras do corpo.

Seguir as dietas de outras pessoas

A dieta deve ser personalizada. Querer seguir o exemplo de uma revista, de um famoso ou de alguém conhecido que perdeu muito peso pode nos causar frustração.

O fato de que algo tenha funcionado para uma pessoa não significa que servirá para todo mundo. Um especialista deve considerar o estilo de vida, horários e necessidades de cada um.

Pesar-se diariamente

Perder peso não só consiste em pesar menos, como também em perder gordura. Pesar-se diariamente somente pode levá-lo a uma obsessão com a balança.

Não consumir nenhum carboidrato

Renunciar a todos os nutrientes de que precisamos não é uma boa opção. Além disso, temos que considerar que quase nenhum alimento é puro, todos eles são compostos por parte de carboidratos, proteínas, gorduras…

O aconselhado é escolher carboidratos com um baixo nível glicêmico, como é o caso dos cereais integrais e das verduras.

No caso do pão, os especialistas afirmam que o pão, por si só, não engorda.

Não existem alimentos que sejam bons ou ruins, e sim padrões dietéticos inapropriados.

Não se dar um capricho de vez em quando

Temos que ser realistas. Uma dieta na qual não nos permitimos nenhum capricho não terá sucesso. A verdadeira finalidade de um regime é que seja factível, que seja cumprido.

Além disso, as dietas são feitas de forma que a pessoa possa continuar com sua vida profissional e social.

Se alguém tem um jantar de trabalho em um local onde não poderá seguir a dieta, é certo que essa noite a abandonará.